Translate

domingo, 29 de junho de 2014

Um chamado- Ezequiel 2-


Um chamado
Pr. Heber Toth Armí

Um chamado, uma profecia e um recado para nossos dias. Assim poderíamos resumir a mensagem de Ezequiel capítulo 2. 

Ezequiel foi chamado ao ministério profético a fim de profetizar mensagens espirituais destinadas a pessoas carnais (rebeldes), vivendo terríveis desafios do cativeiro babilônico (vs. 1-8). Fazendo frente a sua desafiadora tarefa, o profeta recebeu instrução divina de assimilar completamente a mensagem antes de passá-la para frente. 

Como porta-voz de Deus, o mensageiro enviado deveria encarnar a mensagem profética, ou seja, deveria vivê-la na prática como o corpo absorve os nutrientes dos alimentos: “Abre a boca e come o que eu te dou. Então, vi, e eis que certa mão se estendia para mim, e nela se achava o rolo de um livro. Estendeu-o diante de mim, e estava escrito por dentro e por fora; nele, estavam escritas lamentações, suspiros e ais” (vs. 8-10).

Leia hoje Ezequiel 2, veja como Deus pede a Seu profeta para revelar Seu amor a um povo cruel. “O Senhor” – comenta S. J. Schwantes sobre este capítulo – “confiava a Ezequiel a missão delicada de pregar a uma nação de rebeldes, que se haviam insurgido contra seu Soberano. 

Os cinco anos que muitos já haviam passado no exílio não haviam mudado sua atitude obstinada (v. 3)... Judá... não só deixara de atingir a norma de santidade que o Senhor lhe propusera, mas tinham rejeitado esta norma como contrária a seus melhores interesses”. 

Será que somos diferentes dos judeus em relação ao filho de Deus? Schwantes acrescenta: “A tarefa não era fácil, mas o mandato divino era taxativo: devia proclamar as palavras do Senhor, quer ouvissem, quer não. A indiferença ou hostilidade do auditório não eram razão para abrandar a mensagem segundo a preferência de seus ouvintes”. 

Hoje precisamos de pessoas que se levantem para pregar a pura Palavra de Deus aos homens, ainda que estes não gostem. As pessoas que se ofendem com mensagens que ferem o orgulho e o ego devem saber que seus pecados acariciados ofenderam a Deus primeiro. 

Às vezes as pessoas também confundem palavras duras com palavras de Deus sem que sejam puras palavras vinda dos Céus. É preciso cuidar, sejamos pregadores ou ouvintes. O que importa é que todo objetivo divino é salvar, sempre!

Observando atentamente a profundidade desta mensagem inspirada, há muita coisa que precisa ser aprendida. Cito algumas:

1. Como servo de Deus temos que agradá-lO como Senhor, e não permitir que pessoas nos determinem o que fazer.

2. Como instrumentos de Deus nosso foco deve ser agradar a Deus, não aqueles que O desagradam.

3. Como ouvintes das mensagens de um servo de Deus, não devemos endurecer o nosso coração e calcar os pés na teimosia da desobediência.

4. Não importa quem você é ou como você viveu, Deus não quer que você morra sem ter uma chance de saber que Ele te ofereceu oportunidade de salvação.

Medite neste curto, porém profundo texto sagrado e, busque o reavivamento pela Palavra.

“Senhor, a Tua Palavra é sagrada, sei o quanto deve ser valorizada e isso acontecerá em mim quando elas forem praticadas. Sei também que isso só será possível por meio do Espírito que em mim quer operar, se eu assim O permitir. E, minha decisão é que Ele comece já a operar em mim. Em nome de Jesus, amém”.
(adaptado)

Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
Curta e compartilhe:
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis