segunda-feira, 24 de março de 2014

Ouçam com atenção- Isaias 28


Comentários do Pr. Heber Toth Armí

Dependência superficial da graça de Deus não atrairá a plenitude de Suas bênçãos. A fé deve centralizar na totalidade da Palavra. Quando isso não acontece há instabilidade religiosa que o profeta compara à vida dos bêbados, que cambaleiam de um lado para outro, sem discernimento e sem percepção da realidade; resultando em decisões irracionais. Efraim (Israel do Norte) e os Judeus são comparados a bêbados, embriagados em sua confiança própria ou em nações estrangeiras, ao invés de dependerem de Deus (vs. 1, 3 e 7). Consequentemente a mensagem de advertência profética contra a apostasia resultou em zombaria (vs. 14, 22). Nos casos de Efraim e Judá os líderes religiosos são retratados como cambaleantes, bêbados, vomitando, e o povo, como escarnecedor sarcástico da mensagem de Deus por intermédio de Seu profeta. Então Deus enviaria Seu povo ao exílio regido pelos assírios. Entretanto, Deus diz ao Seu povo:

1. Ouçam com atenção: O agricultor conhece os segredos do cultivo e trabalha com um planejamento estabelecido de acordo com a sabedoria dada por Deus (vs. 23-26);

2. Ouçam com atenção: Do mesmo modo que o agricultor, o Senhor lida apropriada e sabiamente a fim de levar à cabo Seu propósito de purificar um povo a fim de produzir frutos bons (vs. 27-29).

Não há como falar aos ignorantes, nem com toda a sabedoria do mundo. Isso está claro em Isaías 28. Comentando sobre esse capítulo de Isaías, o Dr. S. J. Schwantes diz que no verso 9 “o profeta exclama em desespero: ‘quem, pois, se ensinaria o conhecimento?’ 

Na falta de líderes responsáveis, seria acaso às crianças que o profeta deveria falar?” Schwantes continua a interpretação alegando que no hebraico o verso 10 soa como uma cantinela, que “tem levado a muitos comentadores a atribuir palavras aos interlocutores do profeta, que deste modo zombavam de sua mensagem”. Então afirma, “É pouco provável, porém, que o profeta fosse misturar as palavras de seus adversários às do Senhor, o que se prestaria a um equívoco. O que Isaías provavelmente queria dizer é que às pessoas que se comportavam como crianças, pela falta de discernimento espiritual, a palavra do Senhor tinha de ser comunicada nos termos mais simples e com muita repetição” A seguir Schwantes declara que o verso 11 confirma tal interpretação. “A crianças, espiritualmente falando, a mensagem do Senhor tinha de ser comunicada em linguagem infantil. Como um Pai de amor, Deus queria assegurar descanso a Seus filhos, queria revelar-lhes o segredo da verdadeira paz (v. 12). Mas não quiseram ouvir...”. E você, ouve e pratica sempre a Palavra de Deus?

Leia com muita atenção cada sentença da profecia de Isaías 28. Satanás não quer que ninguém compreenda tais palavras inspiradas, mas Deus fará de tudo para que você entenda se, e, somente se você quiser. Desta profecia de Isaías destacamos algumas lições:

1. Para um povo superficial na fé, a Palavra de Deus por Seus mensageiros pode ser agradável, mas Suas sagradas advertências e Suas reprovações são todas desprezadas.
2. Pregadores que difundem verdades impopulares têm de enfrentar homens doutos, opositores de todos os tipos; sendo, muitas vezes, debochados e ridicularizados.
3. Pregadores de falsas doutrinas surgem a cada dia e o pregador fiel deverá, então, enfrentar mentes aguçadas que se acham sob o controle de Satanás como os bêbados sob o controle do álcool.

Apegue-se à Palavra de Deus. Confiar em qualquer outra coisa é fazer aliança com a morte. O verso 16 diz sobre uma pedra confiável, a qual é uma referência a Jesus. A verdade é que a fé exclusivamente nEle é a garantia plena de salvação. 

Diga a Deus: “Senhor, fale sempre comigo através de Tua Palavra e dá-me forças para segui-la conforme queres que eu siga. Em nome de Jesus, amém”.
Curta e compartilhe:

Nenhum comentário:

Ser ou usar

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 21 de julho https://mais.cpb.com.br/meditacao/ser-ou-usar/ Ser ou usar Cuidemos também de nos ...