Translate

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Não devemos condescender com o mal

Refletindo A Cristo

Não devemos condescender com o mal, 12 de Fevereiro


Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao Senhor, que Se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar. Isaías 55:7.

Quando o livro da lei foi encontrado na casa do Senhor, no tempo do antigo Israel, ele foi lido perante o rei Josias. E ele rasgou os seus vestidos, e mandou que os homens encarregados do ofício sagrado consultassem o Senhor por ele e pelo povo, pois eles haviam se afastado dos estatutos do Senhor. Ele reuniu todos os homens de Israel, e as palavras do livro foram lidas perante a congregação. Os pecados dos governantes e do povo foram indicados, e o rei ergueu-se diante deles e confessou sua transgressão. Ele manifestou arrependimento, e fez um concerto para guardar os mandamentos do Senhor de todo o seu coração. Josias não descansou enquanto o povo não fez o que pôde para retornar de sua apostasia e servir ao Deus vivo.

Não é este o nosso trabalho hoje? Nossos pais transgrediram, e nós lhes seguimos os passos; mas Deus abriu o livro da lei, e o Israel apostatado ouviu os mandamentos do Senhor. Suas transgressões foram reveladas, e a ira de Deus recairá sobre cada pessoa que não se arrepender e não se reformar quando a luz brilhar sobre o seu caminho.

Quando Josias ouviu as palavras de advertência e condenação porque Israel havia quebrantado os preceitos do Céu, ele se humilhou e chorou diante do Senhor. Fez uma obra completa de arrependimento e reforma, e Deus aceitou seus esforços. Toda a congregação de Israel anuiu ao solene concerto de guardar os mandamentos de Jeová. Esta é a nossa obra hoje. Precisamos arrepender-nos de nossas más ações passadas e buscar a Deus de todo o coração. Precisamos crer que Deus toma a sério o que diz, e não condescende com o mal de forma alguma. Devemos humilhar-nos grandemente perante Deus, e considerar qualquer perda preferível a perder o Seu favor.

Cristo deixou tudo a fim de salvar os homens da conseqüência e penalidade da transgressão da lei. O caminho da manjedoura para o Calvário ficou manchado de sangue. O Filho de Deus não Se desviou da senda da obediência resoluta, mesmo em face da morte de cruz. Ele suportou todas as misérias do pecado do homem. ... Suplico-vos, em nome de Cristo, que confesseis vossos pecados e reformeis vossos caminhos, a fim de que vosso nome não seja riscado do livro da vida, mas seja confessado diante do Pai e de Seus anjos. Jesus está apresentando o Seu sangue diante do Pai; e agora, enquanto a misericórdia se demora e o tempo de graça se prolonga, buscai a aprovação do Céu. — The Review and Herald, 29 de Junho de 1911.

Este texto vem do livro Refletindo a Cristoescrito por Ellen G. White.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis