quarta-feira, 2 de março de 2022

O DESPREZADO NAZARENO

  O DESPREZADO NAZARENO

Mas é necessário que primeiro Ele padeça muitas coisas e seja rejeitado por esta geração. Lucas 17:25

A riqueza é um poder com o qual se pode fazer o bem ou o mal. Se for usada corretamente, torna-se uma fonte de contínua gratidão, porque os dons de Deus são apreciados, e o Doador é reconhecido pelo emprego deles como Ele planejou. Aqueles que roubam a Deus, retendo de Sua causa e dos pobres sofredores, enfrentarão Seu juízo retributivo. Nosso Pai celestial, que nos tem dado em confiança toda boa dádiva, Se compadece de nossa ignorância, nossa fragilidade e nossa condição desesperadora. A fim de nos salvar da morte, Ele livremente nos deu Seu amado Filho. Ele reivindica de nós tudo o que reivindicamos como nosso. Negligenciar Seus pobres sofredores é negligenciar a Cristo, pois Ele nos disse que os pobres são os Seus representantes na Terra.

[…] Quando os pobres do Senhor são negligenciados e esquecidos, recebidos com indiferença e com palavras cruéis, deve o culpado ter em mente que está negligenciando a Cristo na pessoa dos Seus santos. Nosso Salvador identifica Seus interesses com os da humanidade sofredora. Como o coração dos pais é piedoso e se sensibiliza com os sofrimentos de um dos membros do seu pequeno rebanho, assim o coração do nosso Redentor simpatiza com os mais pobres e mais humildes dos Seus filhos terrestres. Ele os colocou entre nós a fim de despertar em nosso coração o amor que sente pelos sofredores e oprimidos, e os Seus juízos cairão sobre qualquer que os trate com injustiça, menosprezo ou abuso.

Consideremos que Jesus assumiu as dores e pesares – pobreza e sofrimento – do ser humano em Seu próprio coração, e os tornou parte de Sua própria experiência. Embora seja o Príncipe da vida, Ele não tomou a Sua posição com os grandes e honrados, mas com os humildes, os oprimidos e os sofredores. Ele foi o desprezado Nazareno. Ele não tinha onde reclinar a cabeça. Tornou-Se pobre por nossa causa, para que pela Sua pobreza pudéssemos enriquecer. Ele é agora o Rei da glória, e se viesse a ser coroado com majestade, milhões Lhe prestariam homenagem. Todos competiriam entre si para honrá-Lo; todos pleiteariam ser achados em Sua presença. Uma oportunidade nos é agora concedida de receber a Cristo na pessoa de Seus santos (Testemunhos Para a Igreja, v. 4, p. 620, 621).

PARA REFLETIR: O que você pode fazer hoje para aliviar o sofrimento dos pobres na sua comunidade? Como motivar os outros a se unirem a você nesse ato de serviço?

MEDITAÇÃO DIÁRIA

02/03/2022

https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-desprezado-nazareno/

Nenhum comentário:

O CORDEIRO PASCAL

  MEDITAÇÃO DIÁRIA 2 de Outubro          O CORDEIRO PASCAL    Então Jesus lhes disse: "Tenho desejado ansiosamente comer esta Páscoa c...