Translate

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

SALMO 78 Comentários Pr Heber Toth Armí

SALMO 78
Comentários Pr Heber Toth Armí

A história é mais ampla do que podemos ver, analisar ou estudar. O salmo em apreço coloca um aspecto que os livros de histórias ignoram, certamente por desconhecê-lo: A mão soberana e providente de Deus.

Do nosso ponto de vista a história tem muitos pontos inexplicáveis, os quais serão entendidos quando sentarmos aos pés de Cristo lá no Céu e ouvir de Seus lábios de amor a Sua versão de nossa história, de nossa família, de nossa cidade, de nossa nação e de nosso mundo.

No salmo em questão, a nação de Israel está em evidência. Contudo, nele temos a atuação divina no tempo e no espaço que fez de Israel chegar a ser o que é. Deus também pode operar em nossa vida individual e guiar de tal forma que se olharmos para trás só poderemos reconhecer a mão de Deus por trás de nossa vida.

1. Cada geração deve compartilhar as maravilhas poderosas realizadas por Deus através de louvores, de pregações ou testemunhos ousados a quem estiver disposto a ouvir, mas principalmente a nossos filhos (vs. 1-4).
2. A proclamação correta e sistemática da operação de Deus na história aos filhos e a exaltação dos princípios do Deus que age em prol do bem e da felicidade de Seu povo além de tornar conhecido o Deus verdadeiro às nações descrentes, freia a maré da imoralidade no mundo (vs. 5-8).
3. A recapitulação histórica do ponto de vista divino para o povo de Deus é de suma importância tanto quanto o testemunhar os atos de Deus para as nações pagãs, pois:
a) Revela a apostasia gritante do povo que um dia foi fiel (vs. 9-16);
b) Explica atitudes iníquas que o povo de Deus teve contra Ele (vs. 17-20);
c) Expõe a doutrina do juízo juntamente com a imensurável misericórdia de Deus (vs. 21-31);
d) Paciência de Deus frente à rebeldia e ingratidão do povo de Deus (vs. 32-35);
e) Apresenta o limite da paciência de Deus e Sua intolerância real diante do pecado, mas também Sua solução diante desse problema insolúvel aos olhos humanos (vs. 36-72).

A história do ponto de vista divino pode não ser tão interessante quanto gostaríamos, entretanto nos faz perceber o quanto precisamos amadurecer espiritualmente. Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Salmo 77 Comentários Pr Heber Toth Armí

SALMO 77 – 
 Pr Heber Toth Armí

Martin Luther King fez a seguinte análise: 

“Há tanta frustração no mundo porque confiamos em deuses e não em Deus. ajoelhamo-nos diante do deus da ciência somente para descobrir que ele nos deu a bomba atômica, produzimos medos e ansiedades que a ciência nunca poderá mitigar. Cultuamos o Deus do prazer somente para descobrir que as emoções passam e as sensações são efêmeras. Curvamo-nos perante o deus do dinheiro somente para aprender que há coisas como amor e amizade que o dinheiro não pode comprar, e que num mundo de possíveis depressões, quebras de bolsas de valores e maus investimentos comerciais, o dinheiro é uma divindade bastante incerta. Esses deuses transitórios não são capazes de salvar o coração humano e de lhe dar felicidade. Só Deus é capaz disso. É a fé nEle que devemos redescobrir”.

Contudo, quantas vezes buscamos ao Senhor e não obtemos resposta alguma? O silêncio de Deus resulta em sentimentos ruins tanto quanto os problemas da vida sem Deus. Orar e não obter respostas produz frustrações e aumenta o desespero. Quem nunca teve essa experiência?

Asafe oferece-nos lições valiosíssimas para orientar nossa vida de incertezas. Cada um de nós deveria alimentar nosso coração com as verdades do salmo 77.

1. A dor do presente dificulta a oração incessante. Quando a angústia é grande demais ela furta nossa capacidade até de orar ao Deus onipotente, além de acabar com nosso sono e ofuscar nossa visão de Deus (vs. 1-4, 7-10).
2. Em meio às dores causadas na alma pela angústia, é possível unir-se ao salmista e relembrar com nostalgia os dias de alegria registrados na memória. Refletir ajuda-nos a redefinir nossa vida miserável (vs. 5-6).
3. Sufocado pela asfixiante dor no peito é possível voltar-se para o que Deus tem feito visando vencer o desânimo; recordar os atos de Deus cura a angústia da alma, pois dá certeza de Suas destrezas e esperança no cumprimento de Suas promessas (vs. 11-20).

Num mundo de frustrações, só é possível vencer com fervorosas orações. Numa sociedade e religiosidade de decepções, somente uma existência dedicada à consagração a Deus produz vigor. Relembrar a atuação divina leva-nos a recobrar ânimo a tal ponto de cantar e celebrar. 

Experimente colocar tudo isso em prática: Reavivar-te-ás! – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico

domingo, 15 de janeiro de 2017

Salmo 76 - Comentários Pr Heber Toth Armí

SALMO 76 – 
Comentários Pr Heber Toth Armí

Deus é imanente, presente em nossa história e em nossa vida nos dando vitórias. Deus é poderoso, agindo em prol dos seres humanos a fim de que não sejam destruídos por inimigos rancorosos e odiosos. Deus é temível, pois executa Sua justiça com santidade aterrorizando os arrogantes e orgulhosos. Por tudo isso e muito mais, Deus é digno de louvor.

Deste Salmo, Warren Wiersbe, extrai quatro verdades fundamentais que merecem nossa consideração:

• Deus deseja que O conheçamos (vs. 1-3);
• Deus deseja que confiemos nEle (vs. 4-6);
• Deus deseja que O temamos (vs. 7-9);
• Deus deseja que Lhe obedeçamos (vs. 10-12).

Para conhecer a Deus precisamos de Sua Palavra; sem estudar a Bíblia, refletir e meditar em Sua mensagem, fica difícil, para não dizer impossível, conhecer a Deus. Sem conhece-lO através de Sua própria revelação, criaremos conceitos, ou mesmo deuses em nossa mente, que não existem.

O Deus que revelou-Se nas páginas sagradas possui caráter bélico, não inerte. É poderoso em Seus atos, não ocioso. Suas atitudes resultam em vitórias, não em derrotas. Seus planos deram e darão certos – nenhum deles ficará apenas no “papel”. O armagedom será a maior demonstração de Seu poder bélico contra os mais altos opositores de Seu governo (ver Apocalipse 16).

Como um Deus atento a tudo, que zela pela justiça, também preza pela erradicação da injustiça. “O julgamento divino provém de Deus, do Céu, e do santuário celestial. Julgar significa livrar. O juízo divino é pronunciado em favor dos aflitos. Quando Deus se ergue para julgar, Seus seguidores fieis ficam em vantagem, e os arrogantes são condenados. Quando o juízo divino traz livramento e justiça, os salvos louvam e glorificam ao Senhor” (Bíblia Andrews).

Conhecendo melhor o caráter de Deus, Suas atitudes e planos, somos convidados a reverenciá-lO humildemente, a agir com responsabilidade e humildade com os seres humanos. Somos desafiados a substituir a ira pelo louvor, sufocar a ruindade com a bondade e trocar a reclamação por gratidão.

• Precisamos conhecer melhor a Deus, para então confiarmos mais nEle, assim O temeremos e seremos devidamente motivados a obedecer-Lhe com coração contrito e submisso. 
• Precisamos aproximar-nos mais de Deus através de Sua Palavra para não sermos iludidos com imagens imaginárias de um Deus inventado por nossa criatividade.

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí #ebiblico #rpsp #rbhw

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis