Translate

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Oséias 7 Comentários de Yoshitaka Kobayashi


Oséias 7
Comentários  de  Yoshitaka Kobayashi

A cura e prosperidade que Deus concedera a Israel [Efraim] fizeram esta nação cometer ainda mais maldades. Deus diz: “Quando eu tento curar Israel, o mal [escondido] de Efraim fica exposto” (NVI).

Ladrões agiam dentro da cidade de Samaria e hordas de salteadores saqueavam fora da cidade (Oséias 7:1). Isto corresponde ao tempo do profeta Jonas. Quando Deus curou a nação de Israel, salvando-os de todos os tipos de problemas, eles interpretaram mal, como se isso fosse Sua aprovação pelo seu mau comportamento (Oséias 7:2).

Oséias 7:3-7 descreve as maldades praticadas naquela época. Injustiças eram praticadas com o consentimento do rei (Jeroboão II) e de seus oficiais. Todos eles eram adoradores de ídolos. Uma vez que Deus curou a nação de Israel, os malfeitores se tornaram ainda mais corruptos e se encheram do mal, como a massa torna-se maior depois de misturada com fermento (7:4).

Jeroboão I convocou uma festa, que foi celebrada após a confecção de bezerros de ouro, no dia 15 do oitavo mês (I Reis 12:28-32). Os sacrifícios dessa festa seriam supostamente “ofertas pacíficas” ao Senhor (Êxodo 32:6), assim como Aarão fizera na festa de adoração ao bezerro de ouro na base do monte Sinai. Tanto à época de Aarão, como de Jeroboão, o povo comeu e bebeu e fizeram uma festa (Êxodo 32:5-7; Oséias 7:5).

O rei estendeu a sua mão aos malfeitores e, juntos, eles se tornam inflamados com vinho e seus corações se incendiaram (Oséias 7: 5-6). Os malfeitores destruiriam reis e juízes, assim como um forno queima todas as coisas com o fogo. Mas nenhum dos reis e juízes clamaram a Deus por ajuda (7:7). O norte de Israel perderia seu poder nacional e as nações estrangeiras a devorariam. No entanto eles não retornariam para o seu Deus (7:8-10).

Israel, como uma pomba insensata buscou o Egito e a Assíria para obter socorro (7:11). Deus, porém, não queria que eles procurassem nações estrangeiras a fim de obter ajuda (7:12). Ele desejava redimi-los, mas eles fugiram dEle. Então, o Senhor os entregou ao destino que eles mesmos escolheram: a morte! (7:13). Esta lhes veio através da carestia de alimentos e pela espada de seus inimigos.

Eles então choraram em suas camas pela falta de grãos e bebida, mas não se arrependeram de coração (7:14). Deus desejava fortalecer Israel, mas eles haviam se tornado como um arco defeituoso, de cordas frouxas, incapaz de levar a flecha ao alvo. O que mais Deus poderia fazer por eles?

O que mais Deus precisa fazer por nós para que o busquemos de todo o coração?

Yoshitaka Kobayashi
Japão.



segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Oséias 6 Comentários Yoshitaka Kobayashi


Oséias 6

Oséias 6:1-3 é uma continuação de 5:15. Deus quer que Israel se arrependa e volte para ele. Somente após o castigo de Deus eles poderiam esperar a cura de seu país (6:1). Mesmo que  estivessem mortos, no terceiro dia Deus os ressuscitaria e lhes daria poder para viver para Ele (6:2). Se eles conhecessem a Deus intimamente e orassem a Ele, o Senhor certamente apareceria diante deles, e os abençoaria com boas chuvas e colheitas (6:3).

Efraim (v. 4a) representa o Norte de Israel. Deus disse tanto a Israel ao norte quanto a Judá, no sul: “Que posso fazer com você …?” A fidelidade e o amor deles a Deus era como a neblina da manhã, que logo desaparece ou o orvalho que logo evapora (6:4b). É por isso que as mensagens dos profetas de Deus traziam palavras de destruição (6​​: 5-7). Eles traziam a Deus os seus sacrifícios de animais e ofertas, mas Deus desejava a misericórdia que brota do amor (6:6). Eles agiam contra a expectativa de Deus. Como Adão havia transgredido e pecado contra Deus no Éden, eles também tinham pisado e quebrado sua aliança com Deus (6:7).

Gileade era a região mais importante da Transjordânia. Algumas vezes, esta região era  representada pelo nome “Gileade”. Samaria, a oeste do rio Jordão cometera pecado; Gileade, a leste do Jordão também cometera o mal (6:8). Deus apontou o mal dos sacerdotes em Gileade (6:9). Eles deviam ser instrutores de assuntos religiosos e Deus esperava que tivessem um padrão moral elevado. Todavia os sacerdotes agiam como um bando de ladrões à espera de um homem para emboscar e matar no caminho para a cidade refúgio de Siquém, como faziam os ladrões (v. 9).

Deus viu coisas horríveis no reino do norte de Israel (6:10). Aos olhos de Deus a sua adoração de ídolos era como prostituição. Eles contaminaram a si mesmos por sua adoração de ídolos e lascívia, quebrando seu relacionamento com Deus.

Que possamos responder positivamente ao amor imutável de Deus por nós e que possamos ter e desfrutar de um relacionamento verdadeiro com Ele.
Yoshitaka Kobayashi
Japão.




http://www.palavraeficaz.com/

domingo, 31 de agosto de 2014

Oséias 5- Comentários


Oséias 5
 Pr. Heber Toth Armí

Dar as costas a Deus impede qualquer tipo de cura para o coração e a alma.

Note que,

1. Israel conduz Judá ao pecado (vs. 1-7). Deus revela que a culpa do pecado é dos sacerdotes, das pessoas e dos príncipes. O povo de Deus havia cometido fornicação religiosa, adultério espiritual.
2. Israel e Judá enfrentam a ira de Deus (vs. 8-15). Deus faz justiça a fim de corrigir a injustiça. Por causa da fornicação e adultério religiosos Israel e Judá seriam assolados por Deus mediante invasão militar.

A profecia cumpriu-se quando assírios invadiram Israel em 725 a.C. e tomaram Samaria em 722, e, quando destruíram as cidades fortificadas de Judá, exceto Jerusalém, em 701 a.C. Israel e Judá fizeram aliança com a Assíria, mas sem sucesso contra a ruína (vs. 13-14). Contudo, Deus aguarda um arrependimento (v. 15).

Este capítulo encerra com uma nota positiva diante de tantas coisas negativas da vida religiosa e prática do povo que pertencia a Deus. É apresentado a intensão de Deus em meio à disciplina de Seu povo. Deus toma a decisão de esperar pelo arrependimento (v. 15) quando antes fora dito: “Eles não conseguiriam voltar para Deus nem se o quisessem” (v. 4 AM).

Depois de permitir que Seu povo sofresse as consequências de suas perversões, Deus voltaria “ao seu lugar [para] esperar Israel e Judá confessarem os pecados e buscar a sua face” (William MacDoanld).

Que lições há para nós hoje desse texto inspirado?

1. Quando a liderança afrouxa na piedade, o povo descamba para a imoralidade;
2. Quando o pecado se torna mais atrativo que servir a Deus, as consequências funestas do pecado trazem angústias e aflições;
3. Quando se ignora a Deus, Ele se afasta e retira Sua proteção, deixando que o mal tome conta;
4. Quando a religiosidade é parcial, o juízo de Deus é total – Deus não suporta mornidão espiritual;
5. Quando o povo de Deus, a igreja, decide pelo pecado após todas as tentativas divinas de atração, Deus senta e pacientemente espera por arrependimento;
6. Quando em nenhum lugar há solução, Deus sabe e avisa que ainda Ele é a única salvação para quaisquer situações.

Por que deixar Deus te esperando, sendo que Ele é tua única esperança?

Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
Curta e compartilhe:

 “Antes de buscar a ajuda dos homens busque a ajuda de Deus.”

Comentários bíblicos de Gênesis até hoje você encontra em:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis