Translate

sábado, 31 de agosto de 2013

Quem? MD-Salmo 24

Meditação Diária
QUEM?
Alejandro Bullón 
Quem subirá ao monte do Senhor? Quem há de permanecer no Seu santo lugar? Sal. 24:3.

O drama que Rudy vivia é o drama de muitos cristãos. Ele sabia tudo aquilo que devia fazer e conhecia também o que não devia fazer. Sua tragédia consistia no fato de não conseguir viver à altura dos princípios que conhecia, por mais que se esforçasse por fazê-lo. Ultimamente tinha chegado à conclusão de que era “impossível” viver a vida cristã.

O Salmo 24, do qual tiramos o texto para hoje, era cantado antifonalmente, enquanto a arca era levada para Jerusalém. Os sacerdotes perguntavam cantando: “Quem subirá ao monte do Senhor?” E o povo respondia em coro: “O que é limpo de mãos e puro de coração” (versos 3 e 4).

Embora o monte santo naquele tempo fosse Sião, ele simboliza sem dúvida nenhuma o Céu. Neste sentido, a pergunta seria: “Quem subirá ao Céu com Jesus para permanecer eternamente na presença do Pai?” A resposta é um requisito impossível de ser cumprido da perspectiva humana: “O puro de coração.”

Você pode limpar seu corpo, lavar suas vestes, desinfetar sua pele; mas, e o coração? Em certa ocasião, Deus afirmou através de Jeremias: “Pelo que ainda que te laves com salitre e amontoes potassa, continua a mácula da tua iniqüidade perante Mim.”

Ninguém neste mundo pode purificar o coração e as intenções íntimas. A cultura e a educação humanas podem ajudar-nos a disfarçar, aparentar e dissimular os desejos ocultos. Podem refinar as nossas atitudes externas, mas não podem purificar o coração. E na presença do Senhor só permanecerão os limpos de coração. Ao santo monte só subirão os puros na intimidade de suas intenções.

Quando Jesus falou aos Seus discípulos acerca das mansões celestiais que Ele iria preparar, Tomé perguntou ansioso: “Como saber o caminho?” A resposta do Mestre foi: “Eu sou o caminho, .... ninguém vem ao Pai senão por Mim.” João 14:5 e 6.

Só Deus nos qualifica para entrar na presença do Pai. Tudo o que você e eu precisamos fazer é ir a Jesus e viver em comunhão com Ele.
Por isso, diante da pergunta: “Quem subirá ao monte do Senhor? Quem há de permanecer no Seu santo lugar?” Responda: Pela graça de Jesus, e em Seu nome, espero estar lá.

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

14 PROVISÕES EVIDENTES NO SALMO 23




O Salmo 23 é profundo e intrínseco, por muitos meses tenho estudado e analisado esse tão precioso e importante salmo. Num ponto de vista reflexivo e homilético destaco 14 provisões do Pastor do Salmo à ovelha de Cristo, a qual se submete exclusiva e inteiramente às Suas sábias instruções:

 Comida – “pastos verdejantes”.
 Calma – “águas tranqüilas”.
 Consolo – “refrigera minha alma”.
 Condutor – “guia-me por amor de Seu nome”.
 Companhia – “Tu estás comigo”.
 Coragem – “não temerei mal algum" .
 Correção – “vara e cajado”.
 Comunhão – “preparas uma mesa”.
 Confiança – “perante meus inimigos”.
 Comissão – “unges minha cabeça”.
 Contentamento – “o meu cálice transborda”.
 Certeza – “certamente a bondade e o amor me seguirão”.
 Completude – “todos os dias de minha vida”.
 Casa – “habitarei na casa do Senhor”.

·    Todas as expressões do salmo 23 apresentam um Deus vivo, dinâmico e presente: Esse Deus é pessoal, se importa com cada um de Seu rebanho. Esse Deus é poderoso, supre cada uma das necessidades daqueles que O seguem. Esse Deus é onisciente, sabe das condições de cada uma de Suas ovelhas.

·    Todas as palavras do salmo 23 dão certeza e segurança aos servos do Deus-pastor: Nenhuma outra porção bíblica proporcionou tanta tranquilidade, animosidade e esperança ao povo de Deus quanto os poéticos versos do conhecido salmo 23.

·    Todas as linhas do salmo 23 mostram que Deus não é remoto, ausente e insensível: Os pronomes pessoais encontrados no salmo expressam a experiência relacional percebida por cada pessoa, que humildemente como uma indefesa e frágil ovelha encontra segurança e proteção junto aos cuidados do Pastor Jesus Cristo.

Pr. Heber Toth Armí

Pelo Vale-MD-Salmos 23

Meditação Diária
Pelo Vale
Alejandro Bullon
"Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo..." (Salmo 23:4)

Jesus nunca prometeu que Seus filhos não teriam dificuldades. O salmista Davi, não diz: O Senhor é meu pastor, e porque Ele é meu pastor, nunca andarei em meio do vale da sombra e da morte. Não, não é isso que o texto bíblico diz. O texto afirma: "Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum..."

Muito cuidado ao cobrar de Deus uma promessa que Ele nunca fez. Quando uma doença bate em seu lar ou um acidente chega à sua vida; quando a morte atinge as pessoas mais próximas a você; quando a tempestade sopra e a noite se torna escura; muito cuidado com o olhar para Deus e dizer: "Se Tu estás comigo, por que vêm dificuldades a minha vida"?

Eu já disse muitas vezes: aqueles que vivem uma vida de comunhão com Jesus podem sofrer e aqueles que não querem nada com Ele também podem sofrer. Você pode perguntar então:

- Qual é a vantagem de ser cristão?

A vantagem é grande porque o sofrimento na vida dos que não têm Cristo é como a ferida purulenta, como a gangrena, que vai devorando, devorando, enlouquece e mata. Aqueles que têm Cristo, também podem sofrer, só que o sofrimento na vida deles é como a ferida limpa. Dói, sangra, mas sara; e com o tempo só restam cicatrizes, e cicatrizes não doem mais. Você olha a cicatriz e até sorri lembrando o dia em que a ferida estava aberta.

Esta é a promessa de Deus: "nesta vida, querido filho, muitas vezes você vai passar pelo vale da sombra e da morte. Muitas vezes seus pés vão sangrar, vai se machucar, vai ter que enterrar seus entes queridos. Eu não prometo que nesta vida você não terá momentos dolorosos. O que Eu prometo é que em meio à dor, em meio ao sofrimento, você nunca estará sozinho. Eu estarei ao seu lado. Você não será destruído"."Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo..."

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Do Senhor é o Reino Salmos 22

Meditação Diária
DO SENHOR É O REINO
Alejandro Bullón
Pois do Senhor é o reino, é Ele quem governa as nações. Sal. 22:28.

A carta de Joana trazia o lamento de uma mulher que tinha perdido a auto-estima, a ponto de achar que estava sobrando neste mundo. Maltratada pelo esposo e desprezada pelos filhos, achava que não tinha valido a pena gastar-se ao longo da vida procurando a felicidade das pessoas que amava.

“Deus Se importa comigo?”, era a pergunta dramática da angustiada mulher. Ao escrever este devocional, penso que, de uma maneira ou outra, por um motivo ou outro, existem muitas Joanas nesta vida. Homens e mulheres, jovens e velhos, ricos e pobres que se perguntam: “Deus Se importa comigo?”

No salmo de hoje, Davi apresenta o Messias, o Senhor Jesus Cristo, como o possuidor do reino e Aquele que governa as nações. A palavra hebraica que se traduz como governar é mashal, que significa reger, dominar, controlar.

Deus está no controle do Universo, dos reinos e das nações. É verdade que esse salmo profetiza o governo eterno do Messias por ocasião de Sua segunda vinda. Mas é verdade também que hoje, embora muitas vezes tenhamos a impressão de que as coisas e as circunstâncias escaparam do controle divino, Deus continua governando. Por trás dos instrumentos humanos, o Senhor continua com as rédeas do Universo e das vidas nas Suas mãos.

Portanto, a pergunta de Joana tem resposta: Sim. Deus não apenas Se importa com você, como está no controle das circunstâncias que envolvem a sua vida. Nada acontece por acaso. Tudo tem um propósito divino.

Continue a navegar, destemido, pelo turbulento mar da existência. Mesmo que a bússola quebre e o leme pare de funcionar, mesmo que a noite seja escura e pareça que seu barco vai naufragar, continue adiante porque Deus é seu guia. Se ele pode controlar os reinos e governar as nações, por que Se esqueceria de você?

Hoje é um novo dia. Um dia a mais para acreditar, para lutar e para sair à procura dos sonhos porque, se é verdade que Deus provê o alimento para cada passarinho, é também verdade que o passarinho precisa voar à procura dele. Mas lembre-se: “Do Senhor é o reino, é Ele quem governa as nações.”


quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Proteção Divina MD-Salmo 21

Meditação Diária
PROTEÇÃO DIVINA
Alejandro Bullón
Se contra ti intentarem o mal e urdirem intrigas, não conseguirão efetuá-los. Sal. 21:11.

Existe uma relação estreita entre os Salmos 20 e 21. No primeiro, o povo de Deus clama por auxílio diante dos inimigos. No seguinte, o povo canta e agradece a Deus a vitória concedida.

Você e eu, com certeza, já suplicamos o auxílio divino. Aonde mais podemos ir quando sentimos que os recursos humanos falham? O que podemos fazer quando não temos mais forças para lutar e os problemas da vida parecem devorar-nos?

A grande pergunta que precisamos responder hoje é: E depois? Quando o perigo passou e o Senhor nos concede a vitória desejada, quanto tempo paramos para agradecer a Deus?

No Salmo 21, Davi agradece a Deus não só as vitórias que já foram alcançadas, mas as vitórias que ainda não foram concedidas. Essa é a lição de hoje. A gratidão pelas bênçãos do passado não é apenas um ato de louvor e reconhecimento, mas também um fator imprescindível de esperança. Você só sentirá medo com respeito ao futuro, se esquecer os grandes feitos de Deus no passado. Pequenos grandes feitos. Grandes pequenos feitos. Coisas simples, como o fato de você ter nascido, de estar vivo, de ter uma família, de poder andar.

A ingratidão é destrutiva. Aniquila em você a capacidade de olhar para o futuro, e o faz viver em constante temor. O salmista afirma: “Se contra ti intentarem o mal e urdirem intrigas.” Urdir é tramar, maquinar. É o que a aranha faz quando prepara a teia para prender a vítima. Fio a fio, dissimulada e lentamente, vai preparando a armadilha mortal.

Alguém está fazendo isso com você no trabalho, na escola ou na vizinhança? Não tema. Olhe para o passado, veja como Deus o livrou tantas vezes. Lembre-se de como cada dia, sem você perceber, a mão poderosa de Deus o livrou de tantos perigos. Seja grato a Deus e não tema.

Hoje, saia com esperança e volte com a certeza de que você está protegido nas mãos dAquele que sempre cuidou de você. E “se contra ti intentarem o mal e urdirem intrigas, não conseguirão efetuá-los”.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Em quem confiar-MD-Salmo 20:7

Meditação Diária
EM QUEM CONFIAR?
Alejandro Bullon
Uns confiam em carros, outros em cavalos; nós, porém,
nos gloriaremos em o nome do Senhor, nosso Deus. Sal. 20:7.

Na década de cinqüenta, Hollywood endeusou um jovem ator que, com uma combinação extraordinária de talento e beleza, foi indicado ao Oscar, quatro vezes consecutivas. Seu nome: Marlon Brando. No mês em que escrevo esta meditação, Brando encerrou o último capítulo de sua vida numa situação deprimente.

Patologicamente obeso e psicologicamente desequilibrado, a famosa estrela de outros tempos morreu no apartamento de um só quarto, sujo e dilapidado, escondendo suas duas estatuetas do Oscar dos credores que corriam atrás de uma dívida de quase 20 milhões de dólares.

Sua vida familiar tinha sido um desastre. Em 1990, seu filho Christian matou o namorado da irmã Cheyene e enfrentou um julgamento marcado por insinuações de incesto. Cinco anos mais tarde, Cheyene cometeu suicídio.

Houve momentos em que o excêntrico ator teve todo o dinheiro que quis. Bebeu e comeu do bom e do melhor. Torrou a fortuna e só encontrou refúgio numa ilha que comprou no Taiti. A realidade é que nunca teve paz. O dinheiro, o poder, e a fama não foram capazes de preencher o vazio enlouquecedor de seu triste coração.

O salmista Davi expressa isso no texto de hoje. Tudo o que você tocar, ver e possuir são miragens enganosas. Embora muitas vezes o ser humano não queira aceitar, é basicamente espiritual. E só pode ser feliz quando construir sobre o Senhor Jesus, a fonte da verdadeira paz e realização. Pena que, para entender isso, a pessoa precisa chegar a um ponto em que não sabe mais para onde ir, nem o que fazer. Olha para todos os lados buscando uma saída e só encontra sombras que o deixam cada vez mais confuso. Desespera-se, chora e busca inutilmente uma razão para estar vivo. O pior de tudo é que ninguém conhece sua angústia, porque ela habita no recôndito da alma.

Há momentos em que você se sente vazio? Tudo o que consegue não o satisfaz? Você corre e corre e não sabe exatamente atrás do quê? Antes de iniciar o dia, pense: “Uns confiam em carros, outros em cavalos; nós, porém, nos gloriaremos em o nome do Senhor, nosso Deus.”


Imagens do Google editado por Palavra Eficaz

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Vida restaurada- Salmo 19:9

Meditação Diária
VIDA RESTAURADA
 Alejandro Bullon

A lei do Senhor é perfeita e restaura a alma; o testemunho do Senhor é fiel e dá sabedoria aos símplices. Sal. 19:7.

Conheci Jean no pior momento de sua vida. Foi numa noite em que ele desmaiou enquanto eu apresentava a Palavra de Deus. No final da reunião, o trouxeram ao meu camarim. Estava com a vida completamente destruída. Desempregado, lar desfeito e prisioneiro do alcoolismo. Achava que não valia a pena continuar vivendo. Aquela noite fora ao ginásio esportivo porque um amigo a quem devia favores insistiu muito. A mensagem atingiu seu coração, a ponto de perder a consciência.

Três anos depois, tornei a vê-lo em circunstância completamente diferente: Era gerente de uma empresa de porte médio, seu lar estava reconstruído, tinha vencido o alcoolismo e refletia felicidade no olhar.

É isso que o salmo de hoje ensina: “A lei do Senhor é perfeita e restaura.” Restaurar significa fazer de novo, reconstruir, recriar. Por isso, algumas versões da Bíblia usam o verbo “converter”.

No original hebraico, a palavra lei é Torah, que abrange não apenas o decálogo, mas todos os ensinamentos bíblicos. Literalmente, Torah quer dizer: instrução, direção, ensino.

Precisamos ser ensinados, instruídos e dirigidos pela Palavra de Deus para não vivermos nos destruindo ao procurarmos a felicidade. E se alguém já está destruído, precisa urgentemente buscar os ensinamentos e o poder restaurador da Palavra de Deus.

Um dia, Jesus achou um paralítico. Aquele homem vivia arrastando sua humanidade pelos caminhos da vida. Não tinha sonhos, nem projetos, nem expectativas futuras. Só aquele presente doloroso, escuro e sem esperança. Mas Jesus apareceu e disse: “Levanta-te, toma o teu leito e anda.” João 5:8. Aí estava a palavra de Deus. A ordem era “levanta-te”. O paralítico só tinha duas opções, crer ou rejeitar. Ele creu, levantou-se e andou.

Esse é o poder restaurador da palavra divina. Restaura a alma. Cura por dentro, devolve a esperança, a vontade e dá sabedoria para evitar os erros do passado.

Por isso, hoje, antes de enfrentar os perigos que se escondem no caminho, lembre-se: “A lei do Senhor é perfeita e restaura a alma; o testemunho do Senhor é fiel e dá sabedoria aos aos símplices. Sal. 19:7.


Imagens do Google editado por Palavra Eficaz

domingo, 25 de agosto de 2013

Eu te amo MD- Salmo 18:1

Meditação Diária
Eu Te amo Senhor!
Eu te amarei do coração, ó Senhor, fortaleza minha. Salmo 18.01

Temos incontáveis motivos para amarmos a Deus. Um deles é pela proteção que nos oferece. Sentir o Senhor como uma rocha, é sentir segurança, abrigo, força.

Quando estamos abrigados em Jesus, somos vitoriosos em tudo. Esta convicção de vitória nos faz sentir alegria e paz. Dá uma sensação de leveza. Amar a Deus, além de ser uma das atitudes básicas do cristão, é a primeira que devemos praticar.

O primeiro mandamento da Lei de Deus, é “amar a Deus sobre todas as coisas”. Antes de amar pai, mãe, filhos, irmãos, é preciso amar a Deus.

Tão importante quanto amá-lo é confessar este amor. Quantos nunca disseram: Deus, eu Te amo!

Deus sabe e conhece nossos sentimentos, mas se agrada muito quando Lhe confessamos que O amamos. Ele é o nosso amor conscientemente.

Façamos uma análise em nossa vida, verificando que tipo de amor sentimos por Deus. Será que é um amor por medo? Por obrigação? Por vergonha? Por pedincha? Ou é um amor real, puro, verdadeiro, leal e sincero?

Amemos o Senhor, pois é digno de todo o amor. Digamos a cada momento com palavras e ações: Eu Te amo Senhor!
Raedir Dulce Silva

sábado, 24 de agosto de 2013

Perigos- MD-Salmos 17:5

Meditação Diária
Perigos no Caminho da Vida

Dirige os meus passos nos Teus caminhos, para que as minhas pegadas não vacilem. Salmos 17:5.

Em nosso tempo, mais do que nunca, os caminhos da vida são assediados de perigos para cuja descrição não encontro linguagem. Num único desvio do caminho do princípio santificado, Satanás alcança vantagem, e prossegue adiante e sempre adiante, mais e mais longe da justiça e da verdade. …

Para nenhuma pessoa viva, jovem ou idosa, há segurança contra as tentações de Satanás, e os que preferem ligar-se a homens profanos se embeberão de seu espírito e produzirão fruto semelhante. A única segurança para qualquer de nós está em andarmos humildemente diante de Deus, em ir aonde o Mestre indica o caminho. Há sempre segurança e proteção em obedecer a um “assim diz o Senhor”. …

Precisamos orar sem cessar. Dilate-se o coração em busca de Deus. Desabafe-se o coração em oração diária, a cada hora, crendo, confiando, apegando-se à promessa, dizendo como Jacó: “Não Te deixarei ir, se me não abençoares.” Gênesis 32:26. “Dirige os meus passos nos Teus caminhos”, ó Deus, “para que as minhas pegadas não vacilem” (Salmos 17:5), caindo nas covas que os homens cavaram para meus pés.

A remoção de uma só salvaguarda da consciência, o deixar de fazer justamente aquilo que o Senhor designou, um só passo no caminho de um princípio errado, muitas vezes leva a uma completa mudança da vida e dos atos. … Só estamos seguros em seguir o caminho em que Cristo dirige. O caminho se tornará mais claro, mais e mais iluminado, até ser dia perfeito.

O interesse do homem deve ser trabalhar em cooperação com Deus. Sozinho, seus pés resvalarão, mesmo no caminho que pareça mais seguro. Não podemos andar com segurança um só passo, seguindo a simples sabedoria humana. Se quisermos andar sem temor, devemos certificar-nos de que a mão de Jesus Cristo segure firmemente a nossa. E isto só podemos saber examinando a Palavra do Deus vivo. …
Deus deseja que os homens tenham a intuição de que dependem dEle, e que confiem naquela Mão capaz de salvar perfeitamente, naquele coração que palpita em resposta aos apelos da humanidade sofredora. Não devemos confiar no homem, nem fazer da carne nosso braço. Nossa confiança deve ser posta naquela Mão cálida de vida, e num coração que pulsa por amor dos desajudados. Carta 71, 1898.
Meditação Matinal de Ellen White – Nos Lugares Celestiais, 1968.
8 de setembro – Pag. 258 –

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Futuro-MD-Salmos 16:5

Meditação Diária
Tu Garantes meu Futuro 
 Pr. Olavo Feijó
Salmos 16:5 - O SENHOR é a porção da minha herança e do meu cálice; tu sustentas a minha sorte.

Depois de ter avaliado as reservas que fizera no passado, o Salmista achou furos em todas elas. Aí, escreveu: “Senhor, tu és a minha porção e o meu cálice; és tu que garantes o meu futuro” (Salmo 16:5).

Quer gostemos, quer não, temos futuro. Temos que enfrentá-lo, pois ele nos enfrenta. Daí a trabalheira toda para “garantir” nosso futuro. Ao ponto de, às vezes, nem vivermos direito as exigências do presente. E de não aprendermos direito as lições do passado. Achamos que uma boa conta de aposentadoria garante nosso futuro. Acreditamos até, que nossos filhos trarão garantia, se o futuro nos falhar.

O Salmista finalmente aprendeu a diferença entre as coisas e o Senhor as coisas. Após ter experimentado o sentimento enganoso de garantia dos “cálices” e das “porções”, Davi verificou que eles não lhe deram segurança. 

Mesmo quando concluía que as coisas materiais eram bênçãos do Senhor, no fim descobriu que a comunhão com o Senhor das coisas ultrapassa todas as possíveis garantias. 

A razão é simples: o Senhor é a garantia do meu futuro porque, na realidade, meu futuro é o Senhor. 

Não importa onde meu futuro estará. Certamente, quando eu lá chegar o Senhor já estará me esperando, com Suas garantias eternas. 

É uma questão de fé. Mas é, acima de tudo, uma questão de existência: desde já, o Senhor garante meu futuro.

Imagens do Google editado por Palavra Eficaz



quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Ciddão do Céu -Salmos 15:1

Meditação Diária
Qualidades do Cidadão dos Céus 
“Quem, Senhor, habitará no teu tabernáculo”? “Quem há de morar no teu santo monte”?Salmos 15:1

11 qualidades que indicam o perfil do verdadeiro cidadão dos céus.

Qualificações diante de Deus (v. 2)

1-Anda em sinceridade: Esta é uma qualidade do verdadeiro cidadão dos céus, demonstrada, primordialmente, diante de Deus. Em Gênesis 17:1, Deus ordenou a Abraão: “...anda na minha presença e sê perfeito”. Isso equivale a ser íntegro diante do Senhor. A palavra hebraica para integridade é tamin, significando que o indivíduo íntegro é aquele que diz o que faz e faz o que diz (Tg 2:12). O Apóstolo Paulo faz idêntica exortação: “Procura apresentar-se diante de Deus aprovado” ( 2 Tm 2:15).

2-Pratica a justiça: A justiça emana de Deus. O cristão só consegue viver bem diante do Senhor, se tiver a justiça divina. Noé foi um exemplo de homem que pratica a justiça e a retidão ( Gn 6:9). Davi conhecia a Deus como o verdadeiro Pastor, pois somente Ele ( Deus) pode nos guiar pelas veredas da justiça ( Sl 23:3b).

3- Qualificações diante dos homens:
Estas qualificações referem-se ao comportamento, ou conduta ética, do cidadão dos céus diante dos homens, sejam estes salvos ou não. Refletem o caráter ideal dos filhos de Deus. Tais qualidades podem servir de parâmetro para nossa auto-avaliação.

4-Fala a verdade
o cidadão dos céus chegou a essa condição porque, um dia, creu na verdade ( Jo 14.6b).  Ele (a) foi liberto (a) pela verdade ( Jo 8:32). Passou a adorar a Deus “em espírito e em verdade” (Jo 4:24). Foi santificado pela presença de Deus em sua vida. Em conseqüência, tem como característica básica ser pessoa que só fala “verazmente segundo o seu coração” (v. 2b).

5-Não difama o próximo (v. 3 a): Difamar vem do Latim (diffamare), significando “tirar a boa fama ou o crédito”, falar mal de alguém. O filho de Deus, os chamados por Deus, os eleitos de Deus, não agem assim. Se ele não puder falar bem do seu próximo, não há de falar mal. Tiago exorta a que não falemos mal uns dos outros ( Tg 4:11).

6-Não faz mal ao próximo ( v. 3b): Fazer mal é próprio dos malignos, dos maldosos, dos ímpios, que “...não dormem, se não fizerem o mal, e foge deles o sono se não fizerem tropeçar alguém” (Pv 4:16). O cristão demonstra, em todos os aspectos de sua vida, cultivar a benignidade, qualidade daquele que só faz o bem. Fazer o mal, no texto, tem um sentido amplo: refere-se a qualquer tipo de atitude que venha a prejudicar o próximo em qualquer circunstância, quer no aspecto moral, quer no social, quer no espiritual ou físico. Quem faz o mal colherá o fruto do que anda semeando (Gl 6:7).

7-Não aceita afronta contra o seu próximo (v. 3c): Afronta quer dizer ofensa, ultraje, humilhação, de modo agressivo, de uma pessoa contra outra. O cristão é capaz de suportar a afronta contra si mesmo, demonstrando o fruto do Espírito – a longanimidade, mas “não aceita nenhuma afronta contra o seu próximo”.

8-Despreza o réprobo (v. 4): Réprobo é sinônimo de reprovado, mal, perverso. O cidadão dos céus não pode aprovar, por ação ou omissão, o comportamento dos ímpios. Deve amá-los, espiritualmente, como Cristo os ama, mas desprezar suas práticas pecaminosas.

Neemias, ouvindo o falso convite de Sambalate, Tobias e Gesém, logo os desprezou: “Estou fazendo uma grande obra, de modo que não poderei descer” (Ne 6:2-3). Jesus, diante da ameaça de Herodes, um governante réprobo, desprezou-o de imediato, chamando-o de raposa (Lc 13:32).

9-Honra aos que temem a Deus (v. 4b): Os que temem a Deus, de modo geral, estão entre os que são considerados “como lixo deste mundo e como escória de todos” (I Co 4:23). Desse modo, só quem está em condições de honrar aos que temem a Deus são os verdadeiros cidadãos do céu. Os pais crentes devem amar e honrar a seus filhos; estes devem honrar a seus pais; os esposos devem honrar as esposas e vice-versa; os fiéis devem honrar os pastores e estes aos fiéis.

10-Cumpre os seus compromissos (v. 4c): O texto do Salmo diz: “aquele que, mesmo que jure com dano seu, não muda”. No Antigo Testamento, as pessoas faziam juramento diante de contratos e acordos. No Novo Testamento, vemos que Jesus nos ensinou a não jurar nem pelo céu nem pela terra (Mt 5:34). Ele exortou seus seguidores a serem pessoas íntegras no cumprimento da palavra, dizendo: “Seja, porém, o vosso falar: sim, sim; não, não, por que o que passa disso é de procedência maligna” (Mt 5:37).   

11-a)Não empresta seu dinheiro com usura (v. 5): Pedir dinheiro emprestado não é coisa boa (ver Pv 22:7). As vezes, porém, certas circunstâncias obrigam o cristão a fazê-lo. Se tivermos condições de ajudar alguém, concedendo-lhe um empréstimo, devemos fazê-lo de modo cristão e compassivo (Sl 37:26), sem explorar o próximo.

b)Não aceita suborno (v. 5b): Suborno quer dizer peita, corrupção. Subornar é dar dinheiro para conseguir alguma coisa que vá de encontro à moral e aos princípios cristãos. O cidadão do céu jamais aceita tal prática seja contra o culpado e muito menos contra o inocente. No mundo sem Deus, a prática do suborno é comum. Mas, como cristãos, devemos condenar esta prática.

Seis palavras apenas são usadas, no final do salmo, para descrever o galardão do verdadeiro cidadão do céu: “quem faz isto nunca será abalado”. Isto é, quem age de acordo com as qualidades do verdadeiro cidadão do céu, jamais sofrerá qualquer abalo.  

Pr. Elias Lombardi
Adaptado para esta meditação
Imagens do Google editado por Palavra Eficaz


quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Busque a Deus- MD-Salmos 14:2

Meditação Diária
Busque a Deus
"O Senhor olha desde os céus para os filhos dos homens, para ver se há alguém que tenha entendimento e busque a Deus." Salmos 14:2

Ter um bom entendimento do profundo amor de Deus por nós é muito importante, pois isto é a fundação sobre a qual uma vida cristã vitoriosa é construída.

Às vezes, pensamos que o Senhor nos esqueceu, que Ele não se importa conosco, chegamos até a pensar que Ele não nos ama, mas o Senhor continua a procurar os perdidos para abraçá-los, os doentes para curá-los, os desesperados para aliviá-los.

As trevas têm tentado dominar a terra, destruindo famílias inteiras, no ódio, nos vícios, nas guerras e conflitos, entretanto, o Senhor Deus continua esperando que nós, os seus filhos, manifestemos ao mundo o Seu Poder e o Seu Amor.

Há um Deus eterno que está disposto a nos ajudar em todos os momentos.

Há um Deus eterno que pode nos salvar de toda a tribulação e tentação, e nos  levar para o Seu reino de glória.

Deus  quer nos dar entendimento espiritual  seja através da Leitura da Bíblia, da oração, do conselho de pessoas ungidas por Ele.

"O Senhor olha desde os céus para os filhos dos homens, para ver se há alguém que tenha entendimento e busque a Deus." Salmos 14:2

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Até quando - MD- Salmo 13:1

Meditação Diária
ATÉ QUANDO?
Alejandro Bullon
Até quando, Senhor? Esquecer-Te-ás de mim para sempre? Até quando ocultarás de mim o Teu rosto? Sal. 13:1.

A pergunta de Davi é uma que nós fazemos com freqüência, em tempos de dificuldade. O salmista se fez esta pergunta seis vezes. Até os mártires do evangelho perguntaram: “Até quando, ó soberano Senhor?” Apoc. 6:10.

Sei que há momentos tão escuros na vida que, humanamente, sentimos que Deus Se esqueceu de nós. Davi passou por muitos momentos assim. Quando ele escreveu este salmo, estava fugindo de Saul. Eram tempos difíceis. Um dia, até chegou a dizer: “Há um passo entre mim e a morte”. I Sam. 20:3.

De quem você está fugindo hoje? Que problema tenta esquecer? Que tipo de pressões enfrenta? Porventura já veio à sua mente que a única saída poderia ser abandonar tudo e desaparecer? Você olha para todo lado e não vê luz? Clama e dá a impressão de que Deus não responde?

Todos os dias precisamos aprender a lidar com os sentimentos. Eles, com frequência, são traiçoeiros. Quando estamos bem, nos fazem sentir que estamos mal e vice-versa. Distorcem a realidade. Colocam uma venda em nossos olhos e nos impedem de enxergar a mão poderosa de Deus.

Outro dia, minha esposa e eu voamos de Charlotte para Saint Louis. O céu estava escuro e chovia bastante. Quando a aeronave começou a ganhar altura, vimos algo que nos ensinou uma grande lição. O avião tremeu ao atravessar as nuvens, mas em poucos minutos voava num céu azul e calmo, onde o sol brilhava em todo o seu esplendor.

Ah!, meu amigo, pode ser que neste momento a sua vida pareça rodeada de nuvens escuras, mas não se esqueça de que, por cima delas, o sol brilha. Não há nuvem, nem tempestade capaz de apagar o sol.

Portanto, não se desespere. Se Deus, na Sua infinita sabedoria permite que você viva o momento que está vivendo, é porque tem algo maior e melhor para você. Espere um pouco e o sol brilhará de novo. Deus não Se esqueceu de você. Não dorme nem dormita. Continua vigilante. Portanto, não se pergunte como Davi: “Até quando, Senhor? Esquecer-te-ás de mim para sempre? Até quando ocultarás de mim o Teu rosto?”

Imagens do Google editado por Palavra Eficaz

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Guardado por Deus- MD- Salmos 12:7

Meditação Diária
Guardado por Deus
Pr Sérgio Fernandes

Tu os guardarás, SENHOR; desta geração os livrarás para sempre. Salmos 12:7

A Igreja de Jesus é uma nação sem limites geográficos. Os cristãos estão espalhados nos quatro cantos desta terra, convivendo com uma sociedade ímpia e que não teme ao Senhor. Por toda esta era será assim, enquanto aguardamos o retorno de Jesus. E sabe por que nós não perecemos? Porque temos sido guardados por Deus.

Somente em Deus temos verdadeira segurança! Podemos enfrentar o mundo, o diabo e a nossa velha natureza, mas sairemos vencedores porque temos sido guardados por um Deus Todo Poderoso. As aflições poderão surgir, mas não nos deixaremos abalar, pois Deus tem nos guardado em Seus propósitos soberanos. O mundo pode nos odiar, mas Nosso Pai Celestial nos ama e nos protege em tempos de aflição.

"Estou guardando você". Quem tem ouvidos para ouvir, ouça!

domingo, 18 de agosto de 2013

Justiça- MD- Salmos 11:7

Meditação Diária
O QUE É JUSTIÇA?
Alejandro Bullon
Porque o Senhor é justo, Ele ama a justiça; os retos Lhe contemplarão a face. Sal. 11:7.

Só quero justiça”, reclama a mãe diante do cadáver de seu filho de dezesseis anos que acaba de ser assassinado. “Não é justo”, reclama o pai aflito diante dos escombros de sua casa depois que a enchente passou. “Se houvesse justiça não existiriam tantas crianças abandonadas”, raciocina o assistente social diante da gigantesca tarefa de atender aos meninos de rua, cujo número aumenta a cada dia.

Afinal, o que é justiça? Como se faz justiça? O que significa ser justo? Algumas versões traduzem o texto de hoje da seguinte forma: “Porque o Senhor é justo, e ama a justiça...” Na linguagem original não aparece a conjunção “e”. O texto literalmente dá a entender que a justiça é parte da própria natureza divina. Deus não é justo e ama a justiça. Ele ama a justiça porque é justo. Não tem outro jeito de ser. Sua natureza é justa.

Mas o texto não se limita a descrever o caráter justo de Deus. Entra na esfera humana e complementa: “Os retos Lhe contemplarão a face.” Só a luz pode conviver com a luz. As trevas são destruídas pelo poder da luz. Como poderia o homem, sendo injusto, rodeado de trevas, contemplar a face cheia de luz do Deus justo? Seria impossível.

Portanto, se o ser humano quer ser justo, só tem um caminho. Paulo afirma: “Aquele que não conheceu pecado, Ele O fez pecado por nós, para que, nEle, fôssemos feitos justiça de Deus.” II Cor. 5:21.

Em Jesus, o ser humano não adquire justiça; torna-se justo. O cristão não quer simplesmente “fazer” justiça, como se fosse um dever a ser cumprido. Ele ama a justiça porque é justo, e é justo porque está em Jesus.

Você gostaria de ser justo? Gostaria de administrar justiça com sabedoria em qualquer circunstância da vida? Só tem um caminho: Jesus. Por isso, hoje, antes de iniciar os labores cotidianos, busque a Jesus, converse com Ele. Não vá para a rua sem Ele. Ele é a Pessoa-Justiça.

Entre seus amigos e familiares, no trabalho, na escola, enfim, por onde você andar, que todos vejam a própria justiça em você, “porque o Senhor é justo, Ele ama a justiça; os retos Lhe contemplarão a face”.


Imagens do Google editado por Palavra Eficaz


sábado, 17 de agosto de 2013

Busque a Deus- MD-Salmo 10:4

Meditação Diária
Busque a Deus
Alejandro Bullon
O perverso, na sua soberba, não investiga; que não há Deus são todas as suas cogitações. Sal. 10:4.

O salmista declara que o ser humano nega a existência de Deus por causa da soberba. O homem não investiga. O seu orgulho o aprisiona. Acha que sabe tudo. Considera-se superior aos outros na sua maneira de ver o Universo e a obra da criação. Não tem humildade para reconhecer suas limitações de criatura. Prefere ser seu próprio Deus, determinar seus valores e fixar seus conceitos morais.

O resultado dessa atitude soberba e atrevida é a corrupção. Ele torna-se perverso. Perversidade é a maximização da maldade.

Quando você acha que já conhece toda a maldade humana, o perverso ainda o surpreende. Por quê? Porque ele não conhece limites. Ele impõe suas próprias regras. Decide chamar o bem de mal, e o mal de bem. Coloca os valores de cabeça para baixo.

Quem determina o que é moral ou imoral? A sociedade por voto da maioria? O governo? A igreja? Cada um? Todas essas instituições são mutáveis porque têm como componente principal o ser humano, que hoje é e amanhã não é mais. Mas, por causa de sua temporalidade, a criatura procura algo concreto para apegar-se. No fundo do seu ser, ele anela permanência, e essa permanência só pode ser encontrada em Deus. Mas aí surge o drama do incrédulo. Ele nega a existência de Deus porque inconscientemente acha que Deus é um atentado contra sua liberdade. Ao mesmo tempo, precisa dEle na sua desesperada temporalidade.

A Bíblia é o único livro de valores absolutos; portanto, é o único lugar onde podemos achar valores morais permanentes. Mas o texto de hoje afirma que a soberba não permite ao perverso investigar. Algumas versões dizem: “Não busca a Deus.” Prefere olhar para dentro de si ou, na melhor das hipóteses, para as coisas criadas. Não busca a Deus. Gasta o tempo investigando qualquer outro tema, mas não há tempo para Deus.

Quanto tempo de seu programa diário você dedica a Deus? Somente Ele é capaz de preencher o vazio de qualquer coração. Somente Deus é capaz de colocar ordem em qualquer vida e trazer esperança onde só existe desespero. Por isso, hoje, antes de começar suas atividades, lembre-se de que “o perverso na sua soberba não investiga; que não há Deus são todas as suas cogitações”.


Imagens do Google editado por Palavra Eficaz

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Promessa Alentadora-MD-salmo 9

Meditação Diária
Promessa alentadora
Alejandro Bullon
Pois o necessitado não será para sempre esquecido, e a esperança dos aflitos não se há de frustrar perpetuamente. Sal. 9:18.

Há quanto tempo você está suplicando por uma determinada bênção e o Senhor parece não Se importar com seu pedido? O salmista apresenta hoje uma promessa alentadora. Você não será para sempre “esquecido”, e não será perpetuamente frustrado. Não é uma grande notícia?

Mas existe uma condição para que a promessa divina se cumpra. Você precisa ser um aflito necessitado. Aqui não se fala de dois tipos de pessoas. Você sabe que esta é uma poesia hebraica e a beleza da poesia hebraica não está na rima, e sim no paralelismo.

O paralelismo é a repetição do mesmo pensamento em duas frases aparentemente diferentes. Assim, o necessitado da primeira frase é o aflito da segunda. Você pode estar aflito hoje, se estiver enfrentando algum problema. Mas não se sentir necessitado.

A palavra hebraica para necessitado é ebyôn, e é usada pelo menos em três aspectos diferentes. Para referir-se a um estado de pobreza material, a uma pessoa que não tem posição social ou a uma atitude de humildade diante de Deus. Inclusive, o verbo hebraico necessitar, Abah, significa aceitar, consentir. Ninguém aceita a intervenção de outro se não for necessitado.

Quando o ser humano acha que Deus está demorando a responder, é geralmente porque não chegou ao estado de necessidade espiritual que o leva a aceitar a intervenção divina em sua vida.

Naquela noite, no mar da Galiléia, os discípulos lutaram com as ondas e o vento contrário enquanto tiveram forças. Eram pescadores acostumados às tempestades e tormentas. Para que pedir ajuda? Eles podiam resolver sozinhos o problema.

Mas, na quarta vigília, lá pelas quatro ou cinco da manhã, quando não tinham mais forças, quando o orgulho e a suficiência humana haviam desaparecido e sentiam-se “necessitados”, Jesus apareceu andando sobre as águas para socorrê-los.

Sentir-se necessitado não é um assunto de palavras nem de lágrimas. É uma atitude do coração. É o que você e eu precisamos aprender diariamente, porque a promessa do Senhor é que “o necessitado não será para sempre esquecido, e a esperança dos aflitos não se há de frustrar perpetuamente”.

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Que é o homem? MD-Salmo 8:4

Meditação Diária
Que é o homem?
Alejandro Bullon
Que é o homem, que dele Te lembres? E o filho do homem, que o visites? Sal. 8:4.

Outro dia, um homem envolvido em mil e um problemas disse: “O que vim fazer neste mundo? Vim só para sofrer? Melhor teria sido não haver nascido.” Alguma vez você já se perguntou para que veio ao mundo? Qual é o propósito de sua existência? Quem é você?

Uma noite, o salmista contemplava o céu infinito, a lua e as estrelas e, de repente, ao ver toda aquela beleza natural, perguntou com espontaneidade: “Que é o homem?” O que é o homem diante da magnificência do Universo? Uma partícula de pó? Nada? Quase nada?

Enquanto muitos acreditam que o ser humano é nada mais do que um animal racional, ou seja, um animal um pouco superior aos outros animais, Davi, contemplando o espetáculo daquela noite maravilhosa, responde sua própria pergunta, afirmando: “Fizeste [o homem], ... por um pouco, menor do que Deus.” Sal. 8:5.

Que é o homem, afinal de contas? Um pouco maior que os bichos ou um pouco menor que os anjos? Depende da sua perspectiva. Para você, o homem é fruto do acaso? Um acidente milenar? Ou fruto do amor maravilhoso de Deus?

Se ele é fruto do acaso, então sua existência não tem um propósito. Tudo que acontece com ele é um acidente. Ele é uma pobre vítima de um destino desconhecido.

Por outro lado, se é fruto do amor de Deus, ele sabe de onde vem e para onde vai. Tem nas mãos o mapa que o conduzirá à realização de seus sonhos. Tem à sua disposição a Tocha que iluminará sua vida nas circunstâncias mais escuras. Tem o braço forte de seu Criador, que a cada passo sussurra aos seus ouvidos: “Não tenha medo, Eu serei contigo.”

Você pode estar vivendo o drama mais horrível da vida. Como ser humano sujeito ao desânimo e ao derrotismo, pode sentir que não existe saída para os problemas que o rodeiam. Mas se acreditar que você é fruto do amor de Deus, até a dor e as lágrimas têm sentido. Nada que acontece na vida dos filhos de Deus acontece por acidente. Tudo tem um propósito. Talvez ele não possa ser visto hoje, mas amanhã será esclarecido.

Por isso, hoje, tente olhar além das nuvens. Diante da pergunta do salmista: “Que é o homem, que dele Te lembres?” Responda: Eu sou um filho maravilhoso de Deus.

Imagens do Google editado por Palavra Eficaz


Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis