Translate

Perdão




O PERDÃO A SI MESMO
Uma das situações mais doloridas na vida de uma pessoa é a incapacidade de perdoar-se a si mesmo. O Senhor declara em sua palavra que os nossos pecados já foram perdoados em Cristo Jesus: “Filhinhos, eu lhes escrevo porque os seus pecados foram perdoados, graças ao nome de Jesus”(1 João 2.12 NVI). Esta dureza interior se reflete em tantos corações que diante de uma falha, erro ou fracasso dizem “eu não me perdôo por isso ou aquilo”. Esta falta de perdão a si mesmo tem feito muitos adoecerem física, emocional e espiritualmente. 

I – A falta de perdão a mim mesmo produz:
Estamos trabalhando com uma questão muito profunda e o tempo que teremos com certeza é bem pequeno para fazermos as avaliações necessárias. Os sentimentos mencionados são discutidos pelos estudiosos no campo da psicologia de diversas perspectivas tanto em conjunto como individualizados. Na minha modesta opinião todos eles são decorrentes da presença do pecado e da ausência do perdão em nossas vidas. Eles surgem numa reação em cadeia ou num efeito dominó:
a) O sentimento de culpa que não nos abandona. 
Quando pensamos em culpa na perspectiva bíblica entendemos que estamos falando do sentimento que experimentamos quando temos a consciência de que erramos em relação às leis de Deus e os padrões éticos e morais socialmente aceitos. 
b) Um complexo de inferioridade que nos atrapalha.
Quando pensamos em inferioridade na perspectiva bíblica entendemos que estamos falando do sentimento que experimentamos quando, em função dos erros e pecados nos julgamos menores do que os outros e incapazes de agradar a Deus.
c) Uma postura de auto-piedade que nos torna muito chatos.
Quando pensamos em auto-piedade na perspectiva bíblica entendemos que estamos falando do sentimento que experimentamos quando não atingimos os alvos estabelecidos e ficamos choramingando pelos cantos. Auto-piedade é o que sentimos quando temos muita dó, muita pena, muita tristeza de nós mesmos. É uma sensação de que o mundo nos ficou devendo alguma coisa, foi injusto conosco. 
d) Uma visível baixa auto-estima que nos traz dificuldades nos relacionamentos.
Quando pensamos em baixa auto-estima na perspectiva bíblica entendemos que estamos falando do sentimento que experimentamos quando temos uma visão errada e pequena a respeito de nós mesmos.
e) Uma terrível falta de amor próprio que nos leva ao desrespeito pessoal.
Quando pensamos em ausência de amor próprio na perspectiva bíblica entendemos que estamos falando do sentimento que experimentamos quando falhamos ou frustramos nossas expectativas. Mergulhamos numa crise existencial e a seqüência de desrespeito a nós mesmos faz com que nos destruamos.
f) Uma vergonha inexplicável que nos distancia de Deus e das pessoas.
Quando pensamos em vergonha na perspectiva bíblica entendemos que estamos falando do sentimento que experimentamos quando procuramos fugir das pessoas, de nos mesmos e até de Deus. Este isolamento bem como todas as tentativas de fugas apresentadas pela sociedade e experimentadas pelas pessoas não resolvem nossas dificuldades.
g) Sentimentos e tentações que nos inclinam ao suicídio.
Quando pensamos em suicídio na perspectiva bíblica entendemos que estamos falando do sentimento que experimentamos quando chegamos ao fundo do posso de nossa frustrada existência. Em tese o suicida tem no suicídio uma tentativa de aliviar o seu sofrimento movido pela incapacidade de se perdoar ou de enfrentar as conseqüências de seus pecados.
Se nós nos apoiarmos na graça de Deus e buscarmos o seu perdão seremos ajudados por Ele para que estes e outros efeitos negativos sejam vencidos. 
II – Perdoando-se a si mesmo com a ajuda de Deus:
A Bíblia ensina que o arrependimento e a confissão são tudo que precisamos para sermos perdoados. A falha em compreender esta regra básica do cristianismo tem feito inúmeras pessoas, inclusive cristãos, experimentarem sentimentos de culpa que levam à preocupação, depressão, perda da paz interior, medo, complexo de inferioridade, solidão, e um senso de alienação de Deus.
a) Admita que você é pecador.
b) Reconheça as suas fraquezas.
c) Aprenda a ser misericordioso com você mesmo.
d) Libere perdão segundo o exemplo do Senhor.
Assim mesmo que mereçamos castigo porque somos pecadores e fazemos coisas erradas, por causa do sacrifício de Jesus, o nosso substituto, Ele perdoa e limpa livremente aqueles que confessam a sua necessidade de Jesus. 
A origem do sentimento de culpa é a acusação da nossa consciência que resulta de pecado em nossa vida. O pecado resulta em sentimentos de culpa neste mundo e castigo eterno quando morrermos. As boas notícias são que quando Jesus morreu na cruz Ele tomou sobre Si o castigo e a culpa de toda a humanidade. 
A auto-piedade é um sentimento torturante. O indivíduo parece que está "preso" num fundo de poço do qual não pode sair. Lá só existe tristeza, lamentação, justificativas, pena de nós mesmos. A auto-piedade cria um circulo vicioso de tortura mental que nos consome as forças e energias. Surge dai à depressão.
Um complexo de inferioridade é um sentimento arraigado em nosso subconsciente. De tanto as expectativas darem resultados contrários, acabamos pensando que a próxima tentativa também vai dar errado. A repetição das respostas negativas cria em nosso subconsciente o complexo de inferioridade.
A baixa auto-estima é a percepção de si mesmo como uma pessoa incapaz, inadequada, aquém das expectativas que os outros têm dela e que ela mesma tem de si própria. Pessoas com baixa auto-estima sempre entendem que a vida exige mais delas do que podem dar. Muitas pessoas têm uma baixa auto-estima.
Pare de ficar dizendo ou pensando a respeito de si mesmo:
►não tenho valor;
►as pessoas não gostam de mim;
► não sou bonita(o);
► não sou inteligente;
►não tenho um caráter interessante;
►sou inútil em muitas áreas;
► não tenho talentos.
►não mereço perdão.
A verdade é que Deus ama todas as pessoas igualmente - Ele não tem favoritos. Quando nos sentimos inúteis e incapazes, quando nossa auto-estima estiver em baixa, Ele quer que lembremos do seu perdão e de que a sua mão nos segurará e nos erguerá:
► Ele quer ser o seu melhor amigo.
► Ele quer cuidar de si.
►Ele tem bons planos para a sua vida.
► Ele pode dar-lhe sabedoria para o futuro.
►Ele pode dar-lhe tudo que é preciso para sobreviver neste mundo.
►Ele pode transformar o seu caráter e tirar-lhe as coisas que estragam a sua vida.
A nossa parte é recebermos o perdão que Ele nos oferece. Temos que fazer o seguinte: 
►Virar as costas para as coisas erradas que temos feito;
► Pedir perdão a Jesus em oração;
► Receber d'Ele o perdão pela fé, porque Ele promete perdoar-nos;
►Perdoar a nós mesmos;
► Começar a andar com Jesus diariamente;
►Pedir O Espírito Santo para nos encher, para que possamos viver uma vida que agrade a Deus.
 Pr. Jadai Silva de Souza









Comentários
0 Comentários

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis