Translate

segunda-feira, 4 de julho de 2016

I Crônicas 21 Comentários do Pr. Heber Toth Armí

I Crônicas 21
Comentários do Pr. Heber Toth Armí

Pecado é mais do que transgressão da lei. Que lei Davi transgrediu em I Crônicas 21? Não há evidências de que ele tenha desobedecido a lei moral ou cerimonial. Diz o teólogo apóstolo Paulo em Romanos 14:23 "Tudo o que não provêm de fé é pecado". O fato de Davi fazer a contagem de Israel, algo sem malícia, constituiu pecado por não ter sido uma influência divina, não se originou da fé, mas da própria justiça, a qual é como trapo de imundícia (Is. 64:6). Além de Joabe ter-lhe alertado, houve uma insistência própria de Davi. Ele tomou a decisão sem consultar a Deus - independente de Deus, conforme lhe pareceu bem. Assim, pecado não é só praticar o mal, é qualquer coisa que se faz sem consultar e sem depender de Deus. Quando assumimos o controle da vida por conta própria, deixamos Deus de lado, nos afastamos dEle. 

Então, é assim que pecado é mais que transgressão da lei: é o afastamento de Deus mesmo fazendo coisas que não ferem a moral e nem os princípios divinos. Tudo o que eu fizer sem estar conectado com Deus, através de Cristo, sob a influência do Espírito Santo, constitui pecado perante Deus. Por que? Porque pecado é mais do que transgressão da lei, é a dependência do EU. Portanto, analise comigo: Quanto das 24 horas de ontem você dependeu de Deus? O que você precisa mudar agora para que hoje não te afastes nenhum instante dEle? A Bíblia diz para orar sem cessar (I Tes. 4:17), em todo o tempo (Ef. 6:18). Estás disposto(a)?

A função de Satanás é provocar as pessoas influenciando-as ao pecado para causar a maior desgraça na vida humana, inclusive de terceiros (I Crônicas 21). Satanás induz as pessoas a tomarem decisões à parte de Deus, decisões aparentemente inofensivas (vs. 1-2). Mesmo assim, Deus sempre tem alguém para alertar quanto ao erro, protestando contra atitudes individualistas e egoístas (vs. 3-6). Quando se ignora tal alerta, Deus se decepciona com a atitude independente (v. 7). Interessante que Deus dá oportunidade a Davi de reconhecer seu erro, e ele se arrepende; esta é uma qualidade admirável que devemos aprender. O pecador deve suplicar, implorar pelo perdão diretamente a Deus, porém Deus mostra que todo erro, por menor que seja, tem terríveis consequências a qual nunca deve questioná-las, mas reconhecê-las (vs. 8-13).

 Aí Deus concede o perdão e limita as consequências da independência do pecador (vs. 15-17). É preciso olhar ao sacrifício de Cristo para que a praga do pecado cesse não só em nossa vida, mas também na vida das pessoas que estão próximas. Temos muito que aprender deste capítulo: como seria bom se reconhecêssemos que pecado não é só não fazer as coisas erradas, mas também é depender de nós mesmos para fazer o que parece certo! Quão bom seria se, ao vermos as consequências do pecado tomássemos a atitude certa imediatamente a fim de impedir que as tragédias do pecado se alastre na sociedade! Eu aprendi muito hoje e você?

Cuidado com o orgulho! O cerne da contagem do povo de Israel por Davi valorizava o potencial militar da nação, o qual tornou-se motivo de orgulho depois de tantas vitórias registradas nos capítulos anteriores. Foi Satanás quem induziu este sentimento. O orgulho surgiu com ele no Céu vindo a tirá-lo de lá vindo aqui para a terra onde encontrou espaço através da tentação proposta a Eva. Satanás é o verdadeiro agente maligno que se aproveitou do orgulho de Davi para seu mal. 

O cronista aqui reinterpretou, clareou e explicou a permissão divina registrada em II Samuel 24:1, como um evento no qual Satanás arranja espaço para agir e tentar os seres humanos. Até então o conceito de Satanás não era muito claro para as pessoas, tanto é que só em Jó 1 e 2, I Crônicas 21 e Zacarias 3 que se fala abertamente sobre ele. No Antigo Testamento ele é mais como um promotor público celestial do que um grande inimigo de Deus e dos homens. 

No Novo Testamento já ficou mais evidente quem ele é, pois agiu mais intensamente na vida das pessoas e contra Jesus, o Filho de Deus. Enfim, seguindo esta sequência, Mark I. Bubeck disse que "as atividades ofensivas e patentes de Satanás e dos demônios serão muito mais acentuadas à medida que se aproxima a hora final" (Ap. 12:12). Por isso, devemos depender de Deus mais do que nunca para vencer! Deus quer nos dar a vitória por meio do sangue de Cristo, clame por ele (Ap. 12:11).
/Heber Toth Armí / #rpsp #rbhw #ebiblico-



Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis