Translate

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Busca pelo amor-Cânticos 3:1

Meditação Diária
Uma busca pelo amor
De noite, em meu leito, busquei aquele a quem ama a minha alma; busquei-o, porém não o achei .Cânticos 3:1

O título Cântico dos Cânticos é o nome mais vinculado ao hebraico “shir hashirim” que deveria significar “o mais excelente dos cânticos”, e que em muitas versões portuguesas veio a tomar o nome de Cantares de Salomão. Dentro das tradições judaicas, os Cantares eram lidos por ocasião da mais familiar das festas hebraicas, a chamada festa do Purim, a mais importante das festividades dos judeus depois da Páscoa, e que remonta aos tempos da  Restauração, como nos narra o livro de Ester.

Cântico dos Cânticos, supõem alguns comentaristas e estudiosos do texto  bíblico, deve ter sido escrito mesmo por Salomão, para celebrar o significado da vida conjugal, embora estranhável para nós, em função dos muitos  casamentos que teve e das concubinas que convivam no palácio, o que era perfeitamente compreensível na época. Alguns outros comentam que nem todo o livro foi escrito por ele e sim, por seus segundos no ministério dos escribas e na tarefa de registrar a história do povo de Israel.

Poderíamos dizer que o livro de Cântico dos Cânticos celebra o amor  romântico e conjugal, algo de muito significado para os povos orientais e especialmente o judeu que via na consecução carnal produzida pelo casamento, a manifestação da bênção de Deus sobre a vida do casal com o nascimento dos filhos e filhas.

 O realce que deve ser dado ao fato deste livro estar contido no cânon hebraico,  advém exatamente deste fato, pois historicamente para os homens judeus, a mulher, mesmo quando esposa, era tratada mais como serva, escrava, "objeto procriador", e  não como amada, desejada e indispensável para o seu esposo, pelo muito que a  amava.

O texto deste capítulo 3, chega a ser um tanto sensual ou carnal em demasia, para alguns, no deslumbramento que a esposa demonstra pela volta do seu amado e como o aguarda para o encontro, sem dúvida sexual, de duas almas que se amam e se desejam mutuamente. Lembremos que isto estava previsto no plano de Deus, quando ainda no Jardim do Éden, ordenou aos nossos pais:

"Crescei e multiplicai-vos... e serão uma só carne" Assim podemos entender: "De noite em meu leito, busquei aquele a quem ama a minha alma... quando o achei... não o deixei ir embora... até que o introduzi na câmara daquela que me concebeu." CC 3.1,4

 Oração para o dia:
Torna-me, Senhor, uma pessoa afável e amorosa em meu relacionamento familiar, honrando o amor que tenho e recebo do meu cônjuge.
(adaptado)
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis