Translate

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Julgamento para salvação-Jeremias 48

Deus  julga para salvar
 Pr. Heber Toth Armí

Você já leu Jeremias 48? Já estudou com dedicação e oração sobre esta palavra do Senhor? Já considerou suas aplicações para tua vida? Já meditou e assimilou em teu coração os princípios divinos ali descritos? Ao passar por cada uma destas perguntas, decidi compartilhar com você quatro pontos que achei fundamental que ficasse gravado em meu coração. São eles:

1. O conceito divino de julgamento e o padrão de juízo contra o pecado é o mesmo para toda nação e religião.

2. A esperança é uma opção dada por Deus a todas as nações, em todas as épocas, sem exceções.

3. O salário do pecado é a morte para todos os povos, independente da religião adotada.

4. O objetivo de Deus em punir o mal é fazer com que as pessoas percebam o mal que há no pecado e decidam-se pela salvação.

O Deus que julga, é o mesmo que salva. Seu foco é salvar mais do que julgar, por isso quando Ele julga, está querendo salvar. É como um pai e uma mãe amorosos que corrigem e disciplina firmemente a seus filhos para que se tornem boas pessoas, com caráter bem formado e inclinados ao bem. O amor de Deus e o desejo do melhor para os pecadores é maior que o dos pais pelos seus filhos rebeldes. Deixe Deus te impressionar, te transformar e te salvar.


Toda pessoa, família, religião e nação que colocar sua confiança em qualquer coisa, mas não em Deus, vai dar de cara com a desilusão. Os pecados de nenhuma nação são, por Deus, ignorados. Ele observa e vê que a brecha dada ao mal toma conta de todo pecador distraído; até nações em que Ele não fora reconhecido sofrerá com Seu juízo. 

Leia mais os detalhes desse assunto em Jeremias 48. Ali, o destaque é o mensageiro, profeta missionário, que não se cala, mas avisa. Sua mensagem é para todos. De Jeremias para Moabe, na qual há lições e princípios de vida para as pessoas pós-modernas. Nas revelações proféticas de Deus, “não existe uma mensagem para o povo de Israel e outra para os estrangeiros” escreveu Eugene Peterson, “A mensagem bíblica é a mesma para judeus e gentios”. Portanto, a mensagem de Jeremias aos moabitas serve para nós hoje! 

Leia-a a extraia lições que nutrirão a tua alma e fortalecerão a tua fé. Perceba que Deus julga, sim, Ele executa sua obra de julgamento, mas visa conduzir os pecadores ao arrependimento. Vamos lá, abra a tua Bíblia e encontre orientação para tua vida!

Deus é justo ao julgar, mas julga para salvar. Após apresentar Sua ira contra o pecado de Moabe, Ele demonstrou compaixão. Apontou a luz no fim do túnel, a graça em meio à justiça (Reflita em Jeremias 48). 

Eugene Peterson esclarece: “Sobre Moabe há lamento e pranto: ‘Está prestes a vir a perdição de Moabe, e muito se apressa o seu mal. Condoei-v0s dele, todos os que estais ao seu redor e todos os que lhe sabeis o nome; dizei: Como se quebrou a vara forte, o cajado formoso!’ (vs. 16-17). Porém” – ele acrescenta -, “a última palavra é: ‘Contudo, mudarei a sorte de Moabe, nos últimos dias, diz o Senhor (v. 47)”. 

Note alguns pecados de Moabe que atraíram a ira divina: Autoconfiança (v. 7); fazer a obra do Senhor relaxadamente, viver despreocupadamente (vs. 10-11); exaltação própria (v. 26); soberba, arrogância, orgulho, altivez de coração, insolência (vs. 29-30), idolatria (v. 35), rebelião contra Deus (v. 42). Contudo, a profecia visa à restauração e a salvação (vs. 6, 9, 18, 28, 47). Nosso Deus só adverte porque quer salvar. 

Vamos falar com Ele?: "Senhor, aceito a Tua forma de chamar minha atenção para a minha condição de pecador destinado à perdição. Reconheço a minha necessidade da Tua salvação e aceito agora mesmo o Teu perdão. Troco minha vida de pecado a fim de viver para Ti servir. Amém".

Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
Curta e compartilhe:


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis