quarta-feira, 22 de dezembro de 2021

UMA ESCOLHA CORAJOSA

UMA ESCOLHA CORAJOSA

E, já agora, sou de oitenta e cinco anos. Estou forte ainda hoje como no dia em que Moisés me enviou. [...] Agora, pois, dá-me este monte. Josué 14:10-12

Precisamente antes de Josué começar a distribuição da Terra Prometida às várias tribos, houve um momento muito comovente na história de Israel. Um homem de 85 anos de idade avançou para apresentar a reivindicação de um pedaço da propriedade imobiliária. Estava naquela idade da vida em que muitos estariam contentes em se assentar em uma cadeira de balanço e recordar os anos passados, mas não foi esse o caso de Calebe. Ele e Josué eram agora os mais velhos membros do acampamento, e Calebe queria Hebrom. “Dá-me este monte!” (Js 14:12) ressoa com uma grande coragem fundamentada na fé no Deus do Céu.

E por que entre todos os lugares ele escolheu Hebrom? Calebe conhecia algo acerca daquela região. Os temíveis gigantes anaquins habitavam ali. Também por conta deles, o relatório da maioria dos espias havia sido pessimista. Anos antes, Calebe, que não tinha se deixado intimidar pelos habitantes do local, resolveu que era por aquele pedaço da terra que lutaria.

A escolha de Calebe não estava baseada em sua força. Não era somente porque tinha vivido de modo saudável que podia ser um guerreiro na velhice. Como ele afirmou a Josué, sua confiança se firmava no fato de que havia perseverado “em seguir o Senhor”, seu Deus (Js 14:8). Ele se fundamentou nas promessas de Deus. Não havia reservas com Calebe. Não esperou para agir com cautela, mas confiou no poder do Senhor. Quando Deus disse que enviaria o temor adiante dos israelitas para expulsar o inimigo, Calebe acreditou em cada palavra.

Esse é o motivo por que ele entrou nessa grande causa. Tinha um senso de missão para com a obra de Deus. E não somente tomou Hebrom, mas continuou a lutar. Não se instalou para usufruir sua herança.

Quando nos deparamos com dificuldades aparentemente insuperáveis e as tentações do inimigo nos assaltam como gigantes, é prudente relembrar a petição desse velho guerreiro e dizer com ele: “Dá-me este monte!”

Jan S. Doward, 4/3/1985

Nenhum comentário:

O MESTRE

 O MESTRE Mas o próprio Jesus não confiava neles, porque conhecia a todos. João 2:24 Apenas os que estão recebendo constantemente novos supr...