Translate

sábado, 1 de julho de 2017

Isaías 42 Comentário Pr Heber Toth Armí

Isaías 42
Comentário Pr Heber Toth Armí


Quando tudo parecer perdido, o mal parecer ter vencido e a escuridão invadir ao máximo trazendo trevas morais sobre o mundo todo, Deus revelará Sua glória e iluminará toda a Terra trazendo a vitória aos que nEle esperaram.

“A vitória culminante será, naturalmente, o grande conflito final do Armagedom” diz D. L. Moody comentando este capítulo.

1. Para esta batalha cósmica, Deus apresenta Seu guerreiro com Suas singelas qualidades, explica Sua missão e descreve Seu caráter servil (vs. 1-4).

2. O Messias revelará o caráter do Criador do Universo, o qual sustenta toda a humanidade. Sua submissão humilde garante Seu sucesso e torna mediador da aliança da graça, luz para os gentios e libertador dos prisioneiros do diabo. Assim, um juízo trará vindicação aos injustiçados servos de Deus e destruição aos oponentes do verdadeiro Deus (vs. 5-9).

3. O juízo será o mais justo da história. Os inimigos de Deus tiveram toda a chance e várias oportunidades e tempo para tornarem-se amigos; como não quiseram, verão que ser amigos de deuses falsos e ídolos imprestáveis não adiantou nada ao terem que responder por suas atitudes. Nesse tempo haverá um louvor ao Deus que age em prol do bem (vs. 10-17).

4. Como um Pai que repreende Seus filhos, Deus amorosamente chama a atenção dos desobedientes, ingratos e ignorantes filhos. Deus não pode ignorar o mal, a rebeldia e a indiferença, mas antes de punir aos apóstatas e idólatras aconselha-os a fazerem uma autoanálise e convidam a um reavivamento e reforma espirituais (vs. 18-25).

“Mateus 12 cita Isaías 42 e o aplica ao ministério silencioso mas amorável de Jesus, o Filho amado de Deus, em quem Ele Se compraz (Isa. 42.1; Mat. 3:16-17; 17:5). É aquele cujo ministério restabelece a conexão da aliança de Deus com Seu povo (Isa. 42:6; Dan. 9:27). Jesus e Seus discípulos conquistaram a justiça para o povo libertando-os do sofrimento, da ignorância de Deus e da escravidão aos espíritos do mal, provocada pela opressão de Satanás (Luc. 10:19). Então, Jesus morreu para ratificar a ‘nova aliança’ (Mat. 26:28) e trazer justiça ao mundo expulsando Satanás, o estrangeiro que usurpou a posição de ‘príncipe deste mundo’ (João 12:31-33)” – amplia Roy Gane.

Certamente, Deus vencerá. Ligados a Ele, também venceremos! – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis