Translate

terça-feira, 11 de abril de 2017

Provérbios 12 Comentário Pr. Heber Toth Armí

Provérbios 12
Comentário Pr. Heber Toth Armí

Um texto que nunca deixou nem deixará de ser relevante em nossa vida constantemente é Provérbios. Este livro bíblico inspirado é um manual para nossas relações, transações e atividades diversas no dia a dia.

“Provérbios” – disse William MacDonald, “é um livro moderno, pois trata de problemas que todos nós enfrentamos na vida”; por isso, quem aplica seus princípios em cada uma de suas decisões e ações vive mais e melhor.

A introdução deste capítulo...

1. ...apela aos ouvintes para aceitar a sabedoria em vez da tolice (v.1);
2. ...revela a direta intervenção de Deus nas ações humanas (v. 2);
3. ...mostra que nossas ações voltam para nós, sejam boas ou más (v. 3);
4. ...apresenta o poder feminino tanto para o bem quanto para o mal (v. 4);
5. ...demonstra que as aspirações dos indivíduos revelam seu caráter (v. 5).

Na sequência, o tema dominante do capítulo é o uso das palavras, “e em particular o efeito contrastante das palavras boas e más. Justo, reto, sábio, prudente, veraz, pacificador, palavras amáveis que resultam em justiça, libertação, louvor, proveito, cura, prazer, discrição, alento, e no agrado de Deus. Ímpio, distorcido, idiotice, mentiroso, malévolo, irreflexivo, palavras incontroladas ou de conspiração, resultam em enganos, em danos a outras pessoas, em descrédito e problemas para si mesmo e no aborrecimento de Deus” (John E. Goldingay).

Em meio às declarações sobre as palavras, as quais são úteis para distinguir os sábios dos estúpidos, Goldingay apresenta outro destaque: “O trabalho e suas recompensas”. Onde aprendemos que ter alimento e prestigio na sociedade resulta de...

1. ...gastar alguma energia e viver corretamente, não jactar-se (v. 9);
2. ...prezar pelos animais, sem agir com crueldade (v. 10);
3. ...fazer o que está ao alcance, não em ambições vãs (v. 11);
4. ...ignorar o ato de aprender das espertezas dos ímpios (v. 12);
5. ...disposição para trabalhar, e não dar rédeas soltas à preguiça (v. 24);
6. ...não procrastinar (vs. 14, 27).

Se trabalhássemos mais com as mãos do que com a língua e visássemos somente o bem, nossa existência na vida das pessoas seria uma grande bênção.

Atenção: Seja sábio, fique atento! “Sobre o mal ninguém poderá firmar-se, mas quem firma raízes em Deus permanece firme” (v. 3).

Vamos reavivar-nos! – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis