Translate

sábado, 31 de dezembro de 2016

SALMO 61 Comentários Pr Heber Toth Armí

SALMO 61
Comentários Pr Heber Toth Armí

Uma existência sem compromisso com Deus será marcada por medos, insegurança e angústias, pois Deus é Refúgio, Fortaleza e Torre forte. Em Deus, os foragidos do pecado se tornam Seus refugiados.

Deus...

• ...é Rei de reis, soberano do Universo;
• ...faz o que nenhum rei consegue fazer;
• ...oferece o que nenhum outro rei pode oferecer; e,
• ...cumpre o que rei algum pode cumprir.

O relacionamento com Deus satisfaz o coração, acalma nossos medos e nos dá certeza de que estamos seguros quando tudo parece ruir.

• Os que clamam em oração a Deus com coração abatido encontrarão uma Rocha Alta, Refúgio, Torre Forte (vs. 1-3).
• Consequentemente, desejarão estar sempre presente na presença desse Deus, onde encontrarão abrigo, um esconderijo do mal (vs. 4-6).
• Finalmente, um compromisso sério marcará o relacionamento com esse Deus por quererem permanecer sempre com Ele, louvando-O por ser quem Ele é (vs. 7-8).

Só faz compromisso sério, com votos e aliança, aqueles que conhecem e amam de verdade. Assim é o casamento; assim, também, é o relacionamento com Deus.

Como a noiva espera de seu noivo, no dia do casamento, proteção, segurança e habitação, a igreja, a noiva de Cristo, tem a promessa de proteção, segurança e habitação, do Noivo que nunca falhou em nenhuma de Suas promessas.

A intimidade com Deus não é um evento, nem deve acontecer em um momento do ano, do mês ou da semana, nem mesmo em uma hora do dia. Deve ser um estilo de vida, que acontece o tempo inteiro, ininterruptamente. Possível apenas mediante a oração incessante!

Antes de habitar com Deus no Céu é necessário habitar com Ele na Terra. Antes de desejar o Céu é necessário desejar o Deus do Céu.

Oração é feita na terra, ouvida no Céu, e executada na Terra; assim, ela é um ato humano com ações dividas.

Estar na casa/santuário/presença de Deus deve ser o desejo de cada pessoa que anseia por paz em meio aos problemas da existência. Estar junto a Deus é o melhor lugar onde alguém pode estar neste mundo de oposição, injustiça e perversão.

Na presença de Deus adquirimos força, poder e segurança para avançar com fé e determinação sem retroceder.

Não há nada mais satisfatório que receber respostas de nossas orações! – Heber Toth Armí #rpsp #ebiblico #rbhw

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

SALMO 60 Comentários Pr Heber Toth Armí

SALMO 60
Comentários Pr Heber Toth Armí

Há provações que os servos de Deus passam que os deixam desanimados e angustiados. Há dores e aflições que parecem fazer mais mal do que bem – assim como um filho está sendo disciplinado pelo pai e não entende naquele momento.

Se em tua vida existe lamentação, não sentes Deus agir diretamente... se em tua igreja a situação está complicada, as pessoas estão espalhando-se... parece que Deus ausentando-Se... Atenção: Está na hora de substituir a negligência à oração pela insistência nela.

O desafio de empreender uma guerra para estabelecer domínio político visando defender o estado de Israel era grande na Mesopotâmia. Para piorar a situação bélica em que Davi se encontrava, edomitas atacaram Israel vendo seu exército exausto de tanto guerrear (II Samuel 8; I Crônicas 18). Nessa situação Davi escreveu o Salmo em questão; no qual meditemos:

1. Precisamos, como Davi, mesmo em face às intensas provas da vida secular, confiar plenamente em Deus, até mesmo ou principalmente em épocas de grandes ameaças e conflitos devastadores.

2. Precisamos, como Davi, fazer uma auto avaliação, uma profunda e sincera reflexão, a fim de reorientar nosso angustiado coração quando em estado de terrível aflição:

a) “Tu nos rejeitaste” (vs. 1, 10);
b) “Tu nos espalhaste” (v. 1);
c) “Tu Te indignaste” (v. 1);
d) “Abalaste a terra, fendeste-a” (v. 2);
e) “Fizeste o Teu povo experimentar reveses” (v. 3);
f) “Nos deste a beber o vinho que atordoa” (v. 3);
g) “Tu não sais, ó Deus, com os nossos exércitos” (v. 10).

3. A ausência de Deus em nossa vida pode ser várias coisas que leva-nos à independência dEle e, consequente afastamo-nos dEle. A oração é um meio de reconciliação e aproximação do Deus que quer sempre nosso bem.

• Não é bom afastar-se de Deus e viver distante de Sua gloriosa presença!

4. Oração que aproxima de Deus o coração aflito certamente desejará restauração da situação difícil:

a) “Ó Deus... restabelece-nos” (v. 1).
b) “Repara as brechas da terra, pois ela ameaça ruir” (v. 2);
c) “Salva com Tua destra e responde-nos” (v. 5);
d) “Presta-nos auxílio na angústia” (v. 11).

Após restabelecer a comunhão com Deus, qualquer pessoa pode declarar as verdades dos versículos 4, 11-12. Releia-os! Então, reavivemo-nos: “Em Deus faremos proezas!” – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

SALMO 59 Comentários Pr Heber Toth Armí

SALMO 59
Comentários Pr Heber Toth Armí

Imagine a cena: O sogro não gosta do genro. O genro nunca fez nada de mal ao sogro, contudo o sogro quer a sua morte. O genro fez apenas o bem, mas não colheu o bem em seu relacionamento com o sogro. Pelo contrário, o bem resultou em mal.

Essa história não aconteceu na favela ou periferia com pessoas sem culturas como se vê em alguns programas de TV. Esta baixaria está na Bíblia com pessoas da alta sociedade. Tratava-se da monarquia do povo escolhido por Deus. O rei Saul odiava mortalmente seu genro Davi.

O Salmo em apreço, segundo o Comentário Bíblico Adventista, refere-se a “um clamor pelo livramento de um grande perigo, e termina com uma repentina e dramática mudança para o engrandecimento por este livramento, que o salmista está certo de que virá”; em seguida, apresenta duas partes principais do Salmo:

• Rogo pelo livramento (vs. 1-10);
• Pedido de punição aos inimigos (vs. 11-17).

As paranoias de Saul o levaram a ver seu amigo e genro como inimigo. O que fazer quando até o rei e/ou parentes, líderes do povo de Deus, conspiram contra aqueles que servem sincera e verdadeiramente a Deus?

“O salmo concentra-se no Senhor, o Libertador (vv. 1-9) e Juiz (vv. 10-17). Observe a ‘declaração de fé’ que Davi repete nos versículos 9 e 17. Davi esperou e observou, enquanto Deus operava, e, então, cantou louvores ao Senhor por suas misericórdias”, destaca Warren W. Wiersbe.

Agora, imagina alguém injustiçado, que foi mal interpretado, sofrendo injustiças e maus tratos por ser julgado culpado de qualquer coisa. Mentalize essa pessoa em angústia, torturada, chorando, desesperada; contudo, sem forças, ainda consegue orar ao Senhor.

Ao passar várias horas refletindo no caráter de Deus, na intervenção dEle em assuntos aqui do mundo e em Sua bondade de atender as súplicas dos que O buscam, imagina essa pessoa levantando-se, encontrando vigor no fervor, forças na fraqueza e esperança em meio ao desespero... Que benção!

• A oração pode não mudar a situação, mas muda a condição do coração, ergue aqueles que estão no chão e põe um cântico no coração aflito.

Depois de imaginar e refletir, pense em como seria tua vida se fosse totalmente consagrada à comunhão com Deus pela oração... Reavivemo-nos! – Heber Toth Armi #rpsp #rbhw #ebiblico

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

SALMO 58 Comentários Pr Heber Toth Armí

SALMO 58
Comentários Pr Heber Toth Armí

Há um Deus no Céu que conhece o coração e as ações de todos; conhece a bondade e a maldade, a justiça e a injustiça, o bem e o mal...

Além disso, os grandes e soberanos na Terra que pensam que não serão pegos, ou por estarem na ponta da liderança nacional ou mundial, ninguém fará nada diante de suas corrupções e perversidades, é bom observar que o Salmo em questão aborda esse assunto.

1. O maioral da política nacional ou mundial precisa saber que existe um Juiz Universal que fará justiça sobre toda injustiça cometida por quem quer que seja.
2. Os presidentes de todo órgão governamental, de sistemas administrativos mundiais ou redes institucionais ou empresariais precisam saber que há um Deus que preza pela moral da humanidade e pedirá contas de todas as tramoias e esquemas fraudulentos praticados.
3. Os multimilionários, os democratas e líderes da economia mundial, e também os donos de empresas de tráfico de crianças, adolescentes, mulheres e homens, sem se esquecer dos líderes truculentos do império das drogas... todos precisam saber que terão de prestar contas diante do santo e justo Juiz do Universo.

Oficiais de justiça, Juiz de direito, empresários, bancários, etc. todos os poderosos do mundo terão de responder por seus atos. Ninguém está livre disso. Manipular a justiça, subornar ou aceitar suborno, fazer acepção de pessoas, corromper-se, praticar imoralidades, explorar os mais simples, liderar a igreja indiferente aos princípios bíblicos, etc. será investigado no grande tribunal celestial.

Saul havia colocado bajuladores que satisfaziam seus caprichos corruptos em cargos de autoridade na administração política do povo de Deus. A corrupção corria solta, o desprezo à legislação divina estava em alta e a moralidade em baixa. Nesse contexto que Davi escreve este Salmo, o qual Warren W. Wiersbe o separa em três partes:

• Acusação – o desrespeito às leis (vs. 1-5);
• Condenação – o desrespeito às leis é punido (vs. 6-8);
• Justificação – a retidão é louvada (vs. 9-11).

Aqueles que, agora “suspiram e gemem, por causa de todas as abominações” (Ezequiel 9:4), logo se alegrarão quando Deus fizer justiça (Mateus 5:6). As imprecações que revelam insatisfação e incapacidade de fazer alguma coisa, são orações que serão atendidas trazendo satisfação ao coração!

Logo, Deus trará tudo a limpo! – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

SALMO 57 Comentários Pr. Heber Toth Armí

SALMO 57
Comentários Pr. Heber Toth Armí

Dificuldades surgem para pessoas boas. Problemas e ameaças incomodam os justos. Tem desafios que enfrentamos simplesmente por fazer a coisa certa. O brilho dos justos incomoda àqueles que preferem as trevas do pecado. Davi e Jesus sofreram inocentemente.

Neste Salmo, “Davi clama por libertação quando o rei [Saul] procurava tirar sua vida” (Bíblia Andrews). Embora Davi só havia feito o bem ao rei, este só queria o mal daquele; contudo, Davi ao clamar a Deus, o faz baseando-se na misericórdia divina, não em algum mérito humano.

“O Salmista não exige livramento, como se tivesse direito de esperá-lo. Pede-o como uma demonstração da misericórdia de Deus, uma bênção imerecida, resultante de Sua bondade. Sem fazer caso do ambiente abafado e escuro onde se encontra, considera-se protegido à sombra das [...] asas de Deus, como um pintinho aninhado sob as asas da galinha. Ali permanecerá até que passem as tempestades da vida. Desse lugar privilegiado de proximidade consciente, ele clama ao Deus Altíssimo, confiando de que nada nem ninguém podem impedir o Senhor de realizar Seus propósitos para a vida de Seu povo. Quando a resposta vier dos céus, constituirá livramento para o coração confiante e desonra para aqueles que o oprimem. Será uma demonstração inesquecível da segurança e do amor de Deus” (William MacDonald).

1. A intimidade com Deus gera tranquilidade no coração ao travar uma conversa com o bondoso e poderoso Altíssimo através da oração: “Da sua morada no céu, Ele dá ordens e me salva, humilham aos que me agridem. Deus ama generosamente e confirma Sua palavra” (vs. 1-3).
2. Quem conhece a Deus sabe que pode tirar os olhos dos que devoram com sua língua e ameaças de morte, para fixar no Deus que desarma as armadilhas dos perversos (vs. 4-6).
3. Um coração escondido em Deus levará o indivíduo a cantar, louvar, exaltar e glorificar ao Salvador apesar do “furacão”, “dos leões”, das “flechas” e “armadilhas” (vs. 7-11).

“A oração por auxílio muda o coração do salmista, levando-o do desespero à confiança exultante. Rodeado de pessoas de violência selvagem (57.4), ele pode cantar com alegria a Deus (57.8-9)” (Duane A. Garrett).

A oração tira nossos olhos dos problemas para fixá-los em Deus, nossa salvação! Então, consagremo-nos à oração! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí #rpsp #ebiblico #rbhw

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

SALMO 56 Comentários Pr Heber Toth Armí

SALMO 56
Comentários Pr Heber Toth Armí

Às vezes precisamos clamar veementemente em prol de socorro devido à opressão de inimigos. Quando a voz, as ações, as iniquidades e o furor destes inimigos nos ameaçam precisamos pedir a intervenção de Deus intensamente.

Ao recorrer a Deus em oração é necessário ser transparente e abrir-Lhe totalmente o coração, expressar a dor, medo de morrer, angústias; contar da vontade de fugir, de descansar e de sumir da situação de confusão e destruição.

Davi foi procurado e perseguido de todos os lados; a tal ponto de ter de escolher entre que tipos de inimigos seria melhor esconder-se. Tristemente, ele teve de optar por ficar entre inimigos de fora do povo de Deus, pois os inimigos dentre o povo de Deus eram piores que os de fora (I Samuel 21).

Davi superou tal perseguição, e deixou-nos o segredo para lidar com oposições medonhas. Observe o Salmo em apreço com atenção e oração. Depois reflita:

• Diante dos que querem devorar nossa alma, dos que oprimem o coração do justo, dos que humilham e combatem contra os fieis é preciso colocar a confiança na misericórdia de um Deus que nos dá esperança através de Sua Palavra (vs. 1-4);
• Os maus são persistentes, tentam manchar a reputação dos servos de Deus e buscam aliados para tramar seus ataques traiçoeiros, criam oportunidades ou as inventam. Diante destas situações, peça a intervenção direta de Deus em oração (vs. 5-7).
• Ainda que os sensíveis servos de Deus perdem o sono e derramam muitas lágrimas por causa dos opositores, os justos sofredores sabem que Deus está atento a cada uma de suas lágrimas e cada sono roubado. Coitado dos opressores (vs. 8-9).
• Apesar das situações opressoras pelas ações de opositores e rebeldes revoltados contra os servos de Deus, estes humildes crentes encontram satisfação em Deus e depositam toda sua confiança nEle: “O que podem fazer comigo os simples mortais?” (vs. 10-11).
• As libertadoras ações de Deus geram fidelidade nos salvos e, gratidão inunda o coração dos perseguidos, pois Deus ilumina os seus caminhos (vs. 12-13).

O Deus que liberta dos inimigos é o Deus que guia no caminho aos Seus amigos. Vale a pena andar diariamente e intimamente com Deus. Com Ele a vida é um milagre todos os dias! – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico

domingo, 25 de dezembro de 2016

SALMO 55 Comentários Pr Heber Toth Armí Meditações

SALMO 55

Comentários Pr Heber Toth Armí Meditações

O quê fazer quando somos cercados por inimigos? Como agir quando um dos nossos melhores amigos se torna nosso pior inimigo? Como lidar com pessoas de nossa mesma igreja que nos perseguem?

Davi lidou com tudo isso nesse Salmo, sem fazer justiça com as próprias mãos. Temos muito que aprender e aplicar em nossa vida.

• Em meio à aflição devido a relacionamentos difíceis, o melhor caminho é recorrer a Deus em oração (vs. 1-3).
• Diante de fortes ameaças inclusive de morte, é sábio depositar todo medo, angústia e dor aos pés do Deus que atente, socorre e abriga aos aflitos (vs. 4-8).
• Como o juízo divino trará absolvição aos justos e condenação aos ímpios, os servos de Deus anseiam urgentemente pela vinda do juízo universal (vs. 9-11).
• Quando um amigo íntimo que nos conhece bem se levanta contra nós devemos entregá-lo a Deus em oração, tal atitude é bem melhor e mais nobre do que tentar vingança com as próprias mãos (vs. 12-13).
• Às vezes, inimigos surgem de dentro da casa de Deus, de crentes que mantínhamos comunhão – consequentemente devemos orar pelo juízo que começará pela casa de Deus (vs. 14-15); ver I Pedro 4:17).
• Colocar-se nas mãos de Deus, entregar-se sem reservas e depender totalmente de Seu poder para defender-nos nos dá tranquilidade e confiança mesmo em meio a um campo minado de inimigos declarados e disfarçados (vs. 16-21).
• Quando Deus executar Seu juízo os que confiaram e se refugiaram nEle serão protegidos e absolvidos, por outro lado, os fraudulentos e violentos serão condenados (vs. 22-23).

Voz maldosa que ameaça, olhar perverso e cheio de ódio e, línguas que ferem com calúnias podem até intimidar os humildes servos de Deus, mas jamais ao Deus destes pequeninos.

Aqueles que perturbam aos súditos do reino de Deus terão que enfrentar ao Deus que é justo Juiz e está atento a tudo. Jesus toma as dores dos sofredores (Lucas 17:1-2; Mateus 18:6-9). Tenho pena daqueles que creram que, “os que saem da igreja por causa das pessoas nunca entraram lá por causa de Jesus” e com suas atitudes afastaram aos humildes filhinhos de Deus.

O ponto positivo deste salmo é que humildes perante Deus serão protegidos! Os salvos serão absolvidos. Portanto, oremos: “Senhor, reaviva-nos” – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico

sábado, 24 de dezembro de 2016

Salmo 54 Comentários Pr Heber Toth Armí Meditações

SALMO 54
Comentários Pr Heber Toth Armí

Este Salmo apresenta-nos dois tipos de indivíduos: Os que vivem na presença de Deus; e, os que vivem distantes dEle.

Leia o salmo, depois reflita:

• Os que buscam a Deus anseiam pela salvação, mas os que O ignoram vivem no caminho da perdição.

• Os que recorrem a Deus anseiam por Sua justiça neste mundo injusto, os que O desprezam são responsáveis por propagar injustiças.

• Os que exaltam a Deus e O adoram de coração esperam que Ele faça justiça aos perversos, mas quem não quer compromisso com Deus, fará o mal liberalmente.

• Os amigos de Deus devem saber que terão inimigos, não por fazerem algo para prejudicar ou provocar alguém, mas porque inimigos de Deus não gostam dos amigos de Deus.

• Os que oram, adoram e louvam a Deus são pessoas do bem, não fazem justiças contra os injustos com as próprias mãos; em contrapartida, os ímpios apreciam as imoralidades praticadas, eles mesmos fazem “justiça” contra quem eles alegam que os prejudicou, pagando mal com mal.

• Os que têm familiaridade com Deus clamam por ajuda através da oração, os que têm familiaridade com o pecado são causadores de confusão.

• Os amigos do mal são a razão do sofrimento dos amigos do bem; a única solução é esperar que Deus livre de todas as tribulações e faça alguma coisa aos que amam viver distantes dEle; somente assim haverá harmonia e felicidade na sociedade, no mundo e no Universo inteiro.

Este lamento de Davi foi proferido quando ele fugia de Saul (I Samuel 23:19-23; 26:1-25). E pode ser dividido em três partes:

1. Prece dirigida a Deus em meio à perseguição (vs. 1-3);
2. Convicção de que Deus age em prol dos que O buscam sinceramente (vs. 4-5);
3. Expressão de gratidão pela bondade do Deus que age para nossa salvação (vs. 6-7).

Saul e Davi pertenciam ao povo de Deus; porém, a diferença entre eles estava na intimidade com Deus. Portanto, reflita:

• Você anda com Deus?
• Você reflete o caráter divino?
• Tua vida revela o quê?

Diga-me que andas com Deus que te direi quem és! Em outras palavras, se você diz que anda com Deus e tuas atitudes não condizem com a transformação resultante de tal intimidade, duvidarei de você.

“Senhor, reviva-nos!” – Heber Toth Armí #rpsp #ebiblico #rbhw

Salmos 53 Pr Heber Toth Armí

SALMO 53 –
Comentários Pr Heber Toth Armí

Vamos repensar nossas atitudes antes que comece um novo ano; pois, atitudes velhas geralmente nos prejudicam e prejudicam aos outros,  roubando a paz do ambiente em que vivemos.

O Salmo em tela tem muitas verdades que confrontam nosso conformismo familiar, social e até eclesiástico. Observe cada uma de suas linhas com atenção e oração; depois, parta para as mudanças necessárias para que tua vida seja cada vez melhor:

• Os insensíveis a Deus e ao trabalho do Espírito Santo, que confiam em seu orgulho e arrogância, criam suas próprias práticas, tentam fazer o bem trilhando pelo caminho do mal, inventam e creem em suas próprias teorias estranhas, desprezam Deus e Seus puros e sábios ensinamentos (v. 1).
• O interesse de Deus por algum tipo de interesse humano pelas coisas espirituais é retratado num olhar atento do Céu para a Terra; porém, a constatação divina é que “todos se extraviaram e juntamente se corromperam; não há quem faça o bem, não há nem sequer um” (vs. 2-3).
• Os que não invocam a Deus são impostores; devoram o povo de Deus com suas críticas mordazes, opressão e perseguição humilhante; são obreiros da iniquidade, escravos do pecado, agentes do diabo; andam estressados e sem tempo para orar, pois acham que há coisas mais importantes que buscar a Deus (v. 4).
• Quem não tem tempo para Deus vive perdendo tempo. Vem ano e passam anos, mas as coisas ficam no mesmo caos simplesmente porque não há interesse pelo Deus que livra, liberta, protege, acolhe em dias críticos... (v. 5).
• Aqueles que confiantemente esperam em Deus vivem motivados, mesmo quando a situação está deplorável. Com olhos da fé enxergam no futuro o que ninguém mais vê: Um tempo em que Deus irá restaurar todo o planeta e o mal será eliminado para sempre trazendo alegria indescritível ao coração dos salvos (v. 6).

O tempo do fim se aproxima, o interesse pelas coisas de Deus despenca velozmente. Por conseguinte, uma noite de pesadelos e densas trevas espirituais assombrará a justos e ímpios. O resultado, é que os justos atravessarão vitoriosos estes desafios, mas os ímpios apavorados não os suportarão (ver Apocalipse 6:12-7:1-3).

Não podemos vencer fazendo de conta que Deus não vê, ou que Ele não existe. Ele vê! – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

SALMO 52 – Comentários Pr Heber Toth Armí

SALMO 52 –
Comentários Pr Heber Toth Armí

Davi, inspirado pelo Espírito Santo, escreveu esta reflexão que deve levar qualquer leitor a repensar suas atitudes. Aos que se orgulham da maldade que praticam, que se acham ágeis para explorar o próximo, que usam suas habilidades para causar problemas... devem meditar atenciosamente:

• Pecadores têm seu obcecado prazer no poder e na maldade, não na nobre bondade de Deus (v. 1).
• A língua dos que não têm satisfação em Deus e Seu caráter tem prazer em falar para ferir, enganar e humilhar, em vez de edificar com suas palavras (vs. 2-4).
• Estes pecadores que desprezam ao próximo serão desprezados por Deus, aliás, o texto diz que Deus os destruirá, serão arrancados de sua casa e extirpados da terra dos viventes – não viverá eternamente num inferno borbulhante (v. 5).
• A justiça divina sobre os perversos injustos, arrogantes e estúpidos pecadores, trará satisfação ao coração daqueles que são injustiçados (v. 6).
• Aqueles que confiam em seus bens, nas obras das próprias mãos, e na imponência de seus atos perversos, ainda que se orgulhem, logo perceberão que a única fortaleza segura é Deus (v. 7).
• Conhecer o caráter de Deus gera confiança, essa confiança deve gerar compromisso, o qual resulta em adoração e esperança de salvação eterna (vs. 8-9).

A vaidade humana impede muita gente sair da estrada de perdição para entrar pelo caminho da salvação. O orgulho do coração é o maior obstáculo para fazer compromisso sério com o Soberano do Universo; pois, a humildade é essencial para dar o primeiro passo para tal compromisso.

O pano de fundo deste Salmo é quando Doegue, servo de Saul, que tentou promover-se pisando na verdade e esmagando a justiça, usou sua língua para divulgar a visita que Davi fizera a Abimeleque, o sacerdote. Ele espiou, fugiu e dedurou Davi para Saul querendo a desgraça do servo de Deus, depois executou um massacre crudelíssimo (ver I Samuel 21:1-9; 22:6-19).

Reflita: Enquanto os...

• ...caluniadores serão arrancados e extirpados, os que humildemente se refugiam em Deus serão preservados.
• ...que se apegam a estratégias fraudulentas para subir na vida cavam sua própria sepultura, os que se apegam a Deus terão estrutura para lidar com as injustiças e obter vitórias.

Enfim, aqueles que tentam alcançar sucesso prejudicando ao próximo serão condenados! – Heber Toth Armí #rpsp #ebiblico #rbhw

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

SALMO 51 – Comentários Pr Heber Toth Armí

SALMO 51 –
Comentários Pr Heber Toth Armí

Há pessoas apodrecendo no pecado, agarradas nos braços do diabo, aliadas às tramoias dos demônios, usando máscaras de sorrisos; estão definhando, carregando peso de amargura e fardos de tristezas.

Neste salmo, “talvez o que mais se destaca é a atrocidade do pecado; o autor não pode descansar até que seja perdoado”, comenta Roland E. Morphy.

Após diversos pecados cometidos, Davi foi confrontado pelo profeta do Senhor; então, humildemente, expôs profundos sentimentos do coração. “Plenamente convencido do pecado, Davi deixa as palavras de penitência jorrarem de seu coração quebrantado e contrito” observa William MacDonald.

Desta forma, este Salmo “é uma oração por perdão e por santificação por meio do Espírito Santo. Votos de gratidão pelas misericórdias de Deus e promessas para o futuro acompanham a petição. Talvez nenhuma outra passagem do AT descreva com tanta clareza o genuíno pecador arrependido que confia no poder de Deus para perdoar e restaurar como este relato da experiência de Davi” (Francis D. Nichol).

Portanto, “esse Salmo é uma escada que começa em um poço horrível, de lama suja e vai até as alturas de ensolarada alegria, onde brota o cântico do pecador arrependido e perdoado. Aí está o gemido da ovelha perdida toda arranhada de espinhos, perseguida por cães selvagens, lançada no pantanal, mas que o pastor achou e, jubiloso, levou para casa. Esse caminho já foi trilhado por miríades de arrependidos” (F. B. Meyer).

Agora, observe atentamente e com oração alguns pontos importantes do Salmo:

1. A maneira correta de lidar com o pecado é: Encará-lo, confessá-lo para, então, ser perdoado.
2. O perdão é real e traz alegria e paz ao culpado que expressa confissão sem fingimento e exprime um quebrantamento genuíno.
3. Usar máscaras para encobrir pecados é sofrer calado sabendo que há um caminho para a libertação dessa escravidão e sofrimento angustiante.
4. Pecar contra pessoas é rebelar-se e atacar a Deus, é fazer o mal perante os olhos divinos. Contudo, em Deus existe plena restauração e satisfação.

Precisamos apelar à misericórdia divina (vs. 1-2), reconhecer que pecados atingem a Deus (vs. 3-4), confessar e pedir perdão (vs. 5-13), para, então, fazer votos de louvor (vs. 14-15), rever os conceitos de adoração (vs. 16-17) e, desejar a restauração do próximo (vs. 19-19) – Heber Toth Armí #rpsp #ebiblico #rbhw

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Salmo 50 Comentários Pr Heber Toth Armí

SALMO 50
Comentários Pr Heber Toth Armí

Este Salmo é importante e relevante para nosso tempo: Entre a introdução – uma descrição de um contexto jurídico (vs. 1-6) –, e, uma conclusão – revelando o objetivo do julgamento (vs. 22-23) –, o poema insere dois pontos que merecem nossa total atenção:

• Uma religião mecânica, sfguperficial, ou ritualística ainda que baseada na Bíblia, sem submissão total a Deus desprovida de adoração genuína, não satisfaz o coração do Soberano do Universo (vs. 7-15);
• Uma vida religiosa apenas de aparência não passa de perfeita formalidade, a qual Cristo a chama de hipocrisia; tal não serve para nada senão para enganar os outros, e também a si mesmo diante do tribunal do Supremo Juiz (vs. 16-21).

Muitos usam carcaça de cristão para esconder a podridão do coração:

• Existem gente que fala de Deus (e da Bíblia) como se fossem amicíssimos, embora nunca tiveram um encontro real (v. 16).

• Há crentes que arrotam santidade sem nunca dar devida atenção a Deus; além de tratar com desdém a Sua Palavra (v. 17).

• Há religiosos que apreciam mais as amizades dos perversos, adúlteros e ladrões do que a dos simples, honestos e puros de coração (v. 18).

• Há “cristãos” que abrem a boca para falar dos outros e prejudicar o próximo com fofocas, calúnias e críticas mordazes quando deveriam aproveitar seu tempo para evangelizar (vs. 19-20).

• Exatamente por existirem muitas pessoas usando máscaras de consagração, carcaça de espiritualidade e casca de cristianismo, que Deus fará um julgamento meticuloso (v. 21).

Jesus não morreu na cruz para criar uma capa para cobrir ou mascarar as imundícias do coração do pecador, mas para salvá-lo totalmente, transformá-lo verdadeiramente e torná-lo um adorar íntegro.

Nenhum sucesso compensa o fracasso espiritual; por outro lado, “por certas coisas vale a pena ser despedido; por outras vale a pena perder a herança; por outras vale a pena ir para a cadeia; e ainda por outras vale a pena fracassar na faculdade” (Erwin W. Lutzer). Só não vale a pena deixar de ser um verdadeiro adorador (v. 23).

Deus deve ser celebrado. Suas ações no mundo devem motivar-nos a louvá-lO com todas as nossas forças. Sua graça em meio à nossa desgraçada vida neste mundo mergulhado no pecado deve impulsionar-nos aos mais altos e finos louvores! – Heber Toth Armí #rpsp #ebiblico #rbhw

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

SALMO 49 – Comentários Pr Heber Toth Armí

SALMO 49 – 
Comentários Pr Heber Toth Armí

As pessoas que bebem do lamaçal deste mundo para satisfazer a sede da alma, jamais sentirão o sabor do manancial celestial refrigerando seu coração.

Este Salmo nos oferece ensinamentos magníficos, dos quais precisamos muitissimamente:

“Um dos grandes enigmas da vida é o fato de os perversos com frequência desfrutarem prosperidade material enquanto os fieis, muitas vezes, são pobres e desfavorecidos. Mas essa não é a história toda. A riqueza na qual os ímpios confiam com tanta devoção os deixará na mão na hora da maior necessidade. Não tem poder para salvá-los da morte nem para evitar que se corrompam na sepultura. Não podem desfrutá-la para sempre, leva-la consigo ou voltar para usufruir dela. Em longo prazo, é insensato confiar no dinheiro, em vez de confiar no Senhor! Essa é a essência do Salmo 49” (William MacDonald).

A vaidade é um dos principais motivos que impedem um verdadeiro e profundo fervor espiritual e um real e elevado compromisso com o soberano Senhor. As riquezas muitas vezes se tornam um dos maiores obstáculos para muitos se renderem plena e genuinamente ao Salvador. Por isso, Satanás parece envaidecer a muitos.

• Ricos e pobres devem dar atenção à filosofia da vida do ponto de vista de um sábio inspirado pelo Espírito Santo, que tem informações que não se encontram em nenhum outro livro – nem pode ser descobertas de nenhuma outra forma (vs. 1-4).

• Orgulhosos e ostentadores precisam saber que não existe nenhum seguro contra a sepultura; os inimigos do bem e da justiça estão a um passo da morte; os violentos, orgulhosos e arrogantes não conseguem libertar-se do terrível fim que lhes espera (vs. 5-9).

• Intelectuais e ignorantes morrem do mesmo jeito, todos se tornam vizinhos no cemitério; a não ser que haja uma busca fervorosa ao Deus que estende Suas poderosas mãos para resgatar acorrentados à morte (vs. 10-15).

• Fama e fortuna podem parecer o máximo, mas nada fazem para mudar o definhamento do indivíduo até a morte. Ricos, orgulhosos, intelectuais e famosos morrem tanto quanto os analfabetos, miseráveis, indigentes e ignorantes (vs. 16-19).

Então, quem realmente aproveita a vida é quem se prepara nesta vida curta para receber a vida eterna que Deus outorga aos que se Lhe submetem integralmente!

O que você acha? – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis