Translate

terça-feira, 21 de abril de 2015

Efésios 3 Comentários: Pr. Heber Toth Armí

Lições de Vida  

Leitura Bíblica- Efésios 3
Comentários: Pr. Heber Toth Armí

O apóstolo Paulo desvenda, ou melhor, revela mistérios. Quer conhecê-los? Sim? Então, leia Efésios 3 inteiro; depois, reflita nas seguintes observações:

• Por mais inteligente que sejas, jamais alcançarás conhecer o que acontece no Céu, muito menos na mente de Deus; contudo, aqueles que reconhecem suas limitações encontram acessibilidade a estes mistérios na revelação de Deus (vs. 1-3). A Bíblia é o segredo/mistério de Deus revelado.

• Por mais sábio que seja o ser humano, o mais simples e humilde cristão terá compreensão de mistérios que aqueles que ignoram Deus e a Bíblia jamais obterão (vs. 4-6). Este mistério é: Pessoas do mundo inteiro podem participar ativamente do plano de salvação desenvolvido por Deus.

• Por mais cultas que sejam as pessoas, o evangelho só pode ser conhecido mediante instrumentos (profetas/apóstolos) usados por Deus para transmiti-lo; do contrário, teria permanecido oculto a nós (vs. 7-12). Agora o evangelho descortinado por estes instrumentos deve ser anunciado/proclamado pela Igreja Cristã espalhada pelo mundo.

• Por mais espiritual que seja o cristão, revelar/proclamar os mistérios de Deus nunca será tarefa fácil; contudo, com Deus jamais será impossível. Nenhuma tribulação deve desfalecer o cristão, por conseguinte, deve levá-lo à oração, ou melhor, à intercessão (vs. 13-14). Intercessão é o meio de transmitir poder divino a outros para superar desafios.

• Aqueles que aceitam o mistério de Deus devem passar da imaturidade à maturidade. Cristãos verdadeiros se recusam viver a fé superficialmente (vs. 14-21). Como Paulo, cristãos maduros anseiam o amadurecimento de outros na pura essência do Evangelho: Cheios da plenitude de Deus!

Os versículos 14-21 são considerados por Peter T. O’Brien “a intercessão de Paulo por poder, amor e maturidade espiritual”. Dividindo-a em duas partes:

1. Oração pedindo poder, amor e maturidade (vs. 14-19);
2. Doxologia a Deus que pode fazer mais do que pedimos ou imaginamos (vs. 20-21).

William Hendriksen observa: “O apóstolo ora para que os leitores possam concentrar-se tão intensamente e de maneira tão exaustiva na intensidade e glória do amor de Cristo, que cheguem à compreensão de que este amor sempre excede o conhecimento”.
Devemos aprofundar-nos na revelação divina!

Crentes devem deixar assuntos periféricos, focar no amor que excede todo entendimento, e proclamá-lo a tantos carentes espalhados pelo mundo!

Desafio: Procuremos ser cheios da plenitude de Deus!

Imagens do Google 
Curta e compartilhe:


Efésios 3 Comentários de John McVay

Reavivados por Sua Palavra

Leitura Bíblica  - Efésios 3
Comentários  de  John McVay

Eu sempre me sinto incentivado quando ouço crentes dizerem coisas positivas a respeito da igreja. No entanto, os mais entusiastas entre nós certamente estão aquém do testemunho exuberante de Paulo sobre a igreja em Efésios 3.

Paulo começa falando acerca de suas orações em favor dos crentes em Éfeso (v 1; cf. 1:15-23), mas interrompe para discutir a maravilha da criação da igreja por Deus (vv 2-13.). Ao longo de seu texto chegamos a entender coisas importantes sobre o “plano” ou o “mistério” de Deus, antes que ele encerre seus pensamento sobre a oração:

    • Na eternidade, Deus concebeu o “mistério” ou o Seu “plano” para a igreja (vs. 3-5, 9, 11).
    • Através da vida e morte de Jesus, o Seu plano, oculto há tanto tempo, é “realizado” (v. 11, NVI; cf. 2:. 11-22).
    • Através da revelação, Paulo compreende “o mistério” da igreja e o fato surpreendente de que os gentios tem o pleno direito de participarem dela (vs. 3-6).
    • Paulo participa na ampla divulgação dessa boa notícia como pregador aos gentios das “insondáveis riquezas de Cristo” (vs. 8-9, NVI).
    • Com muitas pessoas ganhas para Cristo, a igreja, composta de judeus e gentios, exibe “a multiforme sabedoria de Deus” aos “poderes e autoridades nas regiões celestiais,” (v. 10, NVI), anunciando sua futura condenação ( cf. 6:10-20). O plano de unir todas as coisas em Cristo (1:10) está em curso e acontecerá sem demora.

Esta compreensão da Igreja motiva Paulo a orar pelos crentes em Éfeso. Imagine-o, agora, fazendo a oração sincera dos versos 14-21 em favor de você. Imagine-o orando para que você seja cheio de “toda a plenitude de Deus” (v. 19. NVI) e participe plenamente no mistério incrível de uma igreja unificada.

John McVay

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Efésios 2 Comentários: Pr. Heber Toth Armí

Lições de Vida  
 Leitura Bíblica- Efésios 2

Comentários: Pr. Heber Toth Armí

Ressurreição é tornar à vida algo que estava morto. A ressurreição espiritual visa tornar à vida àqueles que estão mortos em seus pecados. Alguém com vida espiritual vive diferentemente daqueles que estão espiritualmente mortos.

Neste capítulo Deus revela por meio de Paulo a realidade de cada pessoa sem Deus: Morta. Depois, apresenta o que acontece com quem aceita verdadeiramente o plano da salvação: Ressurreição espiritual, elevação, posição especial diante de Deus. Além disso, ainda o apóstolo revela o aspecto social da vida espiritual.

Destacamos os seguintes pontos:

1. O que o pecado (orgulho, vaidade, depravação, iniquidade) faz conosco: Mata (vs. 1-3);
2. O que Deus faz conosco: Por nos amar, nos ressuscita, nos exalta e nos guarda (vs. 4-9);
3. O que Deus faz em nós quando aceitamos Seu plano de salvação: Restaura e reescreve nossa história (v. 10);
4. O que Deus faz através de nós: Boas obras preparadas por Ele mesmo (v. 10).

Com isso, algumas coisas extraordinárias se tornam evidentes:

1. A reconciliação com Deus restaura relacionamentos com nosso próximo (fim do racismo, preconceitos, discriminação, humilhação, etc.); a falta de união com Deus resulta em problemas de relacionamento (vs. 11-12);

2. Restaurada a inimizade do pecador com Deus, a inimizade com os semelhantes desaparece (fim das guerras, conflitos, brigas e divisões). Reina a paz (vs. 13-18);

3. Unifica um povo, formando no mundo uma família: Os cristãos. Isso é ecumenismo, não firmado em qualquer ponto, mas baseado no Antigo e Novo Testamento. Unidade que calca a verdade não tem apoio da Trindade (vs. 19-22).

O plano de Deus é sublime, com resultado eficiente e evidente. Deus opera na libertação, restauração e reconciliação do pecador através de Cristo. Cristo opera por nós, em nós e, através de nós. Desde a justificação, passando pela santificação e culminando na glorificação, não temos nenhuma participação, é tudo ação divina.

Não nos salvamos com base no que fazemos. “Se fosse o caso, andaríamos por aí nos vangloriando do que fizemos. Não! Nada fizemos, nem nos salvamos. Deus faz tudo e nos salva” diz Paulo; e, imediatamente apela: “Não menosprezem esse presente”.

Do começo ao fim, a obra de salvar é um dom/presente unicamente de Deus. Nossa parte é não fazer nada, senão permitir/aceitar. Reavivemo-nos!

Imagens do Google
Curta e compartilhe:

 “Antes de buscar a ajuda dos homens busque a ajuda de Deus.”

Comentários bíblicos do Antigo e Novo Testamento você encontra em:


Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis