Translate

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Quem é o Meu Próximo?

Refletindo a Cristo

Quem é o Meu Próximo? 3 de agosto


Qual destes três te parece ter sido o próximo do homem que caiu nas mãos dos salteadores? Respondeu-Lhe o intérprete da lei: O que usou de misericórdia para com ele. Então, lhe disse: Vai e procede tu de igual modo. Lucas 10:36 e 37.

Qualquer ser humano que necessite de nossa simpatia e de nossos bons ofícios é nosso próximo. Os sofredores e carentes de todas as classes são nosso próximo, e quando suas necessidades chegam ao nosso conhecimento, é nosso dever auxiliá-los, tanto quanto possível. Testimonies, vol. 4, págs. 226 e 227.

Aquele que ama a Deus não apenas amará os seus companheiros, mas também manifestará terna compaixão pelas criaturas que Deus criou. Quando o Espírito de Deus está no homem, leva-o a diminuir o sofrimento, em vez de provocá-lo.

Após o Senhor ter posto a descoberto a indiferença e desconsideração do sacerdote e do levita para com seu companheiro, Ele apresentou o bom samaritano. Ele viajava ao longo do caminho, e quando viu o sofredor, teve compaixão dele, pois era cumpridor da lei. Isso era uma ocorrência real, e era conhecida exatamente conforme fora narrada. Cristo… perguntou qual dos viajantes havia sido o próximo daquele que havia caído nas mãos dos ladrões. […] O samaritano, que pertencia a um povo desprezado, cuidou de seu irmão sofredor, e não passou de largo. Tratou o seu próximo da maneira como desejaria ser tratado se estivesse em condição semelhante.

Através dessa parábola ficou para sempre estabelecido o dever do homem para com o seu próximo. Devemos manifestar solicitude por todo caso de sofrimento, e considerar-nos instrumentos divinos para socorrer os necessitados segundo o melhor de nossa capacidade. Devemos ser cooperadores de Deus. Há alguns que manifestam grande afeição por seus parentes, amigos e favoritos, mas deixam de ser bondosos e atenciosos com aqueles que necessitam de terna simpatia, bondade e amor.

Indaguemos, com o coração ardente: “Quem é o meu próximo?” (Lucas 10:29). Nosso próximo não são simplesmente nossos companheiros e amigos especiais; não são apenas os que pertencem à nossa igreja ou pensam da mesma maneira que nós. Nosso próximo é toda a família humana. Devemos fazer o bem a todos os homens, e especialmente aos domésticos da fé. Devemos dar ao mundo uma demonstração do que significa praticar a lei de Deus. Review and Herald, 1° de janeiro de 1895.

Ide aos vossos vizinhos um por um, aproximando-vos deles até que seus corações sejam aquecidos pelo vosso abnegado amor e interesse. Simpatizai com eles, orai por eles, aproveitai cada oportunidade de fazer-lhes bem, e quanto vos for possível reuni alguns e abri a suas mentes entenebrecidas a Palavra de Deus. Beneficência Social, pág. 87.


Meditação Matinal de Ellen White – Refletindo a Cristo, 1986.– Pág. 221 –
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis