Translate

sexta-feira, 8 de junho de 2018

A Força da Esposa e Mãe

 Refletindo a Cristo

A Força da Esposa e Mãe - 8 de junho

Levantam-se seus filhos e lhe chamam ditosa; seu marido a louva. Prov. 31:28.

É verdade que as engrenagens da maquinaria doméstica nem sempre funcionam com serenidade; há muita coisa para provar a paciência e sobrecarregar as forças. Mas embora as mães não sejam responsáveis por circunstâncias sobre as quais não têm controle, é inútil negar que as circunstâncias fazem uma grande diferença no trabalho ao qual as mães dedicam a vida. O que é condenável, porém, é quando ela permite que as circunstâncias dominem e pervertam seus princípios, fazendo com que ela se canse e se torne infiel ao seu elevado depósito, e negligencie seu dever.
A esposa e mãe que supera com nobreza dificuldades em que outros sucumbem por falta de paciência e perseverança, não apenas se torna forte ao cumprir o seu dever, mas sua experiência em vencer tentações e obstáculos a qualifica para ser uma eficiente ajuda aos outros, tanto por palavras como por exemplo. Muitos dos que vão bem sob circunstâncias favoráveis parecem sofrer uma transformação de caráter sob adversidade e provação; eles pioram na proporção dos seus problemas. Deus nunca pretendeu que fôssemos vítimas das circunstâncias. …
A verdadeira esposa e mãe… cumprirá seus deveres com dignidade e alegria, não considerando degradante fazer com as próprias mãos o que for necessário para ter uma casa bem ordenada. Se ela vai a Deus em busca de força e conforto, e se em Sua sabedoria e temor procura cumprir seus deveres diários, unirá o marido ao seu coração, e verá os filhos amadurecerem, tornando-se homens e mulheres honrados, com força moral para seguirem o exemplo da mãe.
Não há trabalho ao acaso nesta vida; a colheita demonstrará o tipo de semente que foi semeada. …
Mães, estais formando o caráter. Vosso compassivo Redentor vos está observando com amor e simpatia, pronto a ouvir vossas orações e prestar-vos a assistência de que necessitais em vosso trabalho. Amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade e fidelidade são os elementos do caráter semelhante ao de Cristo. Estes preciosos dons são os frutos do Espírito. São a coroa e o escudo do cristão. Os maiores sonhos e as mais exaltadas aspirações não podem ter um alvo mais elevado. Nada há que possa produzir satisfação mais perfeita.
Estes dons celestiais não dependem de circunstâncias, nem da vontade ou do juízo imperfeito do homem. O precioso Salvador, que compreende as lutas de nosso coração e as fraquezas de nossa natureza, Se compadece de nós, perdoa nossos erros, e nos concede os benefícios que ardentemente desejamos. Health Reformer, agosto de 1877.
Meditação Matinal de Ellen White – Refletindo a Cristo, 1986. – Pág. 165 – 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis