sábado, 8 de janeiro de 2022

O LIBERTADOR

O LIBERTADOR


Quanto ao mais, sejam fortalecidos no Senhor e na força do Seu poder. Efésios 6:10

O cristão deve manter sua retidão mesmo enquanto habita em meio a corruptos e infiéis. Com o coração unido a Deus, imbuído do Seu Espírito, o cristão encontrará muitas razões para lamentar enquanto cercado por transgressores dos mandamentos – aqueles que estão ao lado do grande rebelde e daqueles que rejeitaram a lealdade ao Deus do Céu. O fato de que essa iniquidade predomina deve servir de forte motivação para se manter vigilante e zeloso, fiel no serviço do Mestre, a fim de representar corretamente a religião de Jesus Cristo.

De todos os lados, o soldado cristão ouvirá conspirações e revoltas por parte daqueles que tentam anular a lei de Deus. Isso deve aumentar sua determinação para agir como sentinela fiel a Deus e fazer de tudo para conquistar pessoas que se unam à bandeira ensanguentada do Príncipe Emanuel. Quanto mais densas as trevas morais, mais intensa deve ser a iniciativa de andar com Deus, para que a luz e o poder que provêm Dele se reflitam naqueles que estão em trevas. O amor dos cristãos genuínos não se esfria por causa do predomínio da iniquidade. À medida que a sociedade se tornar cada vez mais corrupta, como nos dias de Noé e de Ló, haverá um anseio da alma pelos pecadores enganados, iludidos e prestes a perecer, que estão se preparando para um destino semelhante ao dos transgressores que morreram nas águas do dilúvio e na destruição de Sodoma […].

Temos apenas pouco tempo para travar essa batalha. Cristo virá e essa cena de rebelião terminará […]. Como nunca antes, é preciso resistir ao pecado – aos poderes das trevas. O tempo requer uma atuação enérgica e determinada por parte daqueles que creem na verdade presente. Devem ensinar a verdade por preceito e exemplo. Se parece demorar o momento da chegada de nosso Libertador; se, prostrados pela aflição e desgastados pela labuta, sentirmos impaciência para que a nossa missão termine e sejamos honrosamente dispensados da guerra, lembremo-nos – e que essa lembrança silencie cada murmúrio – de que Deus nos estabeleceu na Terra para enfrentar tormentas e conflitos, para aperfeiçoar o caráter cristão, para nos familiarizar melhor com Deus, nosso Pai, e com Cristo, nosso Irmão mais velho, e cumprir a obra do Mestre em ganhar muitas pessoas para Jesus (Review and Herald, 25 de outubro de 1881).

PARA REFLETIR: A oposição daqueles que odeiam o cristianismo aumenta seu zelo em compartilhar o evangelho, a fim de que até mesmo o escarnecedor tenha a oportunidade de se salvar?

Meditação Diária 08/01/2021

https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-libertador-2/

Nenhum comentário:

O CAPITÃO DO EXÉRCITO DO SENHOR

 O CAPITÃO DO EXÉRCITO DO SENHOR O Senhor lutará por vocês; fiquem calmos. Êxodo 14:14 Reflito na meditação de Cristo e na promessa: “Não de...