Translate

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Joel 1 Comentários de Martin Klingbeil


Joel 1
Comentários  de  Martin Klingbeil

O nome Joel (“O Senhor é Deus”) reflete o caráter imutável de Deus e Sua intervenção maravilhosa tanto na história quanto nos eventos dos últimos dias.

A partir de um histórico “Dia do Senhor” que o antigo Israel experimentara através de um desastre natural de uma invasão de gafanhotos (Joel 1), Joel muda para um “Dia do Senhor” profético (Joel 2), que se materializou na forma de um exército invasor estrangeiro (possivelmente as forças babilônicas que invadiram Judá antes do Exílio). Então, ele termina seu pequeno livro com uma visão profética sobre o tempo do fim (“o Dia do Senhor”) e os eventos finais que o acompanham (capítulo 2 e 3).

O livro de Joel é uma obra-prima da poesia hebraica em que o habilidoso uso da linguagem e suas vívidas figuras são empregados. As mensagens do profeta aparecem na forma de sermões dirigidos a todo Israel. Ele chama a atenção para as calamidades que Deus enviou para lembrar Seu povo da necessidade de uma reforma completa.

As expressões utilizadas na tradução da Bíblia Hebraica moderna (Tanakh) descrevem vividamente essa necessidade: “Escutem isto, ó anciãos! Ouçam, todos os habitantes da terra! Tem algo como isto ocorrido em vossos dias, ou nos dias de vossos pais? Contem aos seus filhos sobre o assunto. Os sacerdotes devem lamentar. O país é violentado. Convoquem uma reunião e clamem ao Senhor. Porque o dia do SENHOR está perto” (vv. 2 e 3).

Considerando-se que Joel também tem em mente os acontecimentos dos últimos dias, assistimos os desastres naturais se tornarem parte constante das notícias mundiais diárias. De deslizamentos de terra na Bolívia e no Burundi a terremotos no Chile e na China, vemos nos noticiários da TV em nossas salas de estar as longas caminhadas de pessoas que perderam suas casas caminhando em busca de um novo lugar de habitação, através das devastadas paisagens do nosso velho planeta. 

Quando acontecerem catástrofes perto de nós ou mesmo conosco, que possamos olhar ao redor e afirmar que Deus continua no controle. Que possamos ver nestes sinais evidências de que a vinda de Cristo está próxima (Lucas 21:28) e isto nos traga consolo e esperança!

Martin Klingbeil, Ph.D.
Professor de Estudos Bíblicos e Arqueologia
Southern Adventist University


http://www.palavraeficaz.com/
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis