Translate

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Obadias 1 Comentários de Herbert Edgar Douglas

Obadias 1
Herbert Edgar Douglass

Este é o menor livro de um profeta no Antigo Testamento, apenas 21 versos. Que orientações Israel recebeu deste curto livro e que tipo de ajuda ele pode ser para nós hoje?

A mensagem de Obadias foi dirigida contra Edom, a nação dos descendentes de Esaú. Os israelitas e os edomitas eram, portanto, os descendentes dos dois filhos de Isaque (ver Gên 27). Mas o incidente da luta pela primogenitura criou uma hostilidade permanente entre estes dois “irmãos de sangue” Esaú e Jacó.

A história de Edom reflete o contínuo desdobramento da lei da “iniqüidade dos pais sobre os filhos” (ver Êxodo 20: 5). Os edomitas odiavam os israelitas, muito após a morte de Esaú e esta hostilidade continuou especialmente depois que eles se recusaram a permitir que os filhos de Israel tomassem o caminho mais curto através do seu território em seu caminho para Canaã (veja Números 20: 14-21).

A descrição que Obadias fez de Edom foi: “O orgulho do seu coração te enganou” (v 3.). Eles estavam orgulhosos de sua aparentemente inexpugnável fortaleza no alto de uma montanha, onde existiam várias áreas de armazenamento subterrâneo para a captura de água da chuva. Esta antiga fortaleza era chamada de Sela, e hoje a conhecemos como Petra. As pessoas hoje podem visitar esta antiga fortaleza, alguns a cavalo, através de uma estreita passagem de aproximadamente 1,5 quilometros de comprimento, que em alguns trechos não é mais larga do que a extensão dos braços abertos. Os edomitas se sentiam muito seguros em sua fortaleza e se orgulhavam dela!

Que lições Obadias têm para nós hoje?

1 A história do caráter de Esaú e o orgulho de seus descendentes é uma lição para toda a família ou nação motivada pelo orgulho: “O orgulho vem antes da destruição; o espírito altivo, antes da queda” (Prov 16:18 NVI).

2 Nesta terra o orgulho não será glorificado para sempre. “Como tu o fizeste, assim se fará contigo” (v. 15 ARA).

3 A justiça e a bondade de Deus terão a palavra final: “Mas no monte Sião haverá livramento; o monte será santo” (v 17).

Herbert Edgar Douglass, Th.D.


Obadias 1 Comentários

Obadias 1
Comentários: Pr. Heber Toth Armí

Esse minúsculo livro não possui capítulos, apenas versículos. Contudo, contém duas profecias: Uma sobre Edom, e, outra sobre Israel. Ambos, irmãos gêmeos (Gênesis 25-36), que brigaram desde o ventre materno, e continuaram mesmo após se tornarem cada um uma nação.

Em Florianópolis (2007) participei da equipe de evangelismo quando o Pastor Bullón pregou oito sermões sobre esse pequeno livro do profeta Obadias, incentivando os ouvintes a estudarem a Bíblia profundamente e a extrair profundas lições práticas para a vida, até mesmo de um livro muitas vezes ignorado pelos pregadores.

Eugene Peterson introduz o livro de Obadias com a seguinte declaração: “A Bíblia toda é importante para a leitura e compreensão de qualquer parte da Bíblia. Até mesmo a breve aparição de um figurante como Obadias tem sua utilidade. Ninguém, na Bíblia, ou fora dela, deixa de ter importância. Foi tarefa de Obadias ser o porta-voz do juízo de Deus contra Edom”.

O que aprendemos da mensagem profética de Obadias?

1. Atitudes orgulhosas, arrogantes, egoístas, indiferentes, desprezo ao semelhante e zombaria atraem o juízo divino. Deveríamos dar ouvidos à Palavra de Deus por meio do profeta: “Vocês não deveriam ter se alegrado com a desgraça do seu irmão quando ele estava estirado no chão, acabado... Vocês não deveriam ter esbravejado quando a desgraça deles se agravou... Vocês não deveriam ter tirado vantagem do meu povo quando a vida deles estava em frangalhos” (AM).

2. É grande a severidade do juízo de Deus contra pecados ligados ao relacionamento com o próximo; os orgulhosos edomitas sofreriam nas mãos de seus amigos. Além disso, teriam suas riquezas removidas e a sabedoria diminuída. Cada um colhe o que planta. O profeta diz: “O dia do juízo do Eterno está perto para todas as nações pagãs. Assim como fizeram aos outros, farão a vocês. O que vocês fizeram vai recair sobre vocês e acertar sua cabeça...” (AM).

3. A graça de Deus restaura a situação de quem aprende com a desgraça. Há promessas para o povo de Deus, que, disciplinado busca viver os Seus planos. Deus oferece oportunidade de recomeço a quem aprende com o desprezo. Deus corrige a quem ama!

Deus está atento a tudo. Nosso comportamento presente diante de Deus determina nosso futuro diante do juízo. Reflita!

Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
Curta e compartilhe:

domingo, 21 de setembro de 2014

Amós 9 Comentários


Amós 9
Pr. Heber Toth Armí

Neste último capítulo há uma mensagem solene, a qual merece nossa atenção. Deus quer nos falar como falou ao profeta, e Ele o faz mediante as Escrituras, a qual é mais atual que o jornal de amanhã.

Embora as profecias sejam, inicialmente, aplicáveis especificamente ao Israel antigo, o Novo Testamento permite olhar à igreja Cristã pelos olhos de Amós. Assim, a mensagem ao Israel espiritual (igreja) é atual:

1. Vs. 1-6 – Deus julgará tudo e todos, ninguém escapará; nem mesmo àqueles que estão nas profundezas dos oceanos ou mesmo no espaço sideral morando nas estrelas (ou seja, se for possível esconder-se na lua ou morar em Marte, o Juiz do Universo os alcançará).

2. Vs. 7-10 – O Juiz visa julgar para purificar. Haverá um peneiramento, em que o povo que professam o nome e a fé em Deus será sacudido, a fim de que a palha, o crente superficial, o falso cristão, seja removido – lançado fora. Ficará apenas o remanescente.

3. Vs. 11-15 – Deus prometeu restaurar tudo para o bem deste remanescente. As bênçãos prometidas têm foco no Messias, Aquele que fará do velho mundo corroído pelo pecado em Novos Céus e Nova Terra, onde habitará a justiça (2 Pedro 3:9-14).

Nem tudo está perdido neste mundo corrompido. Nas palavras de William MacDonald, observe que, “de fato, Deus puniria os pecadores, porém salvaria um remanescente como quem sacode o trigo no crivo, sem que caia na terra um só grão. Embora a maioria fosse destruída, uma pequena parcela, considerada digna pelo Senhor, seria salva”.

Hernandes Dias Lopes destaca alguns pontos importantes:
1. Deus tem um remanescente da graça que será poupado;
2. Deus usará a peneira para separar o trigo da palha;
3. Deus não poupará os que deliberadamente desejam viver no pecado.

A fim de que haja sinceridade nos que professam o cristianismo, a fim de que aqueles que vivem a falsidade sejam retirados, Deus propõe uma sacudidura. A palha sairá, o trigo ficará. O joio é jogado fora; o trigo, embora sacudido, ficará dentro da peneira de Deus: Uma advertência àqueles que saem da igreja de Deus para criar outros ministérios.

Ao sermos sacudidos por Deus, que sejamos reavivados e reformados, a fim de um dia viver no Éden restaurado –
Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
Curta e compartilhe:


Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis