Translate

terça-feira, 30 de julho de 2019

Ardis de Satanás

A Fé Pela Qual Eu Vivo
30 de julho
Ardis de Satanás


Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar. I Ped. 5:8.
É inseguro confiar nos sentimentos ou nas impressões; são guias indignos de confiança. A lei de Deus é a única norma correta de santidade. Por esta lei é que o caráter deve ser julgado. Se um pesquisador da salvação perguntasse: “Que devo fazer para herdar a vida eterna?” os modernos ensinadores de santificação responderiam: “Crede somente que Jesus vos salva.” Cristo, porém, ao ser-Lhe feita essa pergunta, disse: “Que está escrito na lei? Como lês?” E ao responder o inquiridor: “Amarás ao Senhor teu Deus, de todo o teu coração, … e ao teu próximo como a ti mesmo”, Jesus replicou: “Respondeste bem; faze isso e viverás.” Luc. 10:26-28. Review and Herald, 5 de outubro de 1886.

Nenhum valor existe na mera profissão de fé em Cristo; unicamente o amor que se revela pelas obras é considerado genuíno. Contudo, é unicamente o amor que, à vista do Céu, torna de valor qualquer ato. …

O oculto egoísmo humano permanece manifesto nos livros do Céu. … Triste é o relato que os anjos levam para o Céu. Seres inteligentes, seguidores professos de Cristo, estão absortos na aquisição de posses mundanas ou do gozo de prazeres terrenos. Dinheiro, tempo e força são sacrificados na ostentação e condescendência próprias; poucos, porém, são os momentos dedicados à prece, ao exame das Escrituras, à humilhação da alma e confissão do pecado.

Satanás concebe inumeráveis planos para nos ocupar a mente, para que ela se não detenha no próprio trabalho com que deveremos estar mais bem familiarizados. O arquienganador odeia as grandes verdades que apresentam um sacrifício expiatório e um Todo-poderoso Mediador. Sabe que para ele tudo depende de desviar a mente, de Jesus e de Sua verdade.

Os que desejam participar dos benefícios da mediação do Salvador, não devem permitir que coisa alguma interfira com seu dever de aperfeiçoar a santidade no temor de Deus. O Grande Conflito, págs. 487 e 488.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959– Pág. 217

Fé, reverência, santuário
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis