Translate

sexta-feira, 26 de julho de 2019

Um Julgamento Anterior

A Fé Pela Qual Eu Vivo
26 de julho
Um Julgamento Anterior


Os pecados de alguns homens são manifestos, precedendo o juízo; e em alguns manifestam-se depois. I Tim. 5:24.

A obra do juízo investigativo e extinção dos pecados deve efetuar-se antes do segundo advento do Senhor. Visto que os mortos são julgados pelas coisas escritas nos livros, é impossível que os pecados dos homens sejam cancelados antes de concluído o juízo em que seu caso deve ser investigado. … Quando se encerrar o juízo investigativo, Cristo virá, e Seu galardão estará com Ele para dar a cada um segundo for a sua obra. O Grande Conflito, pág. 485.

Todos serão julgados de acordo com as coisas escritas nos livros, e recompensados conforme tiverem sido as suas obras. Este juízo não ocorre por ocasião da morte. O Grande Conflito, pág. 548.

No culto típico, o sumo sacerdote, havendo feito expiação por Israel, saía e abençoava a congregação. Assim Cristo, no final de Sua obra de mediador, aparecerá “sem pecado, … para salvação” (Heb. 9:28), a fim de abençoar com a vida eterna Seu povo que O espera. Como o sacerdote, ao remover do santuário os pecados, confessava-os sobre a cabeça do bode emissário, semelhantemente Cristo porá todos esses pecados sobre Satanás, o originador e instigador do pecado. O bode emissário, levando os pecados de Israel, era enviado “à terra solitária” (Lev. 16:22); de igual modo Satanás, levando a culpa de todos os pecados que induziu o povo de Deus a cometer, estará durante mil anos circunscrito à Terra, que então se achará desolada, sem moradores, e ele sofrerá finalmente a pena completa do pecado nos fogos que destruirão todos os ímpios. O Grande Conflito, págs. 485 e 486.

Poucos, sim, somente poucos do imenso número dos que povoam a Terra serão salvos para a vida eterna, ao passo que às multidões que não aperfeiçoaram o caráter na obediência da verdade serão destinadas à segunda morte. Testimonies, vol. 2, págs. 401 e 402.

Cristo … não despreza ninguém. Ele, que não pôde ver seres humanos sujeitos à ruína eterna sem entregar Sua vida à morte por eles, contemplará com piedade e compaixão todo aquele que reconhece não poder salvar-se a si próprio. Parábolas de Jesus, pág. 157.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959– Pág. 213
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis