terça-feira, 7 de maio de 2024

Amor maior

 Devocional Diário

Amor maior

[Nada] poderá nos separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. Romanos 8:39

Desculpa Se Te Chamo de Amor é um romance do escritor italiano Federico Moccia. Trata da paixão incompreendida entre um executivo e uma estudante. A trama não é muito inovadora, mas se converteu em um fenômeno social. Tanto é que já existe em Roma a “Rota Moccia”, onde frases de seu livro aparecem nos muros das ruas e, como no romance, centenas de cadeados são presos aos postes da ponte Mílvio.

Muitos séculos antes, Roma também foi testemunha do amor de um grupo de crentes por seu Mestre. Em algumas paredes foram pintados grafites que zombavam deles, e muitos foram amarrados no Coliseu diante de feras famintas.

O que deu coragem aos primeiros cristãos para enfrentarem essas tribulações? Foi a promessa de que nada pode nos separar do amor de Deus. Sabemos disso, mas, por vezes, parece que nos esquecemos. Quando isso acontecer, proponho que você se lembre desta citação de Ellen G. White: “Deus uniu nosso coração a Ele por meio de incontáveis provas no céu e na Terra. Através das coisas da natureza e dos mais profundos e ternos laços que o coração humano pode conhecer, Deus procura revelar-Se para nós. […] Apesar de todas essas evidências, o inimigo do bem cegou o entendimento das pessoas, de modo que elas passaram a olhar para Deus com medo e a considerá-Lo inflexível e incapaz de perdoar. […] Ele retratou o Criador como um ser que fica vigiando desconfiado, buscando erros e falhas nas pessoas para que possa condená-las. Foi para remover essa sombra escura e revelar ao mundo o infinito amor de Deus que Jesus veio viver com a humanidade” (Caminho a Cristo, p. 9 [10, 11]).

Somos pobres pecadores, e Ele é o grande Senhor. O mais lógico seria que Ele não quisesse saber de nada mais de nós, pois não temos Sua classe, nem Seus recursos, nem Sua formação, nem Seus modos. No entanto, sem dar a menor importância ao que os outros vão dizer, Ele Se aproxima e, de forma cortês, nos diz: “Desculpa se te chamo de amor.” Talvez pensemos que seja um amor louco, mas é a maior paixão do Universo. E nada, absolutamente nada, poderá nos separar desse amor.

Neste dia, escancare as portas do seu coração ao amor de Deus. Declare-se ao Senhor e declare-O a outros também.

Vislumbres da eternidade
7 de maio
https://mais.cpb.com.br/meditacao/amor-maior-2/

Nenhum comentário:

Amigos para toda a vida

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 25 de maio https://mais.cpb.com.br/meditacao/amigos-para-toda-a-vida/ Amigos para toda a vida ...