Translate

terça-feira, 1 de maio de 2018

Atos 7 Comentário Pr Heber Toth Armí

ATOS 7 
Comentário Pr Heber Toth Armí

 A oração e o ministério da Palavra formam a fórmula da igreja que incomoda as hostes satânicas suscitando oposição, perseguição e ataques à Igreja. Com o tempo, o que Satanás não conseguiu na igreja primitiva, foi alcançando mais tarde.

Hoje, muitas vezes focamos tanto em estratégias mercadológicas, marketings e coaches empresarial que esquecemos da oração e ministração da Palavra.

Outras vezes, focamos tanto as ações sociais, as reuniões recreativas e as táticas persuasivas para ganhar almas para Cristo que deixamos de buscar em oração o poder do Espírito Santo e ignoramos o ministério da Palavra.

Também, criamos tantos ministérios tornando a igreja uma instituição pesada, que a oração e o ministério da Palavra ficam em segundo, ou último plano ou nem tem espaço para estes ministérios. O pastor se torna mais um administrador do que um ministro, mais parecido com empreendedor do que realmente um pastor das ovelhas de Deus. Muitos diáconos perderam o foco, só zelam pela parte física da igreja, abrem e fecham as portas e janelas para o culto, e recolhem as ofertas.

Precisamos voltar à oração e ao ministério da Palavra. Estêvão tem muito a ensinar do poder da pregação escriturística. Leia Atos 6:8 a 7:60 e, então, observe com oração os pontos do capítulo em questão:

• Estêvão, um dos diáconos designados para servir às mesas pregou a Palavra de Deus com o poder do Espírito Santo, mas ao invés de levar pessoas à conversão, os líderes eclesiásticos da nação judaica rejeitaram o testemunho dele.
• Os líderes sem conseguir resistir à sabedoria advinda do Espírito Santo, subornaram pessoas para acusar falsamente ao proclamador da verdade. Isso mostra como a falsidade ergue sua bandeira quando a verdade é proclamada.
• As mentiras contra Estêvão prevaleceram, ele foi condenado; mas, antes disso, ele fez seu último sermão sem se sentir intimidado. Desta forma, a história da Igreja Cristã registra seu primeiro mártir.

Reflita:

• Reuniões, festas, comilanças, ações sociais, apresentações musicais, etc. tem seu lugar, mas nada deve ofuscar a pregação da Palavra de Deus, nem mesmo acusações falsas, injustiças no tribunal ou martírio.
• A evangelização deve estar no primeiro lugar da agenda e da ação da igreja, o sucesso da igreja reside no priorizar a pregação da Palavra de Deus.

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí #rpsp #ebiblico #rbhw

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis