Translate

sábado, 4 de outubro de 2014

Naum 1- Comentários

Lições de Vida
Naum 1
Pr. Heber Toth Armí

A assíria, no século VII a.C., representava toda nação que se opunha a Deus. O profeta Naum, nos revela e esclarece muitos temas teológicos. Enquanto a Assíria causava pavor ao povo de Deus, o próprio Deus preparava a sentença para quem parecia inatingível.

Contudo, como diz Eugene Peterson, “a maneira característica de Deus agir é no silêncio e por meio da oração... Se estamos condicionados a reagir apenas a tudo que faz barulho e a coisas grandes, vamos perder a palavra e a ação de Deus”.

Embora Naum expusesse a realidade vivida pelos pagãos, Peterson garante que sua “finalidade não é fomentar o ódio religioso contra o inimigo, mas dizer: ‘Não admirem esses inimigos nem se sintam intimidados por eles. Eles serão julgados pelos mesmos padrões que nós’”. Desta forma, não há como fugir da sua mensagem, ela nos adverte tanto quanto advertiu aos assírios do passado.

O primeiro capítulo pode ser dividido em duas partes:
1. Revelação do Juiz e do juízo (vs. 1-7): Deus é o juiz, com Ele não se brinca. Ele é justo e vinga com justiça. A Sua justiça fundamenta-se em Sua paciência; Sua paciência, porém, não anula Seu poder. Entretanto, aos que O buscam, em qualquer situação, encontrará refúgio em Sua presença. A única forma de sermos absolvidos no dia do juízo é aliando-se ao Juiz: Deus!

2. Revelação do julgamento celestial (vs. 8-15): Cidades opulentas, aparentemente invencíveis, que se orgulham de sua política e filosofia contrárias aos princípios do Céu traçados na Bíblia; nações opressoras, que exploram os bons... no dia do juízo todas pagarão por tudo o que fizeram e deixaram de fazer. É a intervenção divina para libertar os inocentes.

Em relação ao primeiro capítulo, William MacDonald comenta que “o texto afirma que Deus é zeloso, vingador e cheio de ira, mas também tardio em irar-se e grande em poder [...] O zelo do senhor é o zelo bom e justo de um marido pela esposa a quem ama, não um zelo que inveja a felicidade dos outros”.

Observe o versículo sete:
“O Senhor é bom, um lugar de refúgio em tempos difíceis. Ele reconhece e recebe qualquer um que busca ajuda, não importa o tamanho do problema” (AM). Heber Toth Armí

Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
Curta e compartilhe:

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis