terça-feira, 22 de março de 2022

O REI EM JUSTIÇA

 O REI EM JUSTIÇA

Nos seus dias, Judá será salvo, e Israel habitará seguro. E este será o nome pelo qual será chamado: “Senhor, Justiça Nossa.” Jeremias 23:6

As extraordinárias descrições dadas a Isaías sobre a glória do Redentor eram dia e noite estudadas por ele [João Batista]. O Renovo do tronco de Jessé; um Rei que governaria “com justiça”, julgando “com equidade a favor dos mansos da Terra” (Is 11:4); um “refúgio contra a tempestade, […] sombra de uma grande rocha em terra sedenta” (Is 32:2); a nação de Israel não mais sendo chamada “Abandonada”, nem sua terra, “Arrasada”, mas chamada pelo Senhor “Minha Delícia”, e sua terra, “Casada” (Is 62:4). O coração do solitário exilado se enchia dessa gloriosa visão.

Ele admirou o Rei em Sua beleza, e o próprio eu foi esquecido. Via a majestade da santidade e sentia-se incapaz e indigno. Estava disposto a ir como mensageiro do Céu sem ter medo do ser humano, pois tinha contemplado Aquele que é divino. Podia ficar em pé e sem medo na presença de monarcas terrestres, porque se ajoelhara diante do Rei dos reis.

João não compreendia plenamente como seria o reino do Messias. Esperava que Israel fosse liberto de seus inimigos nacionais; mas a vinda de um Rei em justiça e o estabelecimento de Israel como nação santa era o grande alvo de sua esperança. Dessa forma, acreditava que se cumpriria a profecia dada em seu nascimento. “Para […] lembrar-Se da Sua santa aliança e […] de conceder-nos que, livres das mãos de inimigos, [nós] O adorássemos sem temor, em santidade e justiça diante Dele, todos os nossos dias” (Lc 1:72-75).

Via seu povo enganado, satisfeito consigo mesmo e adormecido em pecados. Desejava despertá-los para uma vida mais santa. A mensagem que Deus lhe dera tinha como objetivo acordá-los da letargia e fazê-los tremer por sua grande iniquidade. Antes que a semente do evangelho pudesse ser recebida, o solo do coração deveria ser remexido. Antes que pudessem buscar cura em Jesus, precisavam ser despertados para o risco que corriam pelas feridas do pecado (O Desejado de Todas as Nações, p. 71, 72 [103, 104]).

PARA REFLETIR: De que maneira olhar para Jesus muda a sua forma de enxergar as pessoas ao redor? Como muda o seu desejo de servir a Cristo?

MEDITAÇÃO DIÁRIA

22/03/2022

https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-rei-em-justica/

Nenhum comentário:

O CORDEIRO PASCAL

  MEDITAÇÃO DIÁRIA 2 de Outubro          O CORDEIRO PASCAL    Então Jesus lhes disse: "Tenho desejado ansiosamente comer esta Páscoa c...