Translate

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Jó 17 – Comentários Pr Heber Toth Armí

Jó 17 – 

Comentários Pr Heber Toth Armí

Temos dificuldades em reconciliar o amor de Deus com o sofrimento de Seus filhos aqui neste mundo. Também, quando o assunto é sofrimento parece que temos dificuldades em compreender o poder de Deus. Isso porque cremos que, se Deus ama, Seus filhos não deveriam sofrer; se Deus é poderoso, deveria livrar-nos do sofrimento.

O livro de Jó quebra com nossos conceitos pré-formados sobre Deus. Ao estudar os diálogos de Jó com seus amigos considerando toda informação do contexto do livro, nossa interpretação sobre Deus alcança níveis nunca antes alcançados.

Antes de avançar, reflita no que escreveu Hernandes Dias Lopes:

“É bem verdade que ninguém compreendeu a saga de Jó. Satanás estava errado porque pensou que um homem não poderia amar a Deus mais do que o dinheiro, à família e à própria vida. A mulher de Jó estava errada porque pensou que Deus não pode ser adorado no sofrimento. Os amigos de Jó estavam errados porque pensaram que Jó estava sofrendo por algum pecado cometido. Jó estava errado porque pensou que Deus que Deus o afligira sem causa”.

Nossas interpretações serão sempre equivocadas sem a interpretação que Deus dá para toda e qualquer situação.

• O destino traçado pelo sofrimento só apresenta a sepultura como “esperança” (v. 1). Entretanto, aquele que tem comunhão com Deus será levado a procurar esperança além da sepultura, solução para o desespero e esperança além da morte (vs. 13-16).

• O sofredor acusado injustamente anseia por um auxiliador (vs. 2-3) e avança ciente da sua justiça, preservando seus princípios na caminhada da vida (v. 9).

• Emoções negativas cegam ao sofredor diante da dor; por isso, suas interpretações sobre si mesmo, sobre seu mundo e sobre Deus são confusas (vs. 4-8); porém, com oração é possível distinguir a falsa sabedoria da verdadeira sabedoria, mesmo quando se anela entender muito mais (vs. 10-12).

Jó é exemplo de pessoas transparentes na oração. Em sua época, a revelação da Bíblia estava no alvorecer, ele ansiava pela esperança que nós temos. Apesar do desespero em que se encontrava, a sepultura foi seu estímulo para procurar esperança!

Substitua poesias de morte por profecias de vida: Valorize a esperança depositada por Jesus em nosso coração!

Não temos muito que esperar deste mundo, esperemos em Deus! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis