Translate

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

AMÓS 1 Comentário Pr Heber Toth Armí

AMÓS 1 
Comentário Pr Heber Toth Armí

Sociedades decadentes buscam luzes, grandeza e poder. Deus, por outro lado, procura gente humilde. Pessoas degradadas pelo pecado prezam pelo berço de ouro, poder social, realeza, glória, sucesso material, fama, etc. Enquanto, Deus preza pelos sinceros e simples.

Pessoas mergulhadas no pecado valorizam o que tem a ver com o ego pervertido, Deus com o ego convertido. Por isso, desafiando a lógica e a inteligência carnal que tem mania de grandeza, Deus escolhe “as coisas humildes do mundo, as desprezadas, e aquelas que não são, para reduzir a nada as que são” (I Coríntios 1:28).

Amós, cujo nome significa “aquele que carrega fardos” ou “penoso” foi boieiro e cultivava sicômoros antes do chamado de Deus. Ele “não era profeta profissional do quadro de funcionários do rei (7:14). Era apenas um ‘entre os pastores de Tecoa’, uma vila cerca de dezenove quilômetros ao sul de Jerusalém (1:1) e ‘colhedor de sicômoros’ (7:14)” (John D. W. Watts).

Apesar de sua origem nada nobre do ponto de vista humano, Amós foi chamado por Deus e fez um excelente trabalho. No início, ele revelou que a graça, misericórdia e oportunidades dadas divinas têm limites. Sobre a expressão “Por três transgressões ... e por quatro” J. Sidlow Baxter explica que “não deve ser interpretada em sentido aritmético literal de três ocorrências seguidas de uma quarta, mas de modo metafórico, indicando uma medida cheia, seguida de uma transbordante; em outras palavras, o pecado do povo tinha ido longe demais. Em termos coloquiais, eles haviam ‘passado dos limites’”.

• Antes de executar Seu juízo, Deus comunica ao condenado. Damasco representando a Síria (vs. 1-5), Gaza (vs. 6-8), Tiro (vs. 9-10), Edom (vs. 11-12) e Amom (vs. 13-15) recebem advertências e avisos antes de receberem a sentença de suas atitudes corruptas.
• Deus explica as razões do julgamento e apresenta o resultado dos pecados, revelando assim Sua bondade com o pecador, e também Sua intolerância com o pecado.
• Nossa sociedade está atraindo o mesmo juízo divino. Analise se as razões pela condenação de nações do passado não estão presentes ao nosso redor:

a) Arrogância;
b) Exploração;
c) Irresponsabilidade;
d) Estupidez;
e) Indiferença;
f) Indisciplina;
g) Infidelidade;
h) Atrevimentos...

Veja como o apóstolo Paulo descreveu nossa triste realidade em 2 Timóteo 3:1-5. Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis