Translate

sábado, 7 de junho de 2014

Fé Inabalável-Jeremias 37

Lições de Vida
Fé Inabalável
Pr. Heber Toth Armí

Quando a alma se rende inteiramente à Palavra de Deus um poder sobrenatural toma posse do coração; porém, quando se rejeita à Palavra de Deus, outro poder que diferente toma posse das atitudes e ações. “Está amarrado” nunca foi frase do profeta Jeremias. Ser blindado diante das provações também nunca foi sua prerrogativa. No entanto, ele não receava expor a revelação de Deus com devoção e dedicação, ainda que se levantasse a oposição. 

Leia Jeremias 37 e veja que, fé é a coragem para pregar para quem não quer ouvir. Fé é a ousadia de falar a verdade onde a verdade é alvo de escárnio e desprezo. Fé é a teoria colocada na prática entre um povo que diz ser fiel a Deus, mas vive no pecado. Fé é amar aqueles que te odeiam. Fé é ação diante de toda e qualquer situação. 

A fé de Jeremias é um fé sólida, robusta e inflexível. É um exemplo para nós, que mesmo na prisão por causa de sua convicção, não muda de opinião. 

Temos de aprender e a ter mais fé na Palavra de Deus, a qual nos confere um poder sobrenatural para viver neste mundo que naturalmente caminha para a sua destruição. Não sejamos ousados em rejeitar à Palavra de Deus, mas corajosos para abandonar o pecado. Confie em Deus ao viver pela fé, na contramão de pessoas sem fé!

Leia e medite, ore e reflita em Jeremias 37. Note que por medo, o rei Zedequias solicitou a Jeremias que orasse pelo sucesso dos egípcios que afugentaram os babilônicos que cercara Jerusalém. Todavia, contrariamente, Jeremias não orou; ele avigorou sua mensagem de que Deus certamente traria juízo à Jerusalém. Por relatar a verdade, o profeta parou numa prisão subterrânea. Ah! Antes disso, ele fora acusado injusta e falsamente! Pior, ia-me esquecendo...: Além de acusarem Jeremias, e de o terem jogado num calabouço, “os príncipes, irados..., açoitaram-no...”. 

Entretanto, Jeremias não se intimidou. Quando secretamente procurado por Zedequias por palavra do Senhor, o profeta, na prisão, não titubeou. Sua resposta? “Nas mãos do rei da Babilônia serás entregue” (vs. 16-17). Contudo, Jeremias foi solto da prisão, ficou no átrio da guarda, onde a cada dia lhe traziam um pão da Rua dos Padeiros, até que acabou todo o pão que havia na cidade (vs. 18-21). Críticas e acusações contra os servos de Deus brotam daqueles que não se rendem à Palavra de Deus (vs. 1-13). 

Acusado de deserção, torturado, humilhado e encarcerado, Jeremias conservou-se com fé inabalável, um poderoso legado para os que enfrentam provações e perseguições ao servir ao Senhor (vs. 11-21).

Ao estudar, meditar, refletir em Jeremias 37, consegui através da oração extrair as seguintes aplicações para a vida:

1. O servo de Deus nem sempre intercede por todos os pedidos de oração;
2. O servo de Deus nem sempre está isento de tribulações e aflições;
3. O servo de Deus nem sempre está livre das ações injustas dos ímpios;
4. O servo de Deus nem sempre está em boas condições ou reclamando seus direitos por falta delas;
5. O servo do Senhor não fala o que as pessoas querem ouvir, mas o que o Senhor pedir para falar.

Servir a Deus é arriscado, mas é melhor que servir ao pecado. Enquanto o pecado escraviza, Deus liberta, protege, ama e guia.

Ore a esse Deus: “Soberano e Eterno Deus, aprendi que há momentos que não é fácil te servir, mas é mais preferível servir a Ti antes que ao pecado. Portanto, ainda que seja arriscado, Te peço que me libertes do pecado e dá-me a oportunidade de viver para Te servir, custe o que custar. Quero ser guiado, protegido e liberto por Tua graça, agora mesmo. Confio no nome de Jesus, amém!”

Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
Curta e compartilhe:
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis