quarta-feira, 15 de novembro de 2023

Eclesiastes 12 Comentário

  Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Eclesiastes 12
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


ECLESIASTES 12 – Nossa finitude é compreendida através da magnitude da vida, da criação e do Criador. Nossa limitação é sentida no cansaço, na exaustão, na fadiga. Nossa pequenez e fragilidade são visíveis na incapacidade de compreender a realidade da existência e sua complexidade.

Foi considerando a natureza da percepção e da cognição humana que Salomão inseriu no início de Eclesiastes a máxima: “Quanto maior a sabedoria, maior o sofrimento; e quanto maior o conhecimento, maior o desgosto” (Eclesiastes 1:18).

E, concluindo seu livro manteve essa linha da nossa natureza frágil ao declarar: “Não há limite para a produção de livros, e estudar demais deixa exausto o corpo” (Eclesiastes 12:12).

Para não perdermos tempo, energia e vida, Salomão usou a sabedoria que Deus lhe concedeu não meramente para pensar, mas para experimentar todos os caminhos que imaginamos dar sentido à existência; ele foi a todos os cantos e pensou em todas as possibilidades; possuindo fama e poder como rei bem sucedido, ultrapassou a sabedoria de muitos sábios e esforçou-se para compreender inclusive a loucura e a insensatez tanto quanto a sabedoria (Eclesiastes 1;12-17; 12:9-12); tudo isso para deixar claro e explícito a todos nós que é preciso lembrar-se do Criador desde os tenros dias da infância (Eclesiastes 12:1-8) – Fantástico! Magnífico!

Salomão esqueceu-se de seu Criador e, se deu mau; ele pretende advertir-nos quanto ao perigo desnecessário, o qual podemos evitar. Ele se arrependeu, mas a dor das consequências permaneceu; para livrar-nos dessa dor, escreveu Eclesiastes.

Ao chegar ao fim da vida e na conclusão de sua reflexão inspirada, suas palavras são contundentes e apelativas:

“Teme a Deus e obedeça aos Seus mandamentos, porque isso é essencial para o homem. Pois Deus trará a julgamento tudo o que foi feito, inclusive tudo o que está escondido, seja bom, seja mau”.

Assim, numa reviravolta espetacular, as palavras sábias do Pregador (Eclesiastes) alcançam seu ápice num clímax esplendoroso. No último suspiro do livro, encontramos a sublime revelação que ecoa pelos séculos, fazendo tremer as fundações da compreensão humana.

As palavras finais do sábio pregador são o epítome do conhecimento acumulado, e ressoa como um trovão ao coração de cada indivíduo:

• A sabedoria não reside no acúmulo de meras informações, mas na reverência e obediência a Deus!

Portanto, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

Teoceno

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 24 de maio https://mais.cpb.com.br/meditacao/teoceno/ Teoceno Nós, porém, segundo a promessa d...