domingo, 25 de setembro de 2011

Maravilhoso Jesus João 16:8

O Tríplice Trabalho do Espírito Santo


Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo. João 16:8, NVI.


Em um comunicado que surpreendeu seus apreensivos seguidores, Jesus disse-lhes que era para o bem deles que estava prestes a deixá-los. Ele disse que unicamente a Sua partida possibilitaria ao Espírito Santo iniciar Seu ministério pleno no mundo (João 16:7, 8).


De acordo com Jesus, esse trabalho centraliza-se em um tríplice ministério que abarca o pecado, a justiça e o juízo.


Primeiro, o Espírito Santo convence homens e mulheres do pecado.


A má notícia sobre nós vem antes da boa notícia acerca da salvação de Deus em Cristo Jesus. Precisamos de ajuda! Não podemos resolver este grave problema por conta própria. Não importa quão ricos ou inteligentes ou cultos sejamos, temos uma doença terrível, chamada pecado.


Comentando sobre a obra do Espírito de convencer-nos do pecado, Jesus acrescentou: "porque os homens não crêem em mim" (versículo 9, NVI). Aqui está a questão fundamental, o coração de tudo. Quando comparecermos perante Deus, o problema não será o que fizemos (os pontos obtidos com nossas boas e más ações), mas o que fizemos com Jesus. Ele é a nossa salvação; não temos esperança a não ser no Seu nome.


Essa foi a condenação de antigamente. Jesus veio, e os homens da religião escolheram as trevas e não a luz. Hoje, a condenação não é diferente, pois o Espírito Santo perpetua o ministério de Jesus.


Em segundo lugar, o Espírito Santo convence os homens e mulheres da justiça.


Toda pessoa tem normas para a sua vida. A sociedade estabelece leis, regras de etiqueta e comportamento aceitável. Mas só Deus define o que é justiça. Os padrões de Deus são muito mais elevados que os nossos.

Os Espírito Santo convence em relação à justiça, disse Jesus, "porque vou para o Pai, e vocês não me verão mais;" (versículo 10, NVI). Enquanto Jesus andou entre nós, Suas palavras e ações definiram a justiça. Ele é o caminho, a verdade, a vida. Ele é a lei encarnada.


Mas aquela voz não está mais entre nós, aquelas mãos não servem mais a humanidade. Como conheceremos a justiça hoje? Através do Espírito Santo, que aponta para Jesus, o padrão eterno de Deus.

Terceiro, o Espírito Santo convence do juízo.


"O príncipe deste mundo já está condenado", explicou Jesus (verso 11, NIV). À luz da vida de Cristo e, especialmente, à luz que emana do Calvário, o mal é desmascarado. O Espírito nos mostra que Satanás é um mentiroso e um assassino. A condenação de Deus com razão repousa sobre o Satanás e sobre todos aqueles que optam por andar em seus caminhos.


Jesus deveria deixar este mundo para o nosso bem? À luz do tríplice ministério do Espírito Santo, sim!


ORAÇÃO


Espírito Santo, aviva a tua obra em minha vida hoje!


Autor: William G. Johnsson

Nenhum comentário:

Por Que Moisés Nunca Reclamou?

  MEDITAÇÃO DIÁRIA 29 De Julho, Quinta Por Que Moisés Nunca Reclamou? O Deus eterno é a tua habitação e, por baixo de ti, estende os braços ...