Translate

sábado, 3 de agosto de 2019

Separados do Mundo

A Fé Pela Qual Eu Vivo
3 de agosto
Separados do Mundo


Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal. João 17:15.

Muitos professos cristãos podem ser comparados à videira que se arrasta no solo e cujas gavinhas se enrolam nas raízes e entulhos que se estendem em seu caminho. A todos estes destina-se a mensagem: “Saí deles, e separai-vos, diz o Senhor.” … Vossas ramículas têm que ser separadas de tudo que é terreno. … É-vos impossível unir-vos aos corruptos, e permanecer puro. SDA Bible Commentary, vol. 6, pág. 1.102.

Oh, que a juventude compreenda que deve ser uma planta preciosa no jardim do Senhor. … Que os raminhos delicados das afeições se liguem em Jesus, para serem nutridos por Ele; e, em vez de vos arrastardes no solo, voltai a face para o Sol da Justiça, para que possais receber os divinos raios de luz. Crescei, dia a dia, em Sua semelhança, e tornai-vos participantes de Sua natureza divina, para que possais finalmente ser achado perfeitos no paraíso de Deus. …

Cravai vosso espírito na Rocha eterna; pois somente em Cristo há segurança. TheYouth’s Instructor, 3 de agosto de 1893.

A união com Cristo pela fé viva, é duradoura; qualquer outra união se desfará. … Mas esta união nos custa alguma coisa. … Tem de haver uma dolorosa obra de desligamento, assim como uma obra de ligamento. Orgulho, egoísmo, vaidade, amor do mundo – o pecado em todas as suas formas – têm de ser vencidos, se é que queremos entrar em união com Cristo. A razão de acharem muitos a vida cristã tão deploravelmente árdua, de serem tão inconstantes, tão volúveis, está em procurarem apegar-se a Cristo sem primeiro desligar-se desses ídolos acariciados. Reavivamento e Seus Resultados, pág. 46.

Aceitamos as condições estabelecidas em Sua Palavra – separação do mundo? … Nossa consagração a Deus deve ser um princípio vivo, entretecido com a vida, e que conduza à abnegação e ao sacrifício. Deve subordinar todos nossos pensamentos e fluir de cada ação. Isto nos elevará acima do mundo, e nos manterá a salvo de sua influência contaminadora. Review and Herald, 2 de janeiro de 1900.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959– Pág. 221

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis