Translate

terça-feira, 26 de julho de 2016

II Crônicas 14 Comentários do Pr. Heber Toth Armí

II Crônicas 14

Comentários do Pr. Heber Toth Armí

Se você soubesse o efeito de tua oração, você se dedicaria mais a orar? Se você soubesse quão diferente seria tudo em tua vida se você orasse mais, você o faria? Se você soubesse o que evitaria ou quais vitórias alcançariam caso se empenhasse mais na oração, você o faria? Quero te dizer que orar é simples, mas o resultado da oração é um mistério! Você nunca sabe o que virá após a oração, mas pode ter certeza que funciona. Se ao orarmos soubéssemos o que aconteceria de fato, não seria fé, seria um passe de mágica; e, oração não tem nada a ver com mágica; mas como um ato de fé. Por isso, alguém já disse que orar é invadir o impossível. O impossível é o que a mente humana muitas vezes não imagina como acontece, consequentemente o resultado da oração é um mistério! Como diz o grande evangelista Pr. Mark Finley "A oração é o lugar mais seguro que se pode estar. Deus e os anjos estão presentes. Satanás foge da presença de Deus".

De II Crônicas 14 extraímos as seguintes lições para a vida:
1. Não tem inimigo que resista ao poder de Deus dispensado através da oração (vs. 4, 8-12);
2. Temos de orar como se tudo dependesse de Deus e lutar na vida como se tudo dependesse de nós (vs. 11-15);
3. Deus usa homens e mulheres de oração a fim de executar Seus grandes propósitos e te dar a vitória (v. 14);
4. Tem gente perdendo muitas batalhas da vida porque não tiram tempo para orar; porém, quem ora alcança a vitória (v. 15).

Há uma tremenda e urgente necessidade de reforma em nossa religião a fim de que Deus venha a agir mais intensamente na vida de Seu povo, de Sua igreja... na tua vida! Quando Asa assumiu a liderança real do povo de Deus no lugar de Abias, seu pai, ele removeu santuários e altares pagãos no território do povo de Deus (II Crônicas 14:1-4). Hoje em dia não temos de forma literal altares e santuários pagãos em nossas igrejas ou em nossas casas; pois a um povo, de certa forma mais instruído, Satanás está sendo mais sutil, mais esperto e mais camuflado do que antes em suas artimanhas para destruir não só a fé do povo de Deus, mas a vida, a família e a saúde conduzindo o povo à morte juntamente com os ímpios. Hoje a TV é um altar onde desenhos, novelas e filmes com sessões espíritas, magias e outros serviços satânicos acontecem continuamente no centro de nossa casa, onde as pessoas já estão dispostas em lugares estratégicos como num centro satânico. A TV ocupa o lugar central da casa e a família já está ali em frente para receber as maldições jorradas à mente a fim de destruir tudo o que tem direito nas famílias. As novelas são escolas de adultério que os alunos não querem perder um capítulo. Os desenhos são escolas de brutalidade e agressividade que as crianças não querem perder um capítulo. E, muitos filmes têm de tudo, desde drogas, prostituição e assassinatos até palavrões, bebedeiras e traições. Precisamos derrubar altares para Deus agir em nossos lares!

As pessoas almejam tanto a paz, o que não é errado; errado é o método utilizado pela maioria das pessoas! Sempre digo que as pessoas não querem, na verdade, resolver problemas; mas como problemas roubam a paz do coração e da alma, as pessoas enfrentam e lutam contra eles. Embora esse seja o caminho que milhares de pessoas tentam alcançar a paz, a Bíblia aponta um caminho muito melhor, muito mais prático e com resultados muito mais certos e permanentes. Em II Crônicas 14:2 diz: "E Asa fez o que era bom e reto aos olhos do SENHOR seu Deus". Esse texto é a explicação pelos dez anos de paz no reino do sul, em Judá (v. 1). Fica bem claro que, quem busca ao Senhor vive em paz, caminho extremamente ignorado por quase todas as pessoas, sendo que muitas delas saibam que não há caminho melhor para se obter paz no coração.

O que impendem as pessoas de buscarem a Deus é que sabem que precisam abrir mão de coisas que Deus não tolera em sua vida (vs. 3, 5); além disso, sabem também que precisamos buscar ao Senhor Deus, observar Sua Lei e Seus santos Mandamentos (v. 4). E, isso, as pessoas não quer. Querem paz, mas não estão a fim de trilharem o caminho da paz. Querem ter satisfação na alma, mas não querem tirar de sua casa e de seu coração as coisas que tiram a paz. Preferem o caminho da guerra, da amargura e da aflição do que um compromisso com Deus de todo coração! Reflita, o que te impede de obter paz? Heber Toth Armí /


segunda-feira, 25 de julho de 2016

II Crônicas 13 Comentários do Pr. Heber Toth Armí

II Crônicas 13

Comentários do Pr. Heber Toth Armí

Geralmente quem está errado tende atacar quem está certo; por outro lado, quem está certo busca orientar, advertir e reconciliar (II Crônicas 13). Abias, enfrentou ameaças da parte de Jeroboão, então levou 400 mil soldados e proferiu um discurso apaixonado, almejando evitar a guerra entre os irmãos. Porém, Jeroboão organizou um exército de 800 mil soldados e armou emboscada contra ele. Ao invés de atentar às palavras apaixonadas de Abias, o exército de Jeroboão atacou-o. Há lições neste relato: Deus usou Abias a fim de:

1. Pregar um sermão às dez tribos em rebelião para mostrar que quem abandona a Deus perde tudo, perde a paz, a proteção e as bênçãos do Céu (vs. 4-7).
2. Alertar Jeroboão e impedir que se deem mal naquela guerra, mostrando que quem avisa amigo é e também quem alerta do perigo deseja o bem do próximo (vs. 8-11).
3. Informar a Jeroboão que Israel abandonara Deus, praticado a idolatria, expulsado os sacerdotes e que a tentativa de guerrear contra Judá implicaria em lutar contra Deus, pois o povo que se consagra tem Deus por Capitão e ninguém tem sucesso contra Ele (v. 10).

O princípio é: Quem abandona a Deus tem um vulcão, uma tempestade, uma guerra dentro do coração a ponto de fazer guerra contra seus irmãos. Na igreja tem gente que ataca seus irmãos porque não tem Deus no coração! Tais pessoas não dão ouvidos às advertências de ninguém e vão de mal a pior achando que são sempre humilhados. Quem dera dessem ouvidos à voz da advertência!

O texto de II Crônicas 13 revela-nos que o povo que adora a Deus pode se dividir pela apostasia. O joio e o trigo estão juntos. Os verdadeiros e os falsos servos de Deus lutam entre si; os falsos atacam, os verdadeiros se defendem dos injustos ataques. Nesta guerra entre irmãos Deus entra em cena e mostra em qual lado está e como gostaria que os que estão do lado errado compreendessem que estão lutando contra Ele mais do que atacando os verdadeiros fieis. O cronista deixa claro os dois grupos na igreja; e, mostra também que a idolatria, a rebelião e brigas não tem aprovação divina, mas Deus protege os que Lhe pertencem. Ele dá a vitória aos Seus verdadeiros servos, ainda que tenham que lutar contra os mais fortes. O joio que se levantou contra o trigo era bem maior em número, em força e em habilidade: 800 mil soldados contra 400 mil - porém, o trigo, protegido por Deus, que tentou a paz, teve que lutar pela paz e a alcançou-a sob a liderança e a bênção do Príncipe da Paz, que é Jesus. Diante de ameaças, os servos de Deus devem buscar a reconciliação sempre; quando não for possível, devem clamar a Deus e deixar a guerra a Ele. Deus é dono de Seu povo, Deus é o proprietário da igreja. Ele não perde uma batalha. Precisamos confiar que o que Ele fizer é o melhor. Temos de depender dEle sempre, ouvir Sua poderosa voz de comando e crer na vitória! Se você é causador de confusão converta-se ao Príncipe da paz, Ele te fará ser um pacificador!

Deus não aceita adoração falsificada. Ele não tolera adoração adulterada. Ele quer reformar, restaurar e unificar as religiões, mas não baseada nas tendências e práticas perversas oriundas da limitada e corrupta mente humana. Deus não é a favor do ecumenismo promovido no mundo atualmente, por ter o ponto de união focado no lugar errado: nas falsas doutrinas. No entanto, Deus gostaria que houvesse no mundo um só rebanho e um só Pastor. Jesus orou pela unidade de Sua igreja e gostaria que o mundo todo fosse uma só igreja. Esse desejo de união é visto em toda a Bíblia, e nota-se também o mesmo desejo em II Crônicas 13 em que o povo de Israel estava dividido por causa da religião como o cristianismo hoje que possui mais de 40.000 fragmentações diferentes. Percebe-se no texto que ainda que Abias não seja profeta ele utiliza a linguagem profética para alertar Jeroboão, em razão deste ter desviado o povo em direção a imagens (idolatria), em vez de ser um auxílio ao povo a crer na Bíblia e no Deus verdadeiro (vs. 1-9). Como Jeroboão endureceu o coração ao invés de voltar-se a Deus e a Sua Palavra ele foi punido por sua infidelidade (vs. 20-22). A lição é clara: Até que todos busquem a Deus e Sua Palavra é improvável a unidade, aliás, é por isso que existe guerra e perseguição entre as religiões! Unamo-nos, mas tendo a Palavra de Deus como base da unidade! Os que lutam contra a unidade proposta por Deus será punido no final! Heber Toth Armí /


domingo, 24 de julho de 2016

II Crônicas 12 Comentários do Pr. Heber Toth Armí

II Crônicas 12
Comentários do Pr. Heber Toth Armí

A vida não é um mar de rosas, um jardim de flores sem espinhos. Na verdade, quem quiser viver aqui neste mundo deve lutar para sobreviver (I Crônicas 12). A Bíblia é clara em afirma que as atividades de ataques do diabo e seus demônios estão mais acentuadas porque estamos no tempo do fim (Apocalipse 12:12). A batalha aumenta cada vez mais, pois o pecado ganha corpo em nossos dias. Cristãos e não cristãos, crentes e ateus estão cada vez mais atolado em números maiores de pecados de forma mais intensa. Quanto mais iníquo o ser humano, mais fortemente o poder de Satanás agirá no mundo contra os verdadeiros filhos de Deus. Temos de lutar (Efésios 6:12). O arsenal do diabo empenha-se numa campanha que visa destruir o reino do Filho de Davi e impedir os cristãos de executar satisfatoriamente a vontade de Deus. Nossa vitória depende de quanto estamos ligados e de quão dependentes somos de Deus (I Crônicas 12:17, 18). Quer queiramos, quer não, o diabo nos impele à batalha numa luta implacável e à queima-ropa. A vitória sobre seus ardis, suas armadilhas e suas tentações está a nossa disposição. Temos o dever de vencer pelo poder de Deus. Jesus morreu na cruz para garantir a vitória de todo aquele que se une ao grande exército de Deus, liderado por Jesus, o Filho de Davi. Você e eu devemos ser os valentes desse exército! Lute hoje ligado a Deus e tenha um dia de vitórias!

Quando leio textos como I Crônicas 12 minha convicção aumenta de que uma das maiores necessidades da igreja verdadeira de Cristo na terra é que os membros se conscientizem da gravidade da batalha contra Satanás e suas hostes; e, por isso, reconheçam a necessidade de auxílio espiritual e prático que garante a vitória. Essa vitória deve fazer parte do caminhar diário de cada cristão. Satanás é falso e mentiroso. Ele até tem um dia inteiro no calendário que celebra a mentira, mas não tem nenhum dia para celebrar o dia da verdade; para piorar, a cultura atual alega que a verdade é relativa, portanto ela não existe de forma absoluta. Satanás está trabalhando intensamente para iludir pessoas em todas as áreas; para isso, induzindo-as a duvidarem da Bíblia, a qual é a única fonte da pura verdade. Há uma guerra entre a verdade e a mentira, entre a religião falsa e a verdadeira, entre os filhos das trevas e os filhos de Deus. Infelizmente as igrejas, na maioria das vezes, prepara os membros mais para batalhar pela teoria das verdades bíblicas, em vez de fornecer uma visão maior de como travar a batalha contra o enganador, Satanás, o qual é um inimigo real e pessoal. Sem essa noção, a qualquer momento um soldado do exército do Senhor pode entrar desarmado em território do inimigo e ser capturado ou destruído. Então, siga o comando do Senhor dos exércitos, não se afaste do grupo (igreja) e vença diariamente!

Onde há discórdia, desarmonia e contendas não há evidência da presença do Espírito Santo. Ali há qualquer outro espírito, menos o de Deus. Em I Crônicas 12:18 diz: "Então veio o espírito sobre Amasai, chefe de trinta, e disse: Nós somos teus, ó Davi, e contigo estamos, ó filho de Jessé! Paz, paz contigo, e paz com quem te ajuda, pois que teu Deus te ajuda. E Davi os recebeu, e os fez capitães das tropas". Aprendamos de Amasai: Cada crente deve aprender a render-se completamente à influência do Espírito Santo. Cada um deve ser humilde e submisso à liderança instituída por Deus e todos ligados ao Senhor dos Exércitos. Onde não há esse Espírito, há o espírito competitivo, agressivo, destrutivo e de rebelião. Devemos ficar lado a lado com com os outros membros do exército de Deus, não frente a frente. Devemos lutar contra o inimigo, o mundo e o pecado; não uns contra os outros. Se estivermos sob a influência do Espírito Santo em tudo o que fizermos haverá paz dentro da igreja; senão, destruiremos a paz e a harmonia que o Espírito Santo quer promover. Quem causa confusão, brigas e desarmonia está possuído de espírito crítico, egoísta e diabólico. Estes são agentes secretos do diabo em território de Deus. Meu apelo a você não é para deixar a discórdia, as brigas e os conflitos, mas para deixar que o Espírito Santo te possua. Só Ele promoverá a paz, a harmonia e a vitória sobre os inimigos do exército de Deus (I Crônicas 12:22).


Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis