Translate

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Invista na sabedoria-Provérbios 25:11

Meditação Diária
Invista na sabedoria
Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo.Provérbios 25:11

Ame a sabedoria, clame por ela, firme a vida nela em todo momento... e viverás bem melhor. 

O tempo passa e, muitos que deveriam adquirir mais e mais sabedoria vão se fechando a ela. 

É muito fácil deixar a ignorância tomar conta do espaço que a sabedoria deveria ocupar. Em contrapartida, aqueles que aprendem a agir eficazmente nas diversas situações e circunstâncias que pontuam a existência humana são considerados sábios pelo sábio escritor de Provérbios. 

A sabedoria está à disposição de todos. Leia Provérbios 25 e aprenda a viver com sabedoria. Este capítulo orienta aos servidores a serem humildes na presença dos líderes (vs. 1-7), mensageiros fieis (vs. 11-14), ter boas relações com os vizinhos (vs. 8-10, 17-22) e de modo geral prestar um serviço bom, proveitoso, sensato e comedido aos líderes; e, certamente Deus recompensará tal comportamento (v. 22). 

Por isso, após refletir nestes sábios provérbios, ore: 

“Onipotente Deus, minhas atitudes e palavras não têm promovido o bem e nem a paz, mas conflitos, confusão e sofrimento. Minha conduta não é de alguém sábio, mas de um ignorante. Só agora reconheci isso lendo Provérbios 25; mas, exatamente agora, necessito de Teu perdão e compaixão. Além disso, preciso de forças sobrenaturais para capacitar-me a viver cada detalhe destes sábios princípios deixados para o meu bem. Oro para que minhas atitudes sejam positivas e revelem equilíbrio, moderação e sabedoria para alcançar bons relacionamentos com as pessoas e promover o bem delas. Amém”.


Curta e compartilhe:

Provérbios 25

Meditando em Provérbios 25
 Pleiteia a tua causa com o teu próximo, e não reveles o segredo a outrem,
Provérbios 25:9


Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo.
Provérbios 25:11


 Como pendentes de ouro e gargantilhas de ouro fino, assim é o sábio repreensor para o ouvido atento.Provérbios 25:12


Como o frio da neve no tempo da sega, assim é o mensageiro fiel para com os que o enviam; porque refresca a alma dos seus senhores.
Provérbios 25:13

 Pela longanimidade se persuade o príncipe, e a língua branda amolece até os ossos. Provérbios 25:15



Se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe pão para comer; e se tiver sede, dá-lhe água para beber;Porque assim lhe amontoarás brasas sobre a cabeça; e o Senhor to retribuirá.Provérbios 25:21-22


terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Defenda seus princípios-Prov. 24:10


Meditação Diária
Defenda seus princípios
Alejandro Bullón

Se te mostras fraco no dia da angústia, a tua força é pequena. Prov. 24:10.

Muitos cristãos acreditam que fazem ou deixam de fazer alguma coisa porque a igreja normatiza a sua vida. Até que ponto isso é verdade? Outro dia impressionou-me a declaração pública do jogador Kaká. Um jornalista lhe perguntou se era verdade que se preservaria virgem até o casamento. Kaká respondeu com um sorriso. É um princípio de vida que ele guarda no coração. Não se envergonha disso.

Trabalhei muitos anos como conselheiro de jovens e descobri que a maioria cai nos vícios e começa a andar por caminhos de marginalidade por medo de ser diferente. Eles querem fazer parte do grupo. Se o grupo comete uma loucura, eles sacrificam princípios. Mas não desejam ser isolados.

Salomão declara: “Se te mostras fraco no dia da angústia, a tua força é pequena.” Os valores são testados sob pressão. É fácil defender princípios quando todos à sua volta o fazem. De certo modo, você se conduz do modo que todos esperam que o faça, até para sentir-se parte desse grupo.

Mas o que acontece quando você se descobre em meio a pessoas que pensam e agem diferente? E se todos usam drogas ou são desonestos? O ouro é purificado pelo fogo. Os valores são testados na crise.

O ensinamento bíblico não desafia você a tirar força do interior para resistir ao mal, e sim a olhar a Cristo para receber forças do alto, a fim de viver o que você acredita.

Não tema ser diferente. Não se sinta culpado. Não permita que os outros o impeçam de voar. Mas prepare-se. Quem voa como águia, atrai caçadores. Eles estão por todas as partes, dispostos a derrubá-lo.

Atreva-se a olhar o azul infinito dos princípios eternos. Abra as asas e voe. Arrisque-se. É melhor arriscar-se hoje em defesa dos seus princípios do que viver a vida toda com medo, tentando agradar a todo mundo.

Antes de sair hoje de casa, repita para você mesmo: “Se te mostras fraco no dia da angústia, a tua força é pequena.”

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Meditando em Provérbios 23


Meditando 
Está na Bíblia 030


Quem é que grita de dor? Para quem são as tristezas? Quem é que vive brigando e se queixando? Quem é que tem os olhos vermelhos e ferimentos que podiam ter sido evitados? É aquele que bebe demais e anda procurando bebidas misturadas.

Está na Bíblia!  Provérbios 23:29-30


domingo, 26 de janeiro de 2014

Ensina a criança-Provérbios 22:6

Reflexão

Ensina a criança

O versículo “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele” (Provérbios 22:6) talvez seja um dos mais conhecidos e citados quando o assunto é a criança.

No entanto, a questão é a seguinte: Até que ponto acreditamos em sua afirmação e agimos de acordo? O que, de fato, se ensina à criança hoje?

Entremos, por um momento, numa casa em que haja pais com filhos nos primeiros anos de sua vida; talvez um deles já iniciando sua experiência na escola. Quais brincadeiras e brinquedos atraem estas crianças? Quanto tempo de conversação os pais têm com os seus filhos? Em que momento todos se reúnem para oração e leitura da Bíblia?

Será que a família tem tempo para conversar? Será que faz suas refeições diante da televisão? Será que estas crianças ficam totalmente “ligadas” nos games, nos programas de TV, nos jogos da Internet?

Entremos, também, numa sala de aula. Que tipo de ensino recebem as crianças? Será que ouvem que o mundo surgiu por acaso? Ou na sequência de um processo evolutivo? E que não existe um Criador?

E se entrarmos numa igreja, encontraremos crianças sendo devidamente orientadas quanto à Pessoa de Deus? Quanto ao evangelho todo da salvação em Cristo? Quanto ao valor e à riqueza da Bíblia, a Palavra de Deus? Ou será que encontraremos apenas entretenimento sem conteúdo e professores despreparados?

O que, afinal, está sendo colocado nas mentes das crianças?

Há uma guerra real acontecendo diante de nós para tomar conta das mentes das crianças, e nós não nos apercebemos disto. Trata-se de uma guerra invisível, das forças de Satanás, para capturar os cérebros infantis. Quem conseguir dominar estas mentes ganhará o futuro, e ninguém se dá conta do que está acontecendo. Não há percepção desta batalha, pois não é visível. Não se consegue visualizar o que está acontecendo na esfera espiritual.

Vemos, isto sim, as imagens que nos chegam todos os dias das guerras que acontecem ao redor do mundo.

Ficamos horrorizados com as cenas de crianças esqueléticas por causa da fome, dos bairros destruídos por bombas, das crueldades, dos tiroteios, das barbáries, dos choros e lamentos, das cenas de desolação e morte.
Todos os dias há imagens assim, que chegam via satélite às nossas casas.
E a guerra espiritual para dominar a mente das crianças e da juventude, quem a observa? Quem se choca?

Satanás age de maneira estratégica quando investe na mente infantil, lançando mão de suas setas destruidoras: a pornografia, a sexualidade precoce, a exploração sexual das crianças, os jogos, as brigas, etc.

Quantas vidas estão sendo destruídas e ficando miseráveis? As crianças estão sendo ensinadas, por exemplo, a olharem a homossexualidade como algo normal. Isto é um ataque às suas mentes. Quem percebe estes ataques destruidores às mentes das crianças, através de filmes, jogos e livros?

As famílias estão sendo bombardeadas! Não há filme ou novela que não lance estas granadas mortíferas para desestabilizar, descaracterizar e destruir a família. A família está sendo arrebentada, quebrada.

Famílias fracas, com crianças deprimidas que buscam nas drogas algum tipo de escape, são ataques às mentes das crianças.

O ódio de Satanás às crianças fica patente no elevadíssimo índice de abortos que se pratica diariamente, em toda parte. O número de abortos revela uma crueldade imensa.

As crianças têm as suas mentes bombardeadas através de jogos e vídeos em que a violência e o satanismo seguem de mãos dadas. Os jogos de RPG, por exemplo, incentivam o mal. Quanto mais se é perverso, mais se comete maldade, aí é que se obtém um resultado melhor na pontuação do jogo. É um verdadeiro absurdo! E as crianças estão sendo ensinadas assim.

Nessa guerra, que parece que ninguém vê nem percebe, há bombas lançadas nas mentes de líderes de igrejas evangélicas, as quais os deixam cegos para as necessidades espirituais das crianças. Eles não percebem que o melhor tempo para se conduzir as crianças a Cristo é quando elas têm entre 5 e 10 anos de idade.

Eles não percebem que assimilaram idéias que não estão de acordo com a Palavra de Deus, e raciocinam que é só depois dos 13 anos que uma criança pode ser evangelizada. Cremos que nessa idade já é tarde, embora para Deus nunca seja tarde demais.

Mas é preciso voltar a Provérbios 22.6 e praticá-lo.

É preciso ensinar a criança no caminho em que deve andar. Não apenas as crianças dos lares ou igrejas cristãos, mas todas as crianças que estão ao nosso redor.

É preciso voltar a Provérbios 22.6 e praticá-lo.

Como alcançar as crianças? Entrando, por exemplo, nas escolas do nosso bairro, ao redor de nossas igrejas. Imagine cada escola sendo um campo missionário da igreja! Ou, então, abrindo as portas de nossas casas, para que uma vez por semana as crianças da vizinhança venham aprender o caminho em que devem andar. Precisamos agir com ousadia, para que tenhamos amanhã, não uma geração perversa, ímpia e rebelde, mas homens e mulheres que andem no caminho, que é Cristo!

[...]

Por falta de ensino bíblico e cristão, uma geração rebelde está sendo formada. No entanto, ainda está em nossas mãos a realização desta preciosa tarefa: “ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele” (Provérbios 22.6).

Vamos acreditar nesta verdade. Vamos trabalhar por ela

Por Gilberto Celeti  Fonte:  http://www.gilbertoceleti.com/




sábado, 25 de janeiro de 2014

Vida, justiça e honra- Provérbios 21:21

Meditação Diária
Vida, justiça e honra
Alejandro Bullón

O que segue a justiça e a bondade achará a vida, a justiça e a honra. Prov. 21:21.

Se você pegar o avião para Buenos Aires, com certeza chegará a Buenos Aires. Não tem como pegar a estrada de Washington para Nova Iorque e chegar a Miami. Este é o conselho bíblico de hoje. Deseja obter vida, justiça e honra? Siga o caminho da justiça e da bondade. Jesus é esse caminho.
Quando Jesus esteve na Terra, disse: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por Mim.” João 14:6.

Em que sentido Jesus é o caminho? Ele convida você a uma vida de companheirismo diário. Cristianismo é justamente isto, andar com Jesus todos os dias. Desde a hora em que você acorda, cedo pela manhã, até a hora em que você adormece. Trabalhando, estudando, comprando e vendendo, fazendo qualquer coisa. Se você tem consciência da presença de Jesus, é um cristão.

A tragédia humana é limitar a vida cristã a uma hora por semana na igreja ou, na melhor das hipóteses, a uma hora de meditação e oração por dia. Tudo isso é bom, mas insuficiente para viver uma vida feliz. O segredo é não afastar-se de Jesus um instante e permitir que Ele tome parte nas negociações e decisões. Andar permanentemente com Ele.

Como isso acontece? Significa que devemos cair no terreno do misticismo para tentar ouvir “a voz de Jesus” ou experimentar sensações sobrenaturais? Não! Jesus guia a vida dos Seus filhos através dos ensinamentos de Sua Palavra. Se você não lê e não medita na Palavra de Deus, como é que Ele vai lhe falar nos momentos de necessidade? A Bíblia é a revelação escrita da vontade de Deus para o ser humano.

O caminho é Jesus. Sua Palavra é o guia. Seguir Jesus é seguir os conselhos bíblicos. Você encontra instruções para as circunstâncias mais difíceis da vida, como: educar filhos, sair das dívidas, cultivar relacionamentos etc.

Faça de hoje um dia de decisões de vida. Consiga uma Bíblia, leia-a, estude-a. Isso vale mais do que uma faculdade ou um título doutoral. Ela é a fonte da sabedoria. E não se esqueça: “O que segue a justiça e a bondade achará a vida, a justiça e a honra.”

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Vingança-Prov. 20:22.


Meditação Diária

Vingança
Alejandro Bullón

Não digas: Vingar-me-ei do mal, espera pelo Senhor, e Ele te livrará. Prov. 20:22.

A vingança é uma reação natural diante das injustiças. Poderia até ser considerada justa, do ponto de vista humano. É natural pensar que quem faz algo prejudicial contra outrem deve receber o que merece. Mas o conselho bíblico de hoje é: “Não digas: Vingar-me-ei do mal.”

Dá a impressão de que Deus quer que você aceite passivamente as injustiças. Por que o justo deve suportar em silêncio o abuso do injusto? A segunda parte do provérbio de hoje traz a resposta. A vingança causa mais dano a quem pratica do que a quem a recebe.

Qualquer tipo de vingança, antes de ser uma realidade, é um coquetel de emoções negativas: ódio, raiva, rancor, ira, mágoa e desespero. Esses são sentimentos próprios do coração natural. Mas o fato de serem naturais não significa que sejam corretos. Ao contrário, é um aglomerado de veneno que destrói as coisas mais puras que o ser humano tem. É como ácido que corrói valores, princípios e principalmente a paz do coração. Por isso, a promessa é: “Ele te livrará.” A pessoa vingativa vive em escravidão.

Outro dia, recebi a carta de um homem que matou o seu ex-sócio. Este havia se apoderado da empresa que era de ambos. “Eu confiei nele”, dizia a carta, “e ele me traiu.” Durante vários meses, a vítima do engano estudou a maneira de vingar-se. Foram meses de angústia, dor, vergonha, ódio, rancor e raiva, que o levaram a encomendar o assassinato do ex-sócio.

Lamentavelmente, hoje ele passa os dias, as semanas e os meses na cela de uma prisão. “Deveria estar feliz”, acrescenta na carta, “mas não estou. Meu coração continua sendo um poço de mágoa, raiva e ódio.”

Por isso, o provérbio de hoje diz: “Espera pelo Senhor, e Ele te livrará.” Livrará do que, se a injustiça já foi cometida? Ele o livrará do ódio, do rancor e da raiva, que são os piores algozes que uma pessoa pode carregar. O pior dano que alguém pode fazer contra você não é o ato de injustiça em si, mas o veneno que deixa em seu coração e que vai destruindo sua vida lentamente.

Você pode escolher livrar-se desse veneno. Peça forças a Deus e: “Não digas: Vingar-me-ei do mal; espera pelo Senhor, e Ele te livrará.” Tenha um dia feliz, sem mágoa nem rancor.

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Seja paciente e perdoador-Prov. 19:11


Meditação Diária
SEJA PACIENTE E PERDOADOR
Alejandro Bullón

A discrição do homem o torna longânimo, e sua glória é perdoar as injúrias. Prov. 19:11.

Você briga, discute e reclama porque acha que está se defendendo. À luz do conselho de hoje, você perde cada vez que fica nervoso.

A tradução literal do texto seria: “a sabedoria do homem o torna longânimo”. A palavra hebraica é sekel, que significa sabedoria, prudência, e não especificamente discrição, embora a discrição seja parte da sabedoria. O homem sábio é paciente. Não explode diante da primeira provocação. Observa, analisa e estuda a situação.

“Isso depende da personalidade de cada um”, você pode argumentar. E é possível que o seja. Mas o propósito da sabedoria não é colocar o selo de aprovação nas atitudes humanas. É transformar o temperamento e ensiná-lo a ser feliz.

O caminho da paciência e do perdão é o único que o levará à grandeza. Mas como perdoar se alguém entrou na minha casa, estuprou e matou a minha filha? Sei que é difícil. Impossível talvez, do ponto de vista humano. Mas as coisas impossíveis para o homem são possíveis para Deus.

Ser paciente e perdoador não significa ser insensível. Claro que a dor estará presente. É inevitável. É possível que lampejos de ódio e de vingança passem rapidamente por sua mente. É natural. Você seria um robô sem sentimentos se não sentisse a raiva e a revolta tentando fazer ninho em seu coração.

O problema é permitir que esses sentimentos negativos se apoderem do seu ser, entregando-se voluntariamente à escravidão do rancor, envenenado pela amargura e ressentimento.

Sabedoria não combina com ódio, nem desejo de vingança. Por um motivo: a sabedoria tem como único objetivo levá-lo a ser feliz. E só paciência e perdão conseguem isso.

Louve a Deus pela vida, pelos momentos bons e até pelas provações e dificuldades que aparecem na vida. Faça de hoje um dia de paciência. Não exploda com facilidade. Não diga coisas das quais depois irá se arrepender. É tão fácil abrir uma ferida; difícil é vê-la cicatrizada. Vá a Jesus. Só Ele pode tirar do seu coração a dor e amargura e colocar paz e perdão sem os quais não há modo de ser feliz.

Ah, e não se esqueça: “A discrição do homem o torna longânimo, e sua glória é perdoar as injúrias.”

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Primeiro ouça-Prov. 18:13

Meditação Diária
Primeiro ouça
Alejandro Bullón

Responder antes de ouvir é estultícia e vergonha. Prov. 18:13.

A razão pela qual temos dois ouvidos e uma boca é porque devemos ouvir mais do que falar.” Certamente você já ouviu essa frase. Pertence a Zenon, que viveu três séculos antes de Cristo. Era um filósofo grego que valorizava a arte de ouvir.

É triste ver que hoje pouca gente gosta de ouvir. Talvez por isso os psicanalistas têm uma carreira lucrativa. Milhares de pessoas recorrem aos consultórios para serem ouvidas. Todos falam, o tempo todo e em todo lugar.

O conselho de Salomão hoje é com relação ao perigo de falar antes de ouvir. Não seja apressado, preste atenção. Não existe substituto para a atenção. Se você não sabe qual é a pergunta completa, o que vai responder? Se você não ouvir a ordem, o que vai obedecer?

Aprenda a ouvir. Essa é uma das necessidades prioritárias do ser humano. Ouça a voz de Deus. Pare, medite, analise porque as coisas estão indo do jeito que estão indo. Se todo dia você parar para ouvir a voz de Deus por quinze minutos, o dia será mais produtivo. A força que vem do Senhor o ajudará a enfrentar os desafios do dia com coragem.

Coragem não é ausência de medo. O medo sempre estará presente na natureza humana, mas você o encarará e o dominará com a força que recebe de Deus nesses quinze minutos diários de meditação.

Se, ao contrário, você sair de manhã correndo para cumprir seus compromissos, sem ouvir a voz de Deus, o resultado, segundo o verso de hoje, será “estultícia e vergonha”.

Estultícia é tolice, insensatez, incapacidade de fazer as coisas certas. De que vale correr como um louco, de um lado para outro, tentando fazer o máximo, se por causa da estultícia estraga tudo que realiza?

Faça de hoje um dia de realizações. Não se contente com fazer o seu melhor. Deus está sempre disposto a ajudá-lo a realizar mais do que o seu melhor. A excelência é o alvo daqueles que aprendem a desconfiar de suas próprias forças e depositar toda sua confiança em Jesus.

Que Deus lhe dê um dia de muita atenção e extraordinária produtividade, e não se esqueça de que “responder antes de ouvir é estultícia e vergonha”.

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Ouça a repreensão-Prov. 17:10


Meditação Diária
Ouça a repreensão
Alejandro Bullón

Mais fundo entra a repreensão no prudente do que cem açoites no insensato. Prov. 17:10.

A lei judaica permitia dar ao filho rebelde quarenta chibatadas. A figura de “cem açoites” que se menciona no texto de hoje é apenas uma referência à inutilidade de qualquer tentativa de instruir o insensato.

Em hebraico, existem pelo menos duas palavras para referir-se ao néscio. Kesyl, que significa estúpido, torpe, insensível. Ewiyl, que se refere ao depravado moral, o teimoso, o obstinado, como um animal que não cede, inflexível. Evidentemente, o insensato é uma mistura de todas essas características. O texto de hoje se refere à insensibilidade de algumas pessoas. Gente dominada por uma teimosia assustadora no modo de viver, mesmo sabendo que as coisas não dão certo desse jeito.

William Henleys, em seu famoso poema “Invictus”, disse: “Eu sou o dono do meu destino, o capitão da minha alma.” Até que ponto isso é verdade? Satanás disse a Eva no jardim: “Sereis como Deus...” E a humanidade de nossos dias parece acreditar. É assombrosa a quantidade de literatura que fala de “força interior”, “energia própria”, e “aura pessoal”. Jesus contradiz tudo ao afirmar: “Sem Mim nada podeis fazer.” João 15:5.

O texto de hoje mostra o perigo que envolve a auto-suficiência e o desrespeito às instruções divinas. Chega um momento em que a criatura se endurece. Nem mesmo cem açoites são capazes de fazer que volte do seu mau caminho.

O filósofo Curtis costumava dizer que “um cavalo é governado até pela sombra da chibata”. O quadro que o verso de hoje apresenta é de seres humanos que, na sua rebeldia, tornaram-se pior do que animais. Paulo se refere a esse tipo de pessoas, da seguinte maneira: “enfatuado, nada entende, mas tem mania por questões e contendas... cuja mente é pervertida e privados da verdade”. I Tim. 6:4 e 5.

Preste atenção aos conselhos divinos. Faça de hoje um dia de obediência. Experimente a fórmula divina para o sucesso. Ninguém que o fez foi desapontado.

Diante de você há um novo dia, cheio de desafios. Enfrente-os em nome de Deus, sabendo que “mais fundo entra a repreensão no prudente do que cem açoites no insensato”.

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Lidando com os inimigos-Prov. 16:7

Meditação Diária
Lidando com os inimigos
Alejandro Bullón

Sendo o caminho dos homens agradável ao Senhor, este reconcilia com eles os seus inimigos. Prov. 16:7.

Todos os dias, aonde você for, em qualquer esquina da vida, aparece alguém tentando derrubá-lo. Às vezes sem motivo, por pura inveja ou simplesmente por má vontade. Quando o inimigo é visível, você se cuida, se defende, se protege. Mas o que acontece quando você não sabe onde ele está? Como reagir quando ele anda disfarçado de amigo ou se esconde no círculo mais próximo de você?

O provérbio de hoje explica a maneira como Deus pode tornar os inimigos em amigos. Deus não usa um “passe de mágica”, como muitas vezes gostaríamos que acontecesse. Ele não toca o coração do inimigo e o problema fica resolvido. Não. Nós, os seres humanos, gostamos de “milagres” instantâneos. Seguimos a lei do menor esforço. Esperamos que tudo caia dos céus.

Mas as coisas com Deus nem sempre são assim. Ele responde ao clamor dos Seus filhos. Está pronto a tornar seus inimigos em amigos. Mas usa um instrumento chamado “ser humano” – você.

O provérbio de hoje afirma que “sendo o caminho dos homens agradável ao Senhor, este reconcilia com eles os seus inimigos”. Você percebe que o instrumento que Deus usa aqui é o próprio caminho do homem? Um caminho “agradável ao Senhor” é um caminho sem ódio, nem rancor, nem mágoa contida. Tudo isso é veneno que destrói a alma. Um coração envenenado não está em condições de receber o inimigo como amigo. O rancor, gera rancor, o ódio provoca ódio e a mágoa alimenta ambos.

Quando você vai a Jesus e convive com Ele, o caráter do Mestre se reproduz em você, e aí você pode pagar o mal com o bem e pode orar a Deus, dizendo: “Perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.”

Quando você permite que o Senhor habite no seu coração, Ele usa o seu caminho, o seu testemunho de amor e sua humildade para tocar o coração do seu inimigo. Então os olhos dele se abrem para compreender que é seu inimigo sem motivo. Aí acontece o milagre. Já vi muitas vezes gente dura e intransigente pedir perdão e reconhecer que errou.

Por isso, peça hoje a Deus que lhe dê um coração capaz de perdoar e de amar os inimigos gratuitos, porque “sendo o caminho dos homens agradável ao Senhor, este reconcilia com eles os seus inimigos”.

domingo, 19 de janeiro de 2014

A receita da boa imagem-Prov. 15:13


Meditação Diária
A receita da boa imagem
Alejandro Bullón

O coração alegre aformoseia o rosto, mas com a tristeza do coração o espírito se abate. Prov. 15:13.

Uma famosa estrela de televisão latino-americana gastou a extraordinária soma de 120 mil dólares para realizar várias cirurgias, com o fim de rejuvenescer. Implantes, lipoaspiração e cirurgias em várias partes do corpo.
Três anos depois, os noticiários anunciaram a tentativa de suicídio. Drogada, alcoolizada e envelhecida, ninguém que a visse poderia acreditar que havia pouco tempo gastara uma fortuna para “aformosear o rosto”.

Salomão fala hoje da alegria como a melhor receita para a beleza exterior. Um coração alegre, basicamente é um coração agradecido e confiante. A confiança gera o otimismo. As circunstâncias podem ser as mais absurdas. Do ponto de vista humano, pode dar a impressão de que tudo está de cabeça para baixo. A dor, a tristeza e as adversidades podem ter cercado você implacavelmente e, mesmo assim, você confia e é grato porque sabe que a sua vida está nas mãos de Deus.

O ressentimento, a mágoa, o rancor, a inveja são fontes de água envenenada. Quando você permite que elas se acumulem no seu coração, as conseqüências são visíveis e refletem-se no rosto.

Se isso é verdade na vida da pessoa, também é realidade na família, na empresa ou na instituição. Quando as pessoas estão alegres e felizes, quando o líder – seja ele o pai ou o gerente – consegue levar alegria e confiança aos seus liderados, o resultado é visto na imagem da instituição ou da família. O rosto é formoso porque o coração está contente.

Qual é a imagem que a sua família, sua empresa ou sua igreja projeta? É você um líder? Você não acha que talvez seja preciso sair do escritório, deixar de lado a burocracia, para chegar mais perto do ser humano, do filho, da esposa, do trabalhador ou do companheiro?

Se você é um homem de negócios, pense que, quanto mais felizes estiverem seus empregados, melhor atenderão aos clientes. E quanto mais satisfeitos estiverem os clientes, maior será o sucesso do seu negócio.

Revise os seus valores e atitudes hoje, antes de enfrentar mais um dia de trabalho, e lembre-se de que: “O coração alegre aformoseia o rosto, mas com a tristeza do coração o espírito se abate.”

sábado, 18 de janeiro de 2014

Laços de morte- Provérbios 14:27


Meditação Diária

LAÇOS DE MORTE
Alejandro Bullón

O temor do Senhor é fonte de vida para evitar os laços da morte. Prov. 14:27.

Viver não é apenas existir. Este mundo está cheio de pessoas que existem, mas não vivem. Respirar é prova de existir, não de viver. Você existe com o corpo, vive com a alma.

“O temor do Senhor é fonte de vida”, afirma o texto de hoje. A fonte é inesgotável e constante. Os rios não. Eles dependem da chuva. Não têm vida própria. Nascem das fontes. Jesus é a fonte de vida. Se você quiser experimentar a vida em sua plenitude, precisa ir a Jesus todos os dias. Não se trata apenas de um ritual religioso e, sim, de sobrevivência. Se não o fizer, deixa de viver. Passa simplesmente a existir.

Quem recebe vida da fonte, evita os laços da morte. Não existem estradas para o futuro. Não há caminhos abertos a serem seguidos. Apenas tempo, como se fosse um deserto, um terreno desconhecido, às vezes cheio de perigos e laços de morte. Porém, existe um mapa que é a Palavra de Deus. Dar ouvidos aos conselhos divinos, buscando Jesus todos os dias, é ser sábio mais do que ser apenas religioso. Seus olhos se abrem para a vida e para os perigos de morte ocultos no caminho.

O texto de hoje é mencionado anteriormente no capítulo 13, verso 14, de Provérbios. Só que foi usada a palavra “ensino” no lugar de “temor do Senhor”. Isso nos leva a concluir que temer ao Senhor é simplesmente seguir os Seus conselhos.

Difícil tarefa para a criatura. O ser humano gosta de ensinar, não de aprender; de ser seguido, não de seguir. Isso requer uma mudança de atitude.

A autêntica mudança começa no interior. Não tente construir algo grande fora de você, sem construir algo grande dentro de você. Isso é trabalho do Senhor Jesus. O seu trabalho é ir todos os dias a Ele, disposto a aprender.

Faça de hoje um dia de mudança interior. Na maioria das vezes, as coisas não funcionam à nossa volta porque não funcionam no interior. Permita que Jesus o guie ao longo deste dia, fazendo-o perceber os perigos ocultos. Pois “o temor do Senhor é fonte de vida para evitar os laços da morte.”

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Ame a disciplina-Prov. 13:24


Meditação Diária
Ame a disciplina
Alejandro Bullón

O que retém a vara aborrece a seu filho, mas o que o ama, cedo, o disciplina. Prov. 13:24.

Não existe paternidade feliz e responsável sem disciplina. Não existem filhos maduros e equilibrados sem correção. Omitir-se diante do deslize do filho é “aborrecê-lo”. No original, a idéia é “odiá-lo”. Assumir a missão divina de corrigir o filho é amá-lo. Amor e ódio são palavras extremamente fortes, mas estão presentes no tipo de educação que damos aos filhos.

Deus quer que você seja feliz em todas as áreas da vida, e Ele sabe que se as coisas não andam bem no lar, não é possível ter sucesso na vida profissional, financeira ou social. Como alguém pode fechar um bom negócio, se sabe que o seu filho está mergulhado no mundo das drogas? Como pode relacionar-se bem com as pessoas, se seu coração está feito em pedaços porque seu filho destrói-se lentamente nas sombras dos vícios e da promiscuidade? De que valem todas as vitórias que você pode conquistar na vida, se o seu filho é um derrotado?

Os pais que querem ver filhos felizes, precisam lançar mão da disciplina e precisam fazê-lo cedo. Definir valores, estabelecer limites, desenvolver virtudes e remover defeitos são parte da verdadeira disciplina, mas isto requer esforço. O caminho mais fácil é permitir que os filhos estabeleçam suas próprias regras e achar que, providenciando a satisfação das necessidades materiais e de escolaridade, a paternidade está cumprida.

Quanto tempo você gasta com os filhos? Conhece os amigos deles? Sabe a que hora eles chegam em casa? Sabe onde eles estiveram? Toda construção demanda vigilância, trabalho e perseverança. Não existe maior edificação que a vida dos filhos.

Quando chegar o fim deste mundo, que caminha vertiginosamente ao capítulo final de sua história, e Jesus retornar à Terra, não lhe perguntará sobre os seus negócios, sua vida financeira, suas empresas ou sua missão social em favor da humanidade. A grande pergunta será: “Onde estão os filhos que Eu confiei sob o teu cuidado?”

Peça a Deus sabedoria para exercer o seu papel de pai amoroso, firme, paciente, perdoador e formador, porque “o que retém a vara aborrece a seu filho, mas o que o ama, cedo o disciplina”.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Aceite-se!-Prov. 12:9


Meditação Diária
Aceite-se!
Alejandro Bullón

Melhor é o que se estima em pouco e faz o seu trabalho do que o vanglorioso que tem falta de pão. Prov. 12:9.

Mostre-se como é. Seja você mesmo. Não aparência. É trágico andar pela vida mostrando ter ou saber muito, quando, deitado na cama, olhando para o teto, você sente a dor profunda de saber que é pobre e ignorante.

Viver uma vida de mentira não é viver. Seus pés pisam nas nuvens. Longe da realidade, você sofre a irrealidade de uma história que inventou. Alimenta-se em público, dos aplausos e da admiração que as pessoas oferecem ao personagem que você criou, mas que não existe. Quando se encontra só na recâmara de sua própria alma, de onde não pode fugir, olha-se no espelho da realidade e vê o quadro grotesco de uma história em quadrinhos, sem vida e, paradoxalmente, com muita dor, vazio e desespero.

Quando Jesus andava com Seus discípulos, viu de longe uma figueira verde e cheia de folhas. Aproximou-Se dela e não achou frutos. A história relata que Jesus amaldiçoou a figueira. No dia seguinte, ao passar pelo mesmo lugar, os discípulos viram que a árvore estava seca.

Muita gente se pergunta até hoje por que Jesus amaldiçoou a figueira. Porque não tinha frutos? Não. Ser estéril não seria um delito. Ser estéril e aparentar que tinha frutos é o que provocou o desagrado de Jesus. A hipocrisia é repulsiva e nociva. Repulsiva porque as pessoas se afastam. Nociva, porque destrói a própria vida.

Por que dizer que falo inglês, se não falo? Por que afirmar que toco piano, se não tenho essa habilidade? Por que dizer que tenho um carro, se não o tenho? Ou que possuo um doutorado, se não é verdade?

A “maldição” de quem pretende ser o que não é vem em forma de sequidão. Uma vida seca é cruel, angustiante e sem significado. Como o deserto. Terra sedenta, agonizante. Terra condenada.

Aceite seus defeitos e realidades. Reconheça suas carências. Aceite-se como você é. Esse é o primeiro passo no processo de recuperação e cura porque: “Melhor é o que se estima em pouco e faz o seu trabalho do que o vanglorioso que tem falta de pão.”

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

O Honesto Sempre Ganha-Prov. 11:1


Meditação Diária
O Honesto Sempre Ganha
Alejandro Bullón

Balança enganosa é abominação para o Senhor, mas o peso justo é o Seu prazer. Prov. 11:1.

O velocímetro do carro de Adilson parou de funcionar. Dois anos depois, ele consertou e vendeu o veículo como se tivesse apenas cinco mil quilômetros de uso. Depois, chegou em casa e contou o fato aos filhos, como se tivesse realizado a maior façanha. A pessoa que comprou o automóvel também contou a notícia da compra como se fosse a maior bênção.

Aqui temos um quadro real. Um enganador e um enganado. A justificativa de Adilson é que ele não tinha quebrado o velocímetro de propósito e não forçou ninguém a adquirir o veículo; portanto, não fizera nada errado.
Todos os dias, em todos os lugares, repete-se a cena descrita. Pessoas sabem que estão enganando e outros não sabem que estão sendo enganados. As primeiras acham que receberam de Deus o dom de serem espertas para os negócios e estão aproveitando o dom adquirido.

No entanto, o provérbio de hoje enfatiza que essa atitude é abominação para o Senhor. A “balança enganosa” que o sábio menciona é justamente a atitude de mentir com a finalidade de obter vantagem. Não dizer a verdade é uma forma mais “tranqüilizadora” de mentir, mas igualmente desonesta.

A felicidade se constrói com relacionamentos enriquecedores; inclusive com aqueles com quem só se relaciona uma vez para realizar negócios. Quando esses relacionamentos não são autênticos, deixam um sabor amargo de culpa que perturba. Esse é o motivo por que Deus deseja que os seres humanos sejam honestos uns com os outros. Não há felicidade sem honestidade.

O peso justo pode dar a impressão de ser perda. Na opinião de muita gente, você poderia lucrar mais se tirasse um grama de cada quilo. “Nada demais.” “Ninguém perceberá.” “Não precisa ser exageradamente justo.” Estes são argumentos que você ouve todos os dias. Mas dormir com a consciência tranqüila não tem preço. Tem gente que, por ser desonesta, tem que gastar para realizar algum tipo de terapia psicológica.

Por isso, peça a Deus que oriente seus passos. Porque: “Balança enganosa é abominação para o Senhor, mas o peso justo é o Seu prazer.”

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis