Translate

sexta-feira, 10 de maio de 2019

Auxílio aos Pobres de Espírito

A Fé Pela Qual Eu Vivo
10 de maio
Auxílio aos Pobres de Espírito

Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos Céus. Mat. 5:3.

Todos os que têm a intuição de sua profunda pobreza de alma e vêem que em si mesmos nada possuem de bom, encontrarão justiça e força olhando a Jesus. O Maior Discurso de Cristo, pág. 8.

“Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.” Sal. 51:17. O homem se deve esvaziar do próprio eu, antes de ser, no mais amplo sentido, um crente em Jesus. Quando se renuncia ao eu, então o Senhor pode tornar o homem uma nova criatura. Novos odres podem conter o vinho novo. O amor de Cristo há de animar o crente de uma vida nova. Naquele que contempla o autor e consumador de nossa fé, o caráter de Cristo se há de manifestar. O Desejado de Todas as Nações, pág. 280.

Quando o homem peca contra um Deus santo e misericordioso, não pode seguir mais nobre caminho que arrepender-se sinceramente, e confessar seus erros com lágrimas e amargura de alma. Isto Deus requer dele; Ele não aceita nada menos que um coração quebrantado e um espírito contrito. Profetas e Reis, págs. 435 e 436.

O coração orgulhoso esforça-se por alcançar a salvação; mas tanto o nosso título ao Céu, como nossa idoneidade para ele, encontram-se na justiça de Cristo. O Senhor nada pode fazer para a restauração do homem enquanto ele, convicto de sua própria fraqueza e despido de toda presunção, não se entrega à guia divina. Pode então receber o dom que Deus está à espera de conceder. Coisa alguma é recusada à alma que sente a própria necessidade. Ela tem ilimitado acesso Àquele em quem habita a plenitude. O Desejado de Todas as Nações, pág. 300.

A única razão por que não podemos obter remissão dos pecados passados é que não estamos desejosos de humilhar o coração orgulhoso e nos pormos em condições. Testimonies, vol. 5, pág. 636.

Deus é muito compassivo, porque compreende nossa fraqueza e tentações; e quando formos a Ele com o coração quebrantado e espírito contrito, Ele aceita nosso arrependimento e promete-nos que se nos apoderarmos de Sua força para nos reconciliar com Ele, estaremos de fato reconciliados com Ele. Oh, que grandeza, que alegria, sentirmos que Deus é misericordioso! Testimonies, vol. 3, págs. 240 e 241.

A mais agradável oferta aos olhos de Deus, é um coração humilhado pela abnegação, pelo tomar a cruz e seguir a Jesus. Evangelismo, pág. 510.


Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 -
10 de maio – Pág. 136
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis