Translate

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

SALMO 108 Comentários Salmos 108

SALMO 108
Comentários Salmos 108

A Bíblia fala continuamente ao coração do leitor; na verdade, Deus fala diretamente ao pecador submisso que aplica seu coração ao estudo genuíno de Sua Palavra.

É possível que Davi tenha feito adaptações dos salmos 57 e 60 para a elaboração do salmo em questão. Os vs. 1-5 assemelham-se a Salmo 57:7-11; enquanto que, os últimos versículos são semelhantes a Salmo 60:5-12. A inspiração não é estática, ela é flexível dentro da revelação originada em Deus.

Até o tom e o objetivo do salmo mudaram após as adaptações realizadas por Davi da revelação recebida de Deus. “Para uso nosso”, diz Derek Kidner, “aqueles salmos anteriores podem muito bem servir para tempos de perigo pessoal ou coletivo, mas este é para tempos que exigem novas iniciativas e venturas de fé”.

A Bíblia não foi ditada! Warren W. Wiersbe faz esta aplicação contundente: “A verdade de Deus pode ser adaptada a situações novas, e cânticos podem se tornar um ‘cântico novo’ quando novos desafios são superados com uma teologia imutável”.

O conceito de revelação e inspiração deve ser melhor compreendido em nossa mente para não limitarmos o que Deus ampliou. Após essa explicação, foquemos nestes ensinamentos:

• Precisamos reavivar-nos para cantar exultantes louvores mesmo no escuro, na expectativa de um lindo amanhecer com Deus. Esse louvor extrapola as quatro paredes do lar tornando-se um meio de testemunhar ao mundo da imensurável misericórdia e fidelidade do Deus vivo e verdadeiro (vs. 1-5).
• Não é necessário as condições estarem como queremos para louvar a Deus; o salmista emite uma oração após louvar, onde fica evidente que era uma súplica em prol de seu povo que sofria nas mãos de opressores e não viam nenhuma luz no fim do túnel (v. 5). 
• As orações despertam nossa esperança e confiança em Deus, nos faz relembrar do poder de Deus ao nos aproximarmos dEle. Deus cuida e abençoa ao Seu amado povo e promete-lhe a vitória sobre os inimigos e opressores (vs. 7-9).
• Da oração para os fatos, da esperança para a realidade, parece que Deus abandonou ao Seu povo. Esse é um problema que nós mesmos adquirimos por falta de discernimento (vs. 10-11).
• É preciso orar ainda mais para, então, celebrar as proezas que Deus fará (vs. 12-13).

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis