Translate

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Ester 4 Comentários do Pr. Heber Toth Armí

Ester 4

Comentários do Pr. Heber Toth Armí

A negligência do povo em atender orientações de Deus o coloca em perigo. Aprofunde e amplie tua visão bíblica:

“Mais de cinquenta anos antes deste episódio de Ester, o imperador Ciro fizera proclamação que permitia e exortava todos os judeus a voltarem para a Judeia, conforme registrado no livro de Esdras (1.2-4). Esdras teve o cuidado de dizer que este decreto de Ciro se deu em cumprimento à profecia de Jeremias, feita antes mesmo do início do cativeiro dos judeus. Os setenta anos de cativeiro haviam sido pré-estabelecidos (Jr 29.10 etc.; veja também 25.11, 12). Além disso, o profeta Isaías realmente havia falado de Ciro pelo seu nome, vendo-o como futuro restaurador de Jerusalém, antes mesmo que Ele tivesse nascido (Is 44.28 etc.)”, analisa J. Sindlow Baxter.

Devido ao pecado, o povo de Deus foi ao cativeiro. Apenas um remanescente retornou. A maioria preferiu ficar na Pérsia. Os judeus acomodados “na verdade, em seu egoísmo, não queriam trocar a abundância da Pérsia pela pobreza da Judéia desolada, embora aquele fosse o lugar da bênção da aliança. Eles criam no Senhor e o reconheciam como o Deus único e verdadeiro, mas seus corações estavam voltados para as coisas deste mundo. Sem dúvida, tais judeus são tipos dos homens mundanos em meio ao povo do Senhor hoje” – diz Baxter.

• As consequências de negligenciar as orientações de Deus causam dores indescritíveis, tristezas irreparáveis e angústia imensurável (vs. 1-8).

• Privilégios políticos não são positivos quando a vontade de Deus é ignorada. Ester lamenta o decreto de Hamã e precisa elaborar uma sábia estratégia para salvar-se e também salvar seu povo: A verdade seria descoberta! (vs. 9-11). Além disso, “o fato de Ester não ter sido chamada aos aposentos do rei nestes trinta dias é apenas mais indicação de como a vida era anormal no palácio de Susã” (Joyce G. Baldwin).

• Contudo, o secular povo de Deus crê na divina providência em ação no curso da história (vs. 12-17). “Os objetivos de Deus não são frustrados pela falha de uma pessoa em responder positivamente à Sua direção, e essa pessoa verdadeiramente está livre para recusá-la, embora isso traga prejuízo, e não lucro” (Baldwin).

Atenção: Deus sempre está no controle, mesmo quando tudo sai do nosso controle! Reavivemo-nos! Heber Toth Armí /




Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis