domingo, 28 de fevereiro de 2021

Arrependimento e restituição

 MEDITAÇÃO DIÁRIA

Domingo, 28 de fevereiro

Arrependimento e restituição

E, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, restituo quatro vezes mais. Lucas 19:8

Zaqueu não vacilou um só instante quando foi chamado por Deus. Não se deteve na análise fria e calculista das consequências de sua decisão. Obediente, desceu de onde estava e se encontrou com Jesus. Exatamente naquele instante sua conversão ocorreu.

O antigo código penal hebreu previa o seguinte: “Se alguém furtar boi ou ovelha e o abater ou vender, por um boi pagará cinco bois, e quatro ovelhas por uma ovelha” (Êx 22:1). Zaqueu sabia de sua culpa e condenação. Por isso, contrito, abriu os lábios na presença de Jesus para tornar público seu arrependimento: “E se nalguma coisa tenho defraudado alguém, restituo quatro vezes mais.”

As palavras de Zaqueu constituem o testemunho de um arrependimento sincero e profundo. E por haver manifestado esse espírito de maneira tão espontânea, ouviu as alentadoras palavras de Jesus: “Hoje, houve salvação nesta casa” (Lc 19:9).

Conta-se que um negociante cristão da cidade de Boston associou-se certo dia a dois outros comerciantes e, com o dinheiro de que dispunham, compraram todo o bacalhau vendido no porto de Boston, esperando assim controlar o mercado.

À noite, o negociante cristão ajoelhou-se para orar, mas não conseguiu falar com Deus. Balbuciou algumas palavras e não pôde continuar a oração. Pensou então nos pobres que não podiam comprar bacalhau por causa do preço alto. O bacalhau perturbou sua oração. No dia seguinte disse aos seus sócios que não continuaria naquele negócio. E justificou: “Quando estava de joelhos, em oração, uma grande montanha de bacalhau se levantou entre mim e Deus, e eu não podia vê-Lo. E não vou permitir que todo o bacalhau existente no oceano impeça minha comunhão com Deus.”

Aceitando a Jesus, Zaqueu se dispôs a eliminar tudo quanto pudesse eventualmente separá-lo Daquele que tão ternamente o havia convidado a segui-Lo. É possível que, completando a restituição e tendo devolvido o último denário, Zaqueu tenha ficado pobre. Mas o pecado que o separava de Deus foi removido, e ele encontrou riquezas incontáveis em Sua companhia.

Enoch de Oliveira, 27/11/1990

Nenhum comentário:

O ato estranho de Deus

 MEDITAÇÃO DIÁRIA Domingo, 18 de abril O ato estranho de Deus Para realizar a Sua obra, a Sua obra estranha, e para executar o Seu ato, o Se...