Translate

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Jonas 4 Comentários-Heber Toth Armí

Jonas 4
Heber Toth Armí

Tem muita gente pregando, mas nem todos conhecem a Deus ou concorda com Ele. Morris Vendem, excelente pastor, disse: “Um dia tentei pregar sobre Jesus e foi quando descobri que havia caído na armadilha de tentar falar de Alguém que eu não conhecia pessoalmente”. Os ninivitas conheciam mais da misericórdia, bondade e amor de Deus (que é Sua essência) do que Jonas, o profeta!

O livro de Jonas é diferente dos outros livros proféticos. George Willians destaca que “a singularidade do livro está no fato de focalizar mais o profeta que sua profecia. O temperamento de Jonas e a disciplina amorosa de Deus instruem e conduzem o leitor à humildade”. Assim, além de salvar os ninivitas, Deus almejava salvar Seu profeta.

Observe:
Capítulo 1 – Jonas corre DE Deus;
Capítulo 2 – Jonas corre PARA Deus;
Capítulo 3 – Jonas corre COM Deus; e,
Capítulo 4 – Jonas corre A FRENTE de Deus.

No último capítulo Jonas ficou insatisfeito com o resultado impactante de Sua pregação: indignou-se com Deus por não destruir Nínive. Ele queria destruição, embora a cidade inteira aceitasse a salvação. Merril Unger observa que “o imperador pagão da Assíria [vs. 7-9] dá melhor exemplo do que o profeta egoísta e tacanho”. O profeta precisou ser repreendido. Deus ensinou lições a ele com ilustrações: O sol, vento, aboboreira e um verme.

Jonas preocupou-se mais com uma planta do que com pessoas que pereceriam. Deus revelou que Sua maior preocupação era com pessoas que rumavam à destruição. Portanto, ainda que a história de Jonas transmita uma mensagem, Deus quer revelar ao leitor desse livro uma mensagem ainda mais abrangente: Sua visão das coisas.

Deus quer que pessoas de todo lugar, nação e época conheçam Seu AMOR e aceitem Seu PERDÃO, arrependam-se de seus pecados e submetam-se a Ele como Salvador. Portanto, precisamos aprender com Jonas que, como cristãos, temos a responsabilidade de pôr de lado nosso egoísmo, individualismo e “igrejismo” para compartilhar o amor infinito de Deus a todas as nações e a todas as religiões.

Tem muita gente boa que está disposta a render-se a Deus. Olhemos a toda pessoa como ninivitas que irá arrepender-se caso proclamemos ousadamente a mensagem divina.

O livro de Jonas nos dá a seguinte lição: Amar como Deus ama!
Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
Curta e compartilhe:

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis