Translate

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Escolhas definidas- Jeremias 43



Escolhas definidas
Pr. Heber Toth Armí

Confiança! Como é difícil confiar! Confiar nas pessoas já é complicado, e em Deus que não O vemos? Confiar em Deus e em Seus profetas é contra nossa natureza. A vontade divina para nós é como a vontade humana de dar banho num cãozinho que foge da água. É tão difícil convencê-lo de que é melhor tomar banho tanto é convencer um pecador da vontade de Deus. 

Contra a Palavra de Deus, o restante de Judá fugiu ao Egito. As anteriores advertências de Jeremias sobre ir ao Egito caíram em ouvidos moucos. Ousada e soberbamente em desobediência à resposta à oração, o grupo foi ao Egito levando Jeremias e Baruque juntos. Leia sobre esse relato em Jeremias 43. 

É triste como condenamos os erros dos outros e alimentamos o nosso. É mais fácil condenar o grupo que desceu ao Egito do que para nós deixamos o Egito, o mundo e os prazeres da carne. Sim, confiar plenamente em Deus e nas respostas à oração é o maior desafio do cristão. Não é fácil, não! Por isso que este capítulo está na Bíblia para nos abrir os olhos e advertir a fim de que aprendamos que confiar em Deus é muito melhor que confiar em qualquer outra coisa, seja lá o que for. Eu ainda estou aprendendo, e você?

Com a leitura, meditação e reflexão de Jeremias 43, aprendi que:

1. Quem conhece a Deus apenas pelos Seus feitos como Azarias e Joanã, não por relacionamento íntimo, acusa aos Servos de Deus até de mentiroso (vs. 1-2).

2. Quem só sabe que Deus existe, mas não confia nEle, não aceita as orientações até do Seu mais consagrado mensageiro (vs. 2-3).

3. Quem não se consagra a Deus interpreta as orientações inspiradas inversamente, julga os mensageiros de Deus incorretamente e age contrariamente à vontade divina (vs. 4-7).

É sempre assim, os não consagrados verão os servos de Deus como interesseiros, falsos e mentirosos – embora realmente alguns dão razão para isso, mas estes não são servos de Deus. Quem não se firma na verdade revelada, mas na intuição do coração ou mesmo nas razões lógicas de seus pensamentos não santificados toma direção oposta àquela orientada por Deus para o bem de Seu povo. 

As palavras de Deus são desafiantes à natureza humana, isso é fato, mas outro fato incontestável é que agir contrariamente a essas palavras resulta em amargura, sofrimento, decepção e condenação. Atentamos mais para a revelação de Deus em Sua Palavra e seremos bem-sucedidos!

Levado ao Egito, Jeremias ampliou Seu ministério que, de local e regional passou a ser mundial (Saiba mais detalhes estudando Jeremias 43). Sua primeira profecia é contra o Egito. O qual poderia muito bem arrepender-se ao ouvir o que lhe sobreviria. Na egípcia cidade de Tafnes Jeremias recebeu instrução divina para esconder pedras grandes na argamassa do pátio de tijolos, à entrada do palácio de Faraó. Então predisse que o rei Nabucodonosor colocaria seu trono sobre as pedras escondidas e os deuses do Egito seriam queimados (vs. 8-13). Por que disso? 

Porque Deus odeia idolatria seja ela qual for. Além disso, Deus provaria ao Seu povo remanescente em busca de segurança no Egito – devido a que houve um episódio que esta nação afugentou os caldeus quando cercavam Jerusalém – que Ele, o Senhor do Universo, era a única segurança e proteção confiável, não o Egito.

1. Toda vez que deixamos de confiar em Deus para confiar em outras pessoas ou coisas, favorecemos à idolatria.

2. Toda vez que trilhamos nosso caminho ignorando a vontade de Deus, sofreremos consequências.

“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas” (Jeremias 17:9). Cuidado para que tuas vontades não ofusquem aos divinos planos de vitórias a você! Cuidado!

“Senhor, hoje venho a Ti para pedir a libertação de mim mesmo, do meu terrível coração e das minhas vontades a fim de Te servir melhor neste dia. Amém”.

Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
Curta e compartilhe:


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis