Translate

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Amós 7-Comentários

Lições de Vida
 Amós 7
Comentários: Pr. Heber Toth Armí

Tem gente que não gosta da verdade nua e crua, nem mesmo vinda de Deus com amor visando salvação. Mesmo assim, Deus mostra-se misericordioso, desviando Seu juízo; porém, não ouse falar contra o servo do Senhor. Não seja corajoso para criticar ninguém, muito menos enviados de Deus para te advertir. É perigoso!

Claro que pastores indignos do cargo abusam desse argumento para continuar em suas práticas libertinas, anti-bíblicas. Estes sofrerão mais que aqueles que falam mal e criticam aos verdadeiros servos do Senhor. São agentes do diabo, lobos devoradores, enganadores que desviam pessoas do caminho do Céu – vão pagar caro por isso!

Neste capítulo Deus nos dá três visões por meio de Amós:
1. Dos gafanhotos (vs. 1-3): Sem oração, nenhuma pregação tem poder. Não adiante ser um terremoto assustador no sermão, se este não for regado de oração e intercessão. Os gafanhotos indicam o juízo de Deus contra um povo sem juízo; mas, o profeta clamou a Deus por intervenção graciosa. Deus cancelou a destruição!

2. Do fogo (vs. 4-6): O fogo é instrumento da justa e santa ira de Deus contra a paixão do Seu povo pelo pecado. O fogo causa destruição total. Preocupado, empático e compassivo, o profeta suplica que Deus não envie o fogo. Deus atendeu prontamente. O bom pregador é aquele que intercede pelo miserável pecador.

3. Do prumo (vs.7-9): Deus investiga, observa, analisa – esquadrinha Seu povo medindo Seu caráter, a fim de destruir os pontos críticos onde o pecado é praticado. A bondade de Deus nunca anula a Sua justiça, nem a intercessão destrói Sua aversão pelo pecado.

Diante de um intercessor compassivo, comprometido com a salvação dos condenados pelos pecados, os religiosos “meia boca”, superficiais e destituídos de relacionamento com Deus, acusam, criticam e atacam aos enviados de Deus (vs. 10-17). Falta-lhes visão/discernimento espiritual:

1. O crítico faz uma avaliação falsa do pregador e de sua mensagem;
2. O crítico chega a conclusões erradas das pregações que ouve;
3. O crítico tem coragem de repreender e quer que vá embora o servo de Deus.

Assim, ele causa a própria desgraça (v. 17). ATENÇÃO: Custa caro negligenciar enviados de Deus!

Se Deus alcançou teu coração, que tal permitir o Espírito Santo te reavivar e te reformar?-Heber Toth Armí

Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
Curta e compartilhe:

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis