Translate

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Manter o Olhar em Cristo

Refletindo a Cristo

Manter o Olhar em Cristo -20 de setembro

Olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual em troca da alegria que Lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus. Heb. 12:2.

Se suspeitas, invejas, ciúmes e suposições malévolas forem acalentadas, estas excluirão a bênção de Deus, pois Jesus não pode habitar num coração onde tais coisas sejam nutridas. O templo da alma precisa ser purificado de toda contaminação. …

Cristo previu o perigo de todas essas coisas, e pouco antes de dar Sua vida pelo mundo Ele orou a Seu Pai para que os discípulos fossem um com Cristo assim como Ele é um com o Pai. … Nada pode ofender mais o Espírito de Deus do que desavenças entre os trabalhadores de Sua vinha, porque o mesmo espírito que alimentam é difundido entre as igrejas. Tal semente, uma vez semeada, é difícil de erradicar. Requer tempo, trabalho e angústia de alma ajustar as coisas, e introduzir um estado de harmonia e paz. Todo o Céu está trabalhando pela unidade da igreja, e os professos seguidores de Cristo estão agindo em desentendimento com Deus, porque não atendem às Suas instruções, trazendo discórdia. …

Aquele que corre numa competição certamente não conquistará a vitória se ficar olhando para trás ou para os lados, a fim de ver se os demais competidores o estão ultrapassando. Ele precisa correr para conquistar a coroa de glória imortal, olhando para Jesus, que é o Autor e Consumador da fé.

Esta obra na qual nos achamos envolvidos é uma obra grandiosa e santa. Não podemos, por um momento sequer, ficar desprevenidos. A coroa, a coroa, a imperecível coroa a ser conquistada, é o que o competidor deve manter em mente. Portanto, correi de tal maneira que a alcanceis. … Não olheis para os homens. Vossa responsabilidade é perante Deus, e Ele “retribuirá a cada um segundo o seu procedimento”. Rom. 2:6. … Contemplamos e captamos os resplendentes raios da face de Jesus Cristo. Recebemos tanto quanto podemos suportar. Não nos detenhamos para discutir as circunstâncias; conservemos antes Cristo em mente. Através do poder transformador do Espírito Santo nos tornamos semelhantes à imagem do bendito Objeto que contemplamos.

Não murmureis nem descobri defeitos. Contemplando a Jesus, Sua imagem é gravada no coração e refletida no espírito em palavras, em verdadeiro serviço pelo nosso próximo. A alegria de Cristo está em nosso coração, e nossa alegria é completa. Isso é verdadeira religião. Tenhamos a certeza de obtê-la, e sejamos bondosos, corteses, e tenhamos amor no coração – aquele tipo de amor que jorra para fora e é expresso em boas obras, que é uma luz a brilhar para o mundo, e que torna a nossa alegria completa. Manuscrito 26, 1889.


Meditação Matinal de Ellen White – Refletindo a Cristo, 1986 – Pág. 269 –

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis