Translate

segunda-feira, 18 de junho de 2018

I Coríntios 11 Comentário Pr Heber Toth Armí

 I CORÍNTIOS 11
Comentário Pr Heber Toth Armí


 Uma comunidade de crente que se caracteriza por suas brigas internas deve ler quantas vezes necessárias este capítulo e, além de extrair princípios práticos para a vida, cada crente deve assimilá-los a tal ponto de praticá-los em toda e qualquer situação.

Orando, reflita:

1. Discutir se homens possui mais autoridade que mulheres; quem deve usar véu (cobrir) ou descobrir a cabeça (tirar o chapéu para orar); cabelo comprido ou curto; nada disso caracteriza a igreja de Deus. Aqui, a igreja instituída para alcançar pecadores de todas as etnias e culturas está sendo desestimulada a não perder precioso tempo em picuinhas como essas (vs. 1-16).
2. Os princípios e práticas bíblicos não devem ser afrouxados. A igreja que transforma a Santa Ceia da comunhão em momentos de desunião não tem aprovação divina. Costumes e práticas pagãs e cultura de uma sociedade paganizada que inclui glutonaria, não deve penetrar nos rituais cúlticos que apontam ao sacrifício de Cristo (vs. 17-34).

Práticas culturais permeadas da filosofia secular ou relativista, pluralista, etc. jamais devem determinar o comportamento do cristão. A cultura deve ser regida pelas Sagradas Escrituras, quando isso não é possível, a conduta do crente deve ser orientada pelos princípios revelados na Bíblia.

• Irmãos e irmãs, homens e mulheres, se for para brigar, que briguem pela unidade e harmonia fundamentada na verdade bíblica.

• Outra coisa, ninguém deve participar indignamente da Ceia do Senhor; entretanto, não é por causa disso que deve esquivar-se de participar. A Santa Ceia nos força abandonar ao pecado e reavivar-nos; o eximir-se de participar, nos força desprezar ao sacrifício de Cristo.

• Dividir a igreja por causa de práticas culturais, como cobrir ou não a cabeça, ou causar divisões com práticas eclesiásticas indevidas não caracteriza a igreja que é regida pelo amor de Deus. A igreja deve estar unida na revelação dos princípios espirituais.

Deus quer comunhão, não discussão. Quando praticada conforme a Bíblia prescreve, a Ceia do Senhor promove reavivamento e reforma em cada aspecto da vida humana – inclusive nos relacionamentos interpessoais. 

A cerimônia da Santa Ceia aponta para o passado (a morte de Cristo), convida cada envolvido à autorreflexão no presente (achar-se digno), e, ergue nossos olhos para o futuro (até que Jesus venha novamente ao mundo).

Precisamos reavivar-nos! – Heber Toth Armí #rbhw #ebiblico #rpsp

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis