Translate

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Ezequiel 12 – Comentário Pr Heber Toth Armí

Ezequiel 12 –
Comentário Pr Heber Toth Armí

 A mensagem divina proclamada por diversos métodos devem representar todo esforço de Deus para alcançar o coração dos rebeldes pecadores.

1. Ezequiel deveria encenar o destino do rei de Judá, Zedequias: Juntar seus pertences na presença dos companheiros do cativeiro, cavar buraco na parede de sua casa à noite, e fingir estar fugindo cobrindo o rosto (vs. 1-7). 

• Significado profético da dramatização: Diante de Babilônia conquistar tudo em Jerusalém, Zedequias arrumaria seus pertences pessoais visando fugir da cidade à noite. O exército de Babilônia o encontraria, furaria seus olhos, e o levaria cativo (vs. 8-16).

2. Ezequiel deveria encenar o destino dos judeus: Estremecer violentamente enquanto come e bebe com receio (vs. 17-18).

• O significado profético desta dramatização: Ao serem conquistados por Babilônia, os judeus seriam acometidos de ansiedade e desespero de tal forma que não tomariam suas refeições com satisfação (vs. 19-20).

Encenação ou dramatização “era um meio de transmitir informação a alguns que de outra maneira não escutariam. Muitas pessoas ouvirão somente o que lhes interessa. Algumas vezes devem receber novo conhecimento de forma surpreendente. Os cristãos devem ver a Ezequiel como um desafio a examinar nossos meios de comunicar o evangelho. Novos enfoques podem ser mais esclarecedores que os tradicionais” (L. John McGregor).

3. Ezequiel deveria explicar e corrigir interpretações equivocadas quanto às profecias anunciadas: O profeta deveria substituir o ditado contendo ceticismo por outro – contendo realismo imediato. Aos que criam em suas profecias para um futuro distante, o profeta alertou que teriam cumprimento iminente (vs. 21-28).

Alguns princípios extraídos do texto:

• Testemunho passivo não é ideal ao comunicador do evangelho. O missionário deve ter intencionalidade com criatividade ao evangelizar os rebeldes.
• A revelação divina deve ser comunicada ao mundo. Diz Davi Bosh: “A missão deve ser teológica, assim como a teologia deve ser missiológica”.
• Pregar nem sempre é evangelizar. Muitas vezes pessoas rejeitam não o evangelho que nós pregamos, mas o método que utilizamos para proclamá-lo.
• A criatividade na proclamação da mensagem do Céu aos habitantes da Terra deve ser parte essencial a todos aqueles que querem seguir o método bíblico sem se preocupar com os resultados.
• Explicação, correção e orientação também são importantes no evangelismo.

“Senhor, ajuda-nos a sermos evangelistas eficientes, para alcançarmos mais gente para Cristo” – Heber Toth Armí.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis