Translate

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Oseias 3 Comentário Pr Heber Toth Armí

Oseias 3
Comentário Pr Heber Toth Armí

Deus quer falar profunda e graciosamente ao teu coração. Aviva tua espiritualidade. Leia os cinco versículos deste capítulo e faça anotações. 

• Ore para extrair lições de vida.

Oseias profetizou antes do cativeiro babilônico. Ele falou ao povo do grande amor que Deus. Porém, Israel era indiferente, devido ao amor desvirtuado pelo pecado. 

Para mudar estes conceitos e revelar Quem realmente Ele é, Deus usou uma estratégia radical. Fez de Oseias, cujo nome significa “salvação” ou “Deus salva”, e da vida do profeta, o sermão para atrair a atenção daqueles que não queriam ouvir pregação nenhuma da parte de Deus.

Assim, Deus...

• ...ordenou que o profeta se casasse com uma prostituta, e com ela formasse uma família com três filhos (Oseias 1).
• ...alertou ao povo o que aconteceria caso se divorciasse dEle rejeitando a aliança que fizera no passado (Oseias 2).
• ...voltou a ordenar ao profeta a buscar sua esposa que o havia abandonado para adulterar. Gômer, a prostituta, e agora adúltera, foi resgatada, custando caro ao profeta (Oseias 3).

Gomer ilustra Israel e também a cada um de nós. Oseias representa o amor indescritível de Deus por nós, que temos comportamentos repugnantes e reprováveis.

Observe atentamente os seguintes pontos:

1. Mais do que casar com Gômer, Deus pede ao profeta que ame a prostituta/adúltera (v. 1);
2. O profeta deveria ter atitudes que dariam valor a Gômer (v. 2);
3. O amor que resgata exige mudanças comportamentais (v. 3):
a) Fidelidade;
b) Compromisso absoluto.
4. O sermão da vida de Oseias recebe explicação (vs. 4-5):
a) A espera de Gômer por Oseias refere-se ao exílio babilônico, devido ao adultério espiritual;
b) O amor de Oseias e aceitação de volta de Gômer revela que Deus aceitaria Israel quando voltasse para Ele.

Mulheres adúlteras deveriam morrer (Levítico 20:10); portanto, Deus deveria eliminar a Israel, entretanto decidiu amá-lo. Assim também Oseias deveria amar Gômer (v. 1).

A ordem em Oseias 3:1 é mais íntima que a de Oseias 1:2, revelando que nada ofusca o amor de Deus por nós. Todavia, comprometer-se com Deus altera radicalmente nosso comportamento, principalmente nossa fidelidade.

O amor divino dá valor a quem não tem; contudo, ele exige responsabilidades (Êxodo 19:5-6; I Pedro 1:13-25; 2:9-10).

Responderemos a esse amor com responsabilidade? – Heber Toth Armí #ebiblico #rbhw #rpsp

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Martirizado por amor de Cristo,

Martirizado por amor de Cristo, 21 de Novembro


Todos os que estavam assentados no Sinédrio, fitando os olhos em Estêvão, viram o seu rosto como se fosse rosto de anjo. Atos dos Apóstolos 6:15.

Estêvão, o principal dos sete diáconos, era homem de profunda piedade e grande fé. ... Era muito ativo na causa de Cristo e com ousadia proclamava a sua fé. Ilustrados rabinos e doutores da lei empenharam-se em discussão pública com ele, esperando confiantemente uma fácil vitória. Mas “não podiam resistir à sabedoria, e ao espírito com que falava”. ...

Vendo os sacerdotes e príncipes o poder que acompanhava a pregação de Estêvão, encheram-se de ódio atroz. ... Agarraram Estêvão e o trouxeram perante o concílio do Sinédrio para ser julgado. ...

Saulo de Tarso estava presente e tomou parte importante contra Estêvão. Trouxe o peso da eloqüência e a lógica dos rabis a atuarem no caso, para convencer o povo de que Estêvão estava pregando doutrinas enganadoras e perigosas; mas em Estêvão encontrou quem tinha plena compreensão dos propósitos de Deus em propagar o evangelho às outras nações. ...

Nos rostos cruéis em redor de si, o prisioneiro leu a sua sorte; mas não vacilou. Para ele o temor da morte desaparecera. Para ele os coléricos sacerdotes e a turba irada não ofereciam terror. O quadro que diante dele estava se desvaneceu de sua vista. Para ele as portas do Céu estavam abertas, e, olhando por elas, viu a glória da corte de Deus, e Cristo, em pé como que Se havendo levantado de Seu trono precisamente então, para dar auxílio a Seu servo. — Atos dos Apóstolos, 97, 98, 100, 101.

Em todos os séculos os escolhidos mensageiros de Deus têm sido ofendidos e perseguidos; não obstante, mediante seus sofrimentos foi o conhecimento de Deus disseminado no mundo. ... Quando o nobre e eloqüente Estêvão foi apedrejado... não houve nenhum prejuízo para a causa do evangelho. A luz do Céu a iluminar-lhe o semblante, a divina compaixão que transpirava de sua oração quando moribundo, foram qual penetrante seta de convicção para os fanáticos membros do Sinédrio ali presentes, e Saulo, o fariseu perseguidor, tornou-se um vaso escolhido para levar diante dos gentios, dos reis e dos filhos de Israel, o nome de Cristo. — Atos dos Apóstolos, 97, 98, 100, 101.


Este texto vem do livro devocional Vidas que Falam pelo Ellen G. White.
Para ver mais de seus livros, visite egwwritings.org

Oseias 2 Comentário Pr Heber Toth Armí

Oseias 2
Comentário Pr Heber Toth Armí

O livro de Oseias contém uma impactante mensagem de infinita graça. Observe este pensamento de G. Compbell Morgam:

“Encontramos no livro de Oseias uma das revelações mais impressionantes da verdadeira natureza do pecado e uma das interpretações mais nítidas da força do amor divino. É impossível ler a história desse profeta sem perceber a agonia de seu coração e, em seguida, transferi-la do nível humano para o infinito e entender que o pecado fere o coração de Deus”.

As palavras de William MacDonald são complementares: “Talvez nossa aversão à ideia do casamento com uma mulher imoral ilustre com nitidez ainda maior a graça de Deus que suporta os pecados de Israel (e da igreja!), apesar de ser mais santo do que qualquer profeta ou pastor. [...] A história por trás da profecia retrata, de maneira muito mais vívida do que seria possível apenas por meio de palavras, a graça maravilhosa do Senhor para com Seu povo infiel e, por aplicação, para com todos os pecadores que deixam seus caminhos maus e se voltam para o Deus de amor”.

• Deus não limitou Sua graça no Antigo Testamento para esbanjá-la no Novo Testamento.
• Graça no Antigo Testamento não é inferior à graça revelada no Novo Testamento. 

O amor santo de Deus motiva aos pecadores a abandonarem pecados específicos, como:

• Infidelidade conjugal: Idolatria é adultério espiritual. Qualquer coisa colocada no lugar de Deus é idolatria: lazer, trabalho, dinheiro – até não ter tempo para Deus é idolatrar a qualquer coisa – um desprezo Àquele que nos dá o tempo, a vida, ou seja, tudo (vs. 1-5).
• Divórcio religioso: Divorciar-se de um Deus extremamente amoroso é a pior das ingratidões. Infidelidade a Deus significa ter casos com o diabo, trocar o Abençoador pelo destruidor. Por isso, Deus preza pela fidelidade! (vs. 5-9).
• Hipocrisia: Vida de aparência pode até manter o casamento, mas está desprovida de relacionamento genuíno. Deus não nos quer hipócritas, mas íntegros (vs. 10-13).
• Indiferença: O amor intenso e atraente de Deus almeja restaurar corações indiferentes; Deus está disposto a qualquer coisa para ter nosso amor e fidelidade de volta – Ele quer restaurar o relacionamento quebrado pelo pecado (vs. 14-23).

Deus ama mesmo quando não vale a pena! Portanto, vale a pena amar a Deus! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí #ebiblico #rbhw #rpsp

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis