Translate

terça-feira, 20 de maio de 2014

Quebrando a botija- Jeremias 19


Lições de Vida
Quebrando a botija
Pr. Heber Toth Armí

Vamos meditar: Até onde você pensa que vai a graça de Deus? É ela ilimitada e infinita? 

Leia Jeremias 19 e então reflita: Deus é santo, consequentemente Sua tolerância tem limites. Deus é justo e Sua misericórdia pode ser retirada – embora seja infinita e alcance a cada um independente da situação pecaminosa em que se encontra. Contudo, ao ser retirada, a justiça entra em cena. A misericórdia divina é reiterada até ser retirada para dar lugar à justiça! 

Observando a atitude de Deus em Jeremias 19 é possível perceber que Ele não retira Sua misericórdia totalmente ao lidar com os pecados de Seu povo – e diga se de passagem, pecados extremamente graves (queimar filhos a deuses pagãos e outras perversões). Deus poderia detonar drasticamente sem nenhum aviso prévio; antes, porém, anunciou Seus atos, além de explicar Seus motivos para tais atitudes (vs. 1-10). 

Além de avisar, Deus pediu que Jeremias chamasse a atenção dos anciãos (líderes) numa reunião a fim de representar o impacto da mensagem profética por meio de uma ilustração: Quebrar uma botija de oleiro. Então, o profeta interpretou: “Assim diz o Senhor dos Exércitos: Deste modo quebrarei eu este povo e esta cidade, como se quebra o vaso do oleiro que não pode mais refazer-se...” (v. 11).

Na hora certa, a misericórdia divina dá lugar à justiça divina! Nos capítulos anteriores ao forte, intrigante e impactante capítulo de Jeremias 19, Deus intentara de tudo, inclusive com pregações em atos simbólicos, afastar Seu povo da desgraça que o pecado conduzia; todavia, iludidos em suas paixões e convicções, não atentaram à voz amorosa de Deus. 

Que mais poderia ser feito a um povo que a cada ato de graça de Deus afundava mais e mais na desgraça do pecado? Que endurecia a cerviz, para não ouvir às Palavras de Deus? (vs. 12-15). 

Comentando sobre os incorrigíveis pecadores amados por Deus, Paul R. House diz que, cada ato de Deus em prol do bem deles “piorava a situação deles, pois no início são um objeto em péssimas condições, em seguida um povo de quem o remanescente deve se separar, então uma vaso nas mãos de Deus e finalmente um vaso despedaçado”. Neste capítulo Deus quer falar à tua alma intimamente. Reflita:

1. Desde quando você sente Deus chamar tua atenção?
2. Como você tem respondido aos apaixonantes apelos dEle?
3. O que você acha que pode acontecer ao rejeitar a Sua Palavra?

Deus está te chamando; querendo te salvar! Deixe teus pecados, atenda já ao Seu apelo!

Quando uma criança não ouve as orientações paternas, elas são castigadas por amor. Quando, mesmo após o castigo pela desobediência, a criança não responde positivamente, os pais passam a suplicar e apelar de várias formas para evitar o mal dela. Mas, se nada adianta, quando crescer, certamente sofrerá as terríveis consequências. É assim que Deus agiu com Judá (Jeremias 19). É exatamente como um terno Pai de amor que Deus age comigo e com você. 

E a mesma coisa que acontece a uma criança ingrata, rebelde e incorrigível quando cresce e comete crimes na sociedade, acontece comigo e com você quando agimos com rebeldia, indiferença e arrogância diante de Deus. Então, vamos resolver isso por meio da oração: 

“Misericordioso Deus, mais uma vez preciso de Tua preciosa graça a fim de livrar-me da desgraça que poderá vir a qualquer momento devido às minhas muitas faltas. Sei que tens apelado muitas vezes para mim, e agora eu me volto para Ti, aceito as Tuas Palavras e me entrego como vaso quebrado em Tuas mãos para que me restaures. Em nome de Jesus, eu entrego a Ti esta oração. Amém!”

Imagens do Google – editado por Palavra Eficaz
Curta e compartilhe:

 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis