terça-feira, 25 de janeiro de 2011

* Maraviloso Jesus - Salmos 110:1


O Senhor de Davi

O Senhor disse ao meu Senhor: “Senta-te à minha direita até que eu faça dos teus inimigos um estrado para os teus pés”. Salmo 110:1 NVI

De todas as profecias Messiânicas do Antigo Testamento essa é a mais freqüentemente citada no Novo Testamento. Sem dúvida sua popularidade entre os primeiros Cristãos foi um reflexo da apreciação que Cristo tinha por essa profecia.

Durante os últimos poucos dias de seu ministério público, quando a realidade da cruz era iminente, Jesus derrotou seus adversários citando esta passagem. Eles vinham fazendo-Lhe perguntas difíceis na esperança de conseguirem algum pretexto para prendê-Lo; no entanto agora Jesus vira a jogo. “Como os mestres da lei dizem que o Cristo é filho de Davi?” perguntou Jesus. “O próprio Davi o chama “Senhor”. Como pode, então, ser ele seu filho?” (Marcos 12:35, 37).

Os líderes religiosos ficaram sem palavras. Considerados especialistas na interpretação das Escrituras, foram derrotados em seu próprio território. A teologia deles era incapaz de lidar com os conceitos trazidos à tona pelo Salmo 110:1. Eles aguardavam a vinda futura do Cristo (o Messias), o filho de Davi - mas o Messias que eles esperavam seria outro rei poderoso, o qual governaria e subjugaria as nações vizinhas como Davi havia feito na época de ouro de Israel. Ele seria um outro Davi – não menos, mas também não mais. As expectativas deles não permitiam que o Messias fosse ao mesmo tempo o Senhor de Davi assim como o seu filho. Por isso o relato de Mateus acerca do ocorrido encerra assim: “Ninguém conseguia responder-lhe uma palavra” (Mateus 22:46).

O Senhor de Davi – o conceito expresso pelo Salmo 110:1 – ainda confunde muita gente. A multidão ainda consegue aceitar que Ele é filho de Davi. Talvez um grande homem. Talvez o maior personagem da história. Talvez o supremo professor de todas as eras. Ou quem sabe o melhor homem que já pisou sobre a terra.

Todas estas avaliações de Jesus ainda são dadas pelos sábios do mundo. Eles estão dispostos a erguer Jesus ao primeiro lugar entre os homens – desde que Ele não seja nada mais.
Mas Jesus é mais do que isso. Chamá-Lo simplesmente de um grande professor é fazer dele um mentiroso; dizer que Ele é apenas um bom homem faz dele um enganador ou um maluco. Ele não pode ser somente um professor ou um bom homem. Ou Ele é o que afirmou ser – Senhor, de Davi, meu e seu – ou ele é a pior espécie de pessoa. Mas aqueles que buscam descobrem a resposta. E ao conhecê-Lo e experimentá-Lo caem em adoração a Seus pés.



ORAÇÃO

Querido Jesus, ajuda-me a não reduzi-Lo a pouco mais que um professor caridoso. Dá-me a certeza da Tua divindade. Somente assim poderei contar contigo nos momentos extremos de minha existência. Obrigado. Amém.
Autor: William G. Johnsson

Nenhum comentário:

Ser ou usar

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 21 de julho https://mais.cpb.com.br/meditacao/ser-ou-usar/ Ser ou usar Cuidemos também de nos ...