Translate

domingo, 4 de março de 2018

Perdão Através do Sangue de Cristo

Refletindo a Cristo

Perdão Através do Sangue de Cristo - 4 de março

Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente, por Sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus. Rom. 3:23 e 24.
Necessitamos de Jesus a cada instante. Perder o Seu amor de nosso coração significa muito. No entanto, é Ele próprio quem diz: “Tenho, porém, contra ti que abandonaste o teu primeiro amor.” Apoc. 2:4. …
A religião de muitos é semelhante a um pingente de gelo – extremamente fria. O coração de não poucos continua insensível e rebelde. Eles não conseguem tocar o coração de outros porque o seu coração não se acha repleto do bem-aventurado amor que procede do coração de Cristo. …
A religião genuína se baseia na crença nas Escrituras. A Palavra de Deus deve ser crida sem reservas. Nenhuma parte dela deve ser cortada e moldada a fim de se ajustar a certas teorias. Os homens não devem exaltar a sabedoria humana assumindo a posição de juízes em relação à Palavra de Deus. A Bíblia foi escrita por homens santos do passado, ao serem movidos pelo Espírito Santo; e este Livro contém tudo o que sabemos com certeza, e tudo o que podemos jamais aprender com respeito a Deus e Cristo, a menos que, como Paulo, sejamos arrebatados ao terceiro Céu. … Esta revelação ao apóstolo não prejudicou sua humildade.
A vida do cristão é regulada pela Palavra de Deus, tal e qual está escrito.Todas as verdades do Antigo e Novo Testamentos formam um todo, completo em si. Devemos nutrir, crer e obedecer a tais verdades. Para o verdadeiro discípulo, a fé na Palavra de Deus é um princípio vivo e ativo, “porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação.” Rom. 10:10. Pela fé o homem crê receber a justiça de Cristo.
A fé, em si mesma, é uma ação mental. O próprio Jesus é o Autor e Consumador de nossa fé. Ele deu Sua vida por nós, e Seu sangue dá um melhor testemunho em nosso favor do que o sangue de Abel, que clamou a Deus contra Caim, o assassino. O sangue de Cristo foi derramado para perdoar os nossos pecados.
Muitos cometem o erro de tentar definir minuciosamente os pequenos pontos de diferença entre justificação e santificação. E eles freqüentemente trazem para as definições destes dois termos suas próprias idéias e especulações. Por que procurar ser mais minucioso do que a Inspiração na questão vital da justificação pela fé? Manuscrito 21, 1891.
Os que se acham unidos com Cristo através do exercício diário e constante da fé que opera por amor e purifica a alma, recebem o perdão de seus pecados, e são santificados para a vida eterna. Manuscrito 12a, 1901.
Meditação Matinal de Ellen White – Refletindo a Cristo, 1986.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis