Translate

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Desviando o Foco- MD-Mateus 5:7

Meditação Diária-
Caminhando com Jesus Cristo
Desviando o Foco
George R.Knight

Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. Mateus 5:7.

A quinta bem-aventurança nos apresenta um ponto crítico. As quatro primeiras tratam de nossa relação com Deus. A quinta começa a tratar de nosso relacionamento com outras pessoas. O mesmo é verdade com respeito às últimas três. Assim, a maneira mais simples de dividir as Bem-aventuranças é como a das tábuas dos Dez Mandamentos.

Há uma verdade profunda na base dessa disposição. O cristianismo não é simplesmente uma questão de amar e ter afeição por Deus. Lon­ge disso. Os dois Testamentos ilustram o cristianismo como amor tanto a Deus como às outras pessoas. Não estamos tratando de “um ou outro”, mas de “um e outro”.

Na verdade, para mim, é impossível amar a Deus sem amar os ou­tros. De igual forma, se realmente refletirmos nisso, é impossível amar genuinamente as outras pessoas, sem amar a Deus. O máximo que você transmita de amor a um irmão ou irmã, desvinculado do amor divino, é meramente uma forma mais sutil de egoísmo humano. Isto é, eu o amo por causa do que você pode fazer por mim.

Nosso Senhor escolheu cuidadosamente a ordem das Bem-aventu­ranças para representar a ordem de nossa salvação. Cada bem-aventu­rança segue a sequencia lógica da anterior. Assim, quando percebo que não tenho justiça em mim mesmo e sou verdadeiramente humilde de espírito, reconheço minha extrema debilidade. Clamo por livramento, e a percepção de meu verdadeiro estado me torna genuinamente man­so em vez de altivo e imponente. Percebendo minha condição deses­perada, naturalmente sinto fome e sede do perdão e da capacitadora justiça de Deus.

Nesse ponto, o Deus de todas as misericórdias entra em cena e aceita meu arrependimento, me declara perdoado, e implanta em mim um novo coração. Sou redimido, salvo por Sua misericórdia para co­migo. Essa é a promessa das quatro primeiras bem-aventuranças.

Mas como devo responder? Esse é o assunto da “segunda tábua” das Bem-aventuranças. Serei misericordioso, puro de coração, pacificador c paciente quando tratado injustamente. Em resumo, através do poder de Deus me tornarei mais e mais semelhante a Jesus.

(Texto de George R.Knight)
Outras publicações: http://www.cpb.com.br/

Você pode caminhar com Jesus Cristo hoje, e durante todos os dias, pois como nosso companheiro eterno Ele caminha conosco, ele está sempre com todos nós, embora somente poucos o percebam.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Fartos mas não saciados- MD-Salmo 42:1 e 2.

Meditação Diária-
Caminhando com Jesus Cristo
Fartos mas não saciados
George R.Knight

Como suspira a corça pelas correntes das águas, por Tí, ó Deus, suspira a minha alma. A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo. Salmo 42:1 e 2

Água e comida são os mantimentos da vida. Sem elas, todas as outras coisas perdem o significado. Afinal, o que importa ter um carro novo ou uma casa se o proprietário está perecendo de fome ou sede?

E ainda há algo bastante singular sobre a comida e a água. Pode­mos comer e beber até ficarmos fartos, mas no dia seguinte sempre pre­cisamos de mais. Ficamos fartos, mas nunca saciados num sentido per­manente.

O mesmo é verdade em nossa experiência com Deus. Podemos es­tar cheios, mas sempre desejamos mais. E assim será através dos sécu­los sem-fim da eternidade. Sempre desejaremos mais do Seu amor e companheirismo, e sempre desejaremos nos tornar mais semelhantes a Ele. Uma das alegrias do Universo é que podemos estar fartos sem es­tar permanentemente saciados. O Céu já começou para os cristãos no sentido de que a alegria da fartura de Deus já começou em nossa vida.

Ao mesmo tempo em que é verdade que os filhos de Deus sempre te­rão fome de Sua amabilidade, também é importante reconhecer a im­portância de Sua abundância no presente. Quando lemos que os que têm fome e sede de justiça “serão fartos”, estamos lendo o evangelho na íntegra.

A fartura é tanto uma promessa presente como futura. É Deus quem proporciona a abundância para aqueles que O desejam. Aqui es­tá o evangelho da graça. A abundância é um dom gratuito de Deus pa­ra todo aquele que vem a Ele. “O que vem a Mim”, disse Jesus, “de mo­do nenhum o lançarei fora.” João 6:37. Essa é uma promessa absoluta. Todos  os que têm fome e sede de justiça serão fartos.

Hoje eles serão fartos com a justiça perdoadora de Deus, enquan­to são resgatados da penalidade do pecado. Diariamente eles serão far­tos com a justiça santificadora de Deus, enquanto lhes é concedida a vitória sobre o poder do pecado em sua vida. E na segunda vinda serão fartos com a justiça glorificadora, enquanto são resgatados da presença do pecado.
 (Texto de George R.Knight)
Outras publicações: http://www.cpb.com.br/

Você pode caminhar com Jesus Cristo hoje, e durante todos os dias, pois como nosso companheiro eterno Ele caminha conosco, ele está sempre com todos nós, embora somente poucos o percebam.




terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Fome Espiritual- MD- Isaías 26:9

Meditação Diária-
Caminhando com Jesus Cristo
Testes da Fome Espiritual
George R.Knight  
       
Com minha alma suspiro de noite por Ti e, com o meu espírito dentro de mim, eu Te procuro diligentemente. Isaías 26:9.

Os cristãos não devem ter dúvida quanto às suas prioridades. Cada um de nós é capaz de comprovar na intimidade de nossos pensamentos que sentimos fome e sede, o que buscamos com mais diligência  e o que tem mais valor para nós. Hoje faremos um pequeno exercício de exame de consciência.

O teste de máxima importância é o do coração. Seguindo essa linha  descobri uma declaração em Caminho a Cristo, especialmente penetrante  “Se somos de Cristo, nossos pensamentos com Ele estarão, e nEle se concentrarão as nossas mais doces meditações. Tudo que temos e somos a Ele será consagrado. Almejaremos trazer a Sua imagem, possuir Seu Espírito, cumprir Sua vontade e agradar-Lhe em todas as coisas.” - Pág. 58.

Essa citação suscita um segundo teste de nossas prioridades - o de fazer a vontade de Deus. Afinal, ações exteriores honestas são uma extensão dos valores do coração. Naturalmente, nem todas as pessoas têm os pensamentos e vida coerentes. Balaão, o falso profeta, disse: “A minha alma morra da morte dos justos, e seja o meu fim como o seu.” Núm. 23:10. Mas ao mesmo tempo que Balaão desejava morrer a morte dos justos, ele não queria viver a vida dos justos. Ele tinha fome e sede das coisas erradas.

Isso nos leva a um terceiro teste. Se tenho verdadeiramente fome e sede das coisas de Deus, não gastarei todo o meu tempo na escravidão das coisas terrenas. Na verdade, estarei livre da dependência das coisas terrenas que promovem minha própria satisfação.

Por último, se tivermos verdadeiramente fome e sede de Deus, estaremos livres dos falsos pontos de vista e atitudes direcionados ao próprio eu. “A vista de nossa pecaminosidade impele-nos para Ele, que é capaz de perdoar; e quando a alma, reconhecendo o seu desamparo, anseia por Cristo, Ele Se revelará em poder. Quanto mais a sensação de nossa necessidade nos impelir para Ele e para a Palavra de Deus, tanto mais exaltada visão teremos de Seu caráter, e tanto mais plenamente refletiremos a Sua imagem.” - Caminho a Cristo, pág. 65.
(Texto de George R.Knight)
Outras publicações: http://www.cpb.com.br/

Você pode caminhar com Jesus Cristo hoje, e durante todos os dias, pois como nosso companheiro eterno Ele caminha conosco, ele está sempre com todos nós, embora somente poucos o percebam.
www.palavraeficaz.com


segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

As Muitas Faces- MD-Gênesis 3:8-10.

Meditação Diária-
Caminhando com Jesus Cristo
As Muitas Faces do Desejo
George R.Knight

Quando ouviram a voz do Senhor Deus, que andava no jardim pela viração do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus, o homem e sua mulher, por entre as árvores do jardim. E chamou o Senhor Deus ao homem e lhe perguntou: Onde estás? Ele respondeu: Ouvi a Tua voz no jardim, e, porque estava nu, tive medo, e me escondi. Gênesis 3:8-10.

Todos os problemas no mundo atual resultam do fato de que a humanidade não está bem com Deus. Todos os nossos anseios e frustrações se originam nesse conceito.

Ter fome e sede de justiça basicamente significa desejar estar livre do pecado em todas as suas formas. Consequentemente, essa fome e sede é  um desejo de estar bem com Deus.

D. Martyn Lloyd-Jones nos ajuda a entender a questão quando escreve  “O homem que tem fome e sede de justiça é aquele que vê que o pecado e a rebelião o separam da presença de Deus, e anseia restaurar o antigo relacionamento, o relacionamento original de justiça na presença de Deus. Nossos primeiros pais foram criados justos na presença de Deus. Eles habitaram e caminharam com Ele. Esse é o relacionamento que tal homem deseja.”

Ter fome e sede de justiça também significa desejar estar livre do poder do pecado em nossa vida diária, um poder que nos induz à sujeição aos maus hábitos e a relacionamentos deficientes.

Mas ter fome e sede de justiça é mais do que isso. E o desejo de ficar livre do próprio desejo de pecar. Mesmo os cristãos devem lidar com o horrível fato de que ainda desejam pecar, embora depois reconheçam seu poder de destruição.

No fim das contas, ter fome e sede é o desejo de ficar livre do eu e da centralização no eu com todas as suas variações. E o amor ao próprio eu que toma, a nós e aos que estão à nossa volta, infelizes.

Senhor ajuda-nos hoje a ter fome e sede dessas coisas que mais precisamos que verdadeiramente nos fartarão.(Texto de George R.Knight)
Outras publicações: http://www.cpb.com.br/

Você pode caminhar com Jesus Cristo hoje, e durante todos os dias, pois como nosso companheiro eterno Ele caminha conosco, ele está sempre com todos nós, embora somente poucos o percebam.
www.palavraeficaz.com

domingo, 27 de janeiro de 2013

Questão de Prioridades- MD-Lucas 15:16-18


Meditação Diária
Caminhando com Jesus Cristo
Uma Questão de Prioridades
George R.Knight

Ali, desejava ele fartar-se das alfarrobas que os porcos comiam; mas ninguém lhe dava nada. Então, caindo em si, disse: Quantos trabalhadores de meu pai têm pão com fartura, e eu aqui morro de fome! Levantar-me-ei, e irei ter com o meu pai. Lucas 15:16-18.


Quão ruins as coisas têm que se tornar? A que ponto elas têm que chegar antes que eu reconheça minha necessidade? Quão miserável tenho que me tornar antes de voltar-me para as riquezas de meu Pai celeste?

John Darby escreveu: “Sentir fome não é suficiente; preciso estar realmente morrendo de fome para chegar a reconhecer o que está no coração de Deus para mim. Quando o filho pródigo estava com fome, ele foi se alimentar das alfarrobas, mas quando ele ficou morrendo de fome, voltou-se para seu pai.” Essa é a fome à qual se refere a quarta bem-aventurança.

Como pastor evangelista, eu frequentemente recebia pessoas que vinham a algumas de minhas reuniões ou estudos bíblicos e então desistiam  Algumas dessas pessoas desejavam ser religiosas, mas não muito  Tinham uma pequena fome das coisas de Deus, mas não um tipo de fome insaciável. Muitas pessoas desejam escolher a dedo o que lhes convém, para mordiscar as beiradas da religião. Sentem-se basicamente felizes da maneira que são. Não reconhecem uma profunda necessidade de humildade de espírito. Contudo, não caem em si, como fez o filho pródigo.

Isso as priva da bênção que Deus tem para elas. Como Maria, a mãe de Jesus, colocou: Ele “encheu de bens os famintos e despediu vazios os ricos”. Luc. 1:53.

Estamos lidando aqui com uma questão de prioridades. Cada um de nós preenche a vida com alguma coisa todos os dias. Mas essa coisa varia grandemente de pessoa para pessoa.

Precisamos perceber neste dia que apenas os  que desesperadamente  com todo o coração, têm fome e sede da justiça de Deus é que serão fartos.

Hoje é o dia de colocar o estudo diário da Bíblia e a oração sincera no topo de sua lista de prioridades. (Texto de George R.Knight)
Outras publicações: http://www.cpb.com.br/

Você pode caminhar com Jesus Cristo hoje, e durante todos os dias, pois como nosso companheiro eterno Ele caminha conosco, ele está sempre com todos nós, embora somente poucos o percebam.
www.palavraeficaz.com

sábado, 26 de janeiro de 2013

Em Meio ao Desespero MD- Salmo 63:1

Meditação Diária-
Caminhando com Jesus Cristo
Uma Lição em Meio ao Desespero
George R.Knight

Ó Deus, Tu és o meu Deus forte; eu Te busco ansiosamente; a minha alma tem sede de Ti; meu corpo Te almeja, como terra árida, exausta, sem água. Salmo 63:1.

Bem poucos de nós já enfrentaram fome e sede que ameaçassem a vida. Pensamos em sede como ter que esperar uma hora num dia quente para beber algo, e em fome como ficar sem comer duas refeições  Esse não é o tipo de fome e sede das quais Jesus está falando em Mateus 5:6. Ele está Se referindo à fome que não pode ser saciada com uma refeição no meio da manhã, à sede desesperada de pessoas que sentem que morrerão, a menos que bebam água.

E. M. Blaiklock conta a história de uma grande tropa de soldados Aliados na Primeira Guerra Mundial. Enquanto perseguiam o inimigo em retirada através do Deserto Árabe, eles deixaram para trás a tropa de camelos que carregava a água. Quando as provisões de água acabaram, a cabeça deles começou a doer, os lábios ficaram secos, e eles ficaram abatidos e desorientados. Começaram a ver miragens. Só pensavam em água, enquanto seus companheiros morriam no deserto.

Eles estavam literalmente lutando pela sobrevivência quando expulsaram as forças turcas de Sherish e de seus poços doadores de vida.

Enquanto a água era distribuída, foi exigido que milhares dos que estavam em melhores condições ficassem de lado, enquanto os feridos e outros recebiam sua porção. Passaram-se quatro horas até que o último homem bebesse. No entanto, durante esse tempo, eles estiveram a poucos metros de milhares de litros da mesma substância que fora sua maior preocupação nos dias de marcha pelo deserto.

Relata-se que um dos oficiais salientou o seguinte: “Acredito que todos aprendemos nossa primeira verdadeira lição bíblica na marcha de Berseba aos Poços de Sherish. Se essa fosse a nossa sede por Deus, por justiça, e por Sua vontade em nossa vida, se fosse um desejo ardente e prioritário, quão ricos no fruto do Espírito seríamos.”

Jesus disse: “Aquele, porém, que beber da água que Eu lhe der nunca mais terá sede” (João 4:14) e “Eu sou o pão da vida; o que vem a Mim jamais terá fome; e o que crê em Mim jamais terá sede”, João 6:35. (Texto de George R.Knight)
Outras publicações: http://www.cpb.com.br/

Você pode caminhar com Jesus Cristo hoje, e durante todos os dias, pois como nosso companheiro eterno Ele caminha conosco, ele está sempre com todos nós, embora somente poucos o percebam.
www.palavraeficaz.com

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Mais Sobre Justiça- MD- Salmos 119:172

Meditação Diária-
Caminhando com Jesus Cristo

Mais Sobre Justiça
George R.Knight

Todos os Seus mandamentos são justiça. Salmo 119:172.

No Evangelho de Mateus, justiça representa mais do que estar com Deus. Também implica ser como Deus em caráter. Portanto, embora na quarta bem-aventurança a justiça seja principalmente algo á ser recebido pela fé na graça de Deus, em vez de algo a ser alcançado pelos próprios esforços, esse aspecto não está totalmente ausente. Afinal de contas, os justos devem ser misericordiosos (a quinta bem-aventurança) e puros de coração (a sexta).

Em resumo, a justiça com a qual os que têm fome e sede devem estar repletos é tanto ativa como passiva. Em outras palavras, a justiça está relacionada com a santificação tanto quanto com a justificação.

O evangelho de Cristo não apenas me salva da penalidade do pecado, mas também do poder reinante do pecado em minha vida diária. Em vez de disseminador de contendas, Deus deseja tornar-me um pacificador. Em vez da concupiscência, Ele deseja impregnar-me com pureza de coração. Em vez de egoísta e imperceptivelmente mesquinho (e às vezes não tão imperceptivelmente), Ele deseja me transformar em um cristão misericordioso. Em resumo, Deus deseja que cada um de nós se torne como Ele em caráter.

Por isso, a palavra “justiça” na quarta bem-aventurança abrange as duas partes das Bem-aventuranças. Jesus nos promete tanto nos perdoar de nossos pecados e imperfeições como nos transformar á Sua imagem.

Mas essa transformação – isso deve ser constantemente enfatizado enchendo com Seu Santo Espírito, para que tenhamos condições de viver a vida cristã.

Tanto a graça perdoadora de Deus como Sua graça habilitadora estão refletidas na palavra “justiça”, da quarta bem-aventurança. Ambas vêm através da fé no Deus que amou tanto o mundo, que deus Seu único Filho para salvar seres humanos inúteis e sem esperança.

Louvado seja Deus pelas boas novas! 

(Texto de George R.Knight)
Outras publicações: http://www.cpb.com.br/

Você pode caminhar com Jesus Cristo hoje, e durante todos os dias, pois como nosso companheiro eterno Ele caminha conosco, ele está sempre com todos nós, embora somente poucos o percebam.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Evangelho Desvendado-MD- Isaías 55:1

Meditação Diária-
Caminhando com Jesus Cristo

O Evangelho Desvendado
George R.Knight
                  
Escutem os que tende sede, venham beber água! Venham, os que não têm dinheiro: comprem comida e comam! Venham e comprem leite e vinho, que tudo é de graça. Isaías 55:1

A quarta bem-aventurança é uma das promessas mais importantes da Bíblia. Os que tende fome e sede de justiça serão fartos. Essa é uma promessa categórica. Ela não diz que eles “podem” ser fartos, mas que “serão”. É a boa nova que permanece no ponto focal no Novo Testamento.

Justiça é uma palavra com muitos significados. Nesse contexto, implica o clímax de estar bem com Deus em relacionamento de como Ele em caráter.

Os seres humanos têm tristemente falhado nesses aspectos. Paulo coloca isso de forma sucinta, quando menciona que “todos pecaram e carecem da glória de Deus”. Rom. 3:23. O reconhecimento desse fato em nossa experiência pessoal é o que significam humildade de espírito e lamentação. Os que são guiados pelo espírito têm um profundo senso de indignidade acerca de sua impotência para fazer qualquer coisa.

E, no entanto, a última coisa que desejamos fazer é admitir abertamente nossa pobreza espiritual. Desejamos ser dignos e justos aos nossos próprios olhos. Esse desejo induziu os judeus dos dias de Jesus a se gabarem das obras de justiça. Se tivessem se esforçado e se dedicado o suficiente, eles creriam, e poderiam se tornar não apenas justos com Deus, mas como Ele. A mesma linha de pensamento levou os monges da Idade Média a um frenesi de atividades. A mesma noção equivocada ainda existe atualmente. “Como podemos ser bons o suficiente?”. A resposta é que não conseguimos ser bons por nós mesmos.

Deus sabia disso. Por isso, Ele enviou Jesus para morrer em nosso lugar. A justiça é uma dádiva gratuita para aqueles que reconhecem sua desesperança (as duas primeiras bem-aventuranças) e a fonte e sede dela (a quarta).

[...] “A justiça de Deus se acha concretizada em Cristo. Recebemos a justiça recebendo – O a Ele. Não é por meio de penosas lutas ou fatigante lida, nem de dádivas ou sacrifícios, que alcançamos a justiça; ela é, porém gratuitamente dada a toda alma que dela tem fome e sede.” – O Maior Discurso de Cristo, pág. 18.

(Texto de George R.Knight)
Outras publicações: http://www.cpb.com.br/

Você pode caminhar com Jesus Cristo hoje, e durante todos os dias, pois como nosso companheiro eterno Ele caminha conosco, ele está sempre com todos nós, embora somente poucos o percebam.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Profunda Experiência - MD-Mateus 5:6.

Meditação Diária-
Num balanço de sua vida, em que relacionamentos encontra dificuldades de praticar as bem-aventuranças em sua vida ? Fale com Deus sobre esses relacionamentos e peça-lhe que o ajude nas suas dificuldades.Você não conseguirá sozinho, mas Deus quer revestir você do poder do Espírito Santo.
Tenha uma profunda experiência cristã lendo a Meditação de hoje.

Caminhando com Jesus Cristo
Uma Profunda Experiência Cristã
George R.Knight

Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos. Mateus 5:6.

A ordem das Bem-aventuranças não é impensada ou acidental. Longe disso. É uma sequência bem planejada que representa “uma progressão na experiência cristã”. – O Maior Discurso de Cristo, pág. 13.

Um exame das primeiras quatro bem-aventuranças comprova esse ponto. O ponto de partida da vida cristã é sentir nossa necessidade de Jesus. Sem a consciência dessa necessidade, não há desejo de mudança ou preenchimento. Dessa forma, o primeiro passo no caminho de uma pessoa cristã é ser humilde de espírito, para perceber a extrema desesperança das pessoas e de si mesma.

O segundo passo é entristecer – se por causa de nossa inutilidade e desesperança. Nesse ponto, começamos a reconhecer nosso estado lamentável, mas ainda não estamos certos quanto à solução.

Essa percepção nos conduz a uma visão humilde de nossa condição, à qual a Bíblia e refere como mansidão. Ficamos espantados com a profundidade de nosso problema.

A quarta bem-aventurança representa o maior avanço em nossa progressão da experiência. Ao passo que as primeiras duas bem-aventuranças exemplificaram o reconhecimento de nossa fraqueza humana e pecado, e a terceira expressou nossa humildade á luz dessa fraqueza, a quarta é o direcionamento ao aspecto positivo do cristianismo. É a fome e sede de justiça e semelhança de Deus.

Por isso, a quarta bem-aventurança desvia o foco do problema para a solução. Na lista das bem-aventuranças, a quarta cria uma ponte que liga as três primeiras às quatro últimas.

Ao passo que as duas primeiras bem-aventuranças representam as necessidades humanas que conduzem à salvação, as quatro últimas resultam de um relacionamento salvador com Jesus e têm uma natureza mais ativa do que as três primeiras. Ser misericordioso, puro de coração, e assim por diante, são os frutos de ter encontrado justiça em Jesus.

Precisamos nos lembrar de que a vida cristã é equilibrada e aceita integralmente a mensagem do evangelho com todas as suas partes. Jesus ensinou essa lição aos Seus seguidores no primeiro segmento de Seu grande sermão.

(Texto de George R.Knight)
Outras publicações: http://www.cpb.com.br/

Você pode caminhar com Jesus Cristo hoje, e durante todos os dias, pois como nosso companheiro eterno Ele caminha conosco, ele está sempre com todos nós, embora somente poucos o percebam.

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Herdeiros da Terra- MD-Salmos 149:4


Meditação Diária-
Deus é gracioso para com aqueles que nele confiam, e para nos encorajar a depositar toda nossa confiança nEle, nos faz herdeiros da terra.A herança da terra para os mansos é tanto presente quanto futura. Em Cristo já somos herdeiros do seu reino.
Leia a Meditação de hoje.
Caminhando com Jesus Cristo
Herdeiros da Terra
 George R.Knight

Porque o Senhor Se agrada do Seu povo; Ele adornará os mansos com a salvação. Salmos 149:4

A economia política terrena está baseada em segurança e poder. Não está em uma quantidade infinita de riquezas. Como resultado, homens e mulheres, em todos os lugares, lutam para obter sua parte – ou, falando honestamente, mais do que a sua parte.

Os resultados da agressão e do egoísmo humanos são vistos em todo lugar. Nação luta contra nação, no cenário internacional, enquanto indivíduos batalham por posição na escala corporativa.

Parece que a herança dos mansos não seria grande coisa. A recompensa final de Jesus foi a cruz. E muitos dos Seus fiéis seguidores foram perseguidos, aprisionados e levados à morte.

Os jornais diários parecem contradizer diretamente a sentença de Jesus de que os mansos herdarão a Terra. O ponto de vista terreno parece estar posicionado a favor da lei darwinista da selva: a sobrevivência do mais apto.

Mas as realidades aparentes não são as únicas realidades. Nem são as realidades definitivas.

A promessa da terceira bem-aventurança está no futuro. “Os mansos... herdarão a Terra”, no final de todas as coisas (Mat. 5:5).

Mas não será a Terra que conhecemos atualmente, com sua destruição, egoísmo e poluição. Será uma Terra restaurada á sua condição edênica. Será uma Terra á qual não haverá mais tristezas, funerais ou hospitais. Será um planeta que realmente valerá a pena.

Como Isaías diz:
“Então, se abrirão os olhos dos cegos, e se desimpedirão os ouvidos dos surdos; os coxos saltarão como servos, e a língua dos mudos cantará; pois águas arrebentarão no deserto, e ribeiros, no ermo. A areia esbraseada se transformará em lagos, e a terra sedenta, em mananciais de águas”. Isa. 35:5-7.

Não apenas as características físicas da Terra serão diferentes, mas também seus cidadãos. A mansidão será uma característica de todos. Apenas os que têm como característica a mansidão herdarão a Terra.


(Texto de George R.Knight)
Outras publicações: http://www.cpb.com.br/

Você pode caminhar com Jesus Cristo hoje, e durante todos os dias, pois como nosso companheiro eterno Ele caminha conosco, ele está sempre com todos nós, embora somente poucos o percebam.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Ordem Impossível- MD-Romanos 12:19-21


Meditação Diária

Mansidão é também a atitude que devemos ter quando lemos ou ouvimos a Palavra de Deus – devemos nos aproximar dela com uma atitude mansa e humilde, dizendo: “Deus, quero ser ensinado”.
Vamos aprender mais hoje sobre mansidão lendo a Meditação abaixo:
Caminhando com Jesus Cristo

Uma Ordem Impossível
 George R.Knight

Não vos vingueis a vós mesmos, amados,...porque está escrito: A Mim Me pertence a vingança; Eu é que retribuirei, diz o Senhor. Pelo contrário, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque fazendo isto, amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça. Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem. Romanos 12: 19-21.
  
Como seria o mundo se as pessoas levassem em consideração os conselhos de Paulo sobre a vingança? Como seria se as pessoas escolhessem viver pelos princípios da mansidão, em vez dos princípios do orgulho e da autodefesa?

A conclusão é óbvia. Não seria o nosso mundo. Seria o Céu. E sendo que nunca veremos o mundo nesse estado perfeito antes da segunda vinda de Jesus, cada um de nós pode começar a experimentar isto aqui e agora. O ponto de partida sou eu.

Como cristãos, por muito tempo temos esperado que uma nova reforma começasse em outro lugar. Muitos de nós estamos esperando que a reforma comece na Associação Geral ou em alguma outra corporação importante.

Esse modo de pensar está totalmente equivocado. A reforma bíblica não começa na Associação Geral, União, Associação local ou mesmo na igreja local. Começa com indivíduos que entregam o coração á Deus e se dedicam a viver os princípios do reino de Deus em sua vida diária, aqui e agora. A reforma começa comigo.

“Bem”, você deve estar pensando: “isto é impossível. Não posso alimentar e cuidar de meus inimigos. Tal ordem está além de minhas forças.”

Você está certo. Você não pode fazer isto. Mas Deus pode, se você estiver disposto a permitir que Ele viva em sua vida, através do poder do Espírito Santo.

Oh, como Ele deseja abençoá-lo hoje! Como Ele deseja libertá-lo de seu “eu” natural e abençoá-lo com a mansidão de Cristo.

Querido Pai, hoje desejo que Tu entres em minha vida e faças por mim o que não posso fazer por mim mesmo. Ajuda-me a não revidar àqueles que me trataram mal. Dá-me força para partilhar Tua bondade com eles. Dá-me a graça de vencer o mal com o bem.

(Texto de George R.Knight)
Outras publicações: http://www.cpb.com.br/

Você pode caminhar com Jesus Cristo hoje, e durante todos os dias, pois como nosso companheiro eterno Ele caminha conosco, ele está sempre com todos nós, embora somente poucos o percebam.

domingo, 20 de janeiro de 2013

Mansidão Suprema- MD-Mateus 11:29.

Meditação Diária-

Quando Jesus foi colocado diante dos seus acusadores, Ele respondeu a todos com brandura. Ele foi maltratado sem ter feito mal algum e não revidou a nada. Ele veio ao mundo em carne e suportou tudo com mansidão, deixando-nos um grande exemplo a ser seguido.
Leia a meditação de hoje e aprenda mais sobre a Mansidão de Jesus.

Caminhando com Jesus Cristo
A Mansidão Suprema
George R.Knight

Tomai sobre vós o Meu jugo e aprendei de Mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Mateus 11:29.

As vidas de Moisés, Davi e Paulo, são úteis, mas é o exemplo de Jesus que tem extrema importância para os cristãos. A vida de Cristo foi o exemplo por excelência de mansidão. Vemos isso em todos os lugares dos Evangelhos Percebemos isso em sua reação com as pessoas, especialmente quando Ele sofreu perseguição, desprezo e escárnio. "Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem", Ele foi capaz de dizer aos que O crucificaram. Sendo Deus, Jesus tinha poder para vingar - Se daqueles que zombavam dEle enquanto morria. Mas Ele preferiu não fazê-lo. Ele preferiu morrer até mesmo por aqueles que estavam maldosamente usando e abusando dEle.

Ao mesmo tempo que a mansidão de Jesus é vista em relação a outras pessoas, ela é até mais evidente em Sua submissão ao Pai. Contemple-O no Getsêmani, onde Ele teve finalmente que ficar face a face com a crise da cruz. Três vezes Ele orou para permanecer submisso á vontade de Seu Pai. Embora fosse um Homem destemido e de grande firmeza de caráter, Jesus foi submisso á Deus. Sua mansidão estava evidente em tudo que fazia e dizia.

Filipenses 2:5-8 é especialmente útil na compreensão da mansidão de Jesus, quando Paulo nos diz para seguir o exemplo de "Cristo Jesus, pois Ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a Si mesmo Se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-Se semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a Si mesmo Se humilhou, tornando-Se obediente até á morte e morte de cruz".

Esta passagem proporciona a cada um de nós um exemplo incrível para seguirmos em nossa vida diária. Jesus era Deus, contudo consentiu em viver a vida terrena, não como um rei que merecia respeito, mas como Alguém que tinha a missão de servir os outros.

Isto, meus amigos, é a essência do cristianismo. Deus deseja libertar-nos do orgulho e auto-suficiência, para que possamos nos tornar Seus servos e servos de nossos semelhantes.

(Texto de George R.Knight)
Outras publicações: http://www.cpb.com.br/

Você pode caminhar com Jesus Cristo hoje, e durante todos os dias, pois como nosso companheiro eterno Ele caminha conosco, ele está sempre com todos nós, embora somente poucos o percebam.

sábado, 19 de janeiro de 2013

Mansos Apesar de Tudo-MD-Números 12:3

Meditação Diária-

Jesus é nosso Maior Exemplo de mansidão. Ele convida a todos para virem a Ele, pois Ele é manso e humilde de coração e nos concederá esta graça. Precisamos ser  pessoas mansas para agradar ao Pai e colher êxito em todas as áreas da nossa vida. Leia a Meditação de hoje:

Caminhando com Jesus Cristo
Mansos Apesar de Tudo
George R.Knight
Era o varão Moisés mui manso, mais do que todos os homens que havia sobre a terra. Números 12:3

A mansidão não veio naturalmente para Moisés. Ele havia sido treinado como um príncipe egípcio, e indubitavelmente tinha uma excelente auto-estima como governante. Num momento de descontrole, matou um egípcio que ele vira maltratando um israelita (Êxo. 2:12). Ele pensou que sabia como cuidar do povo de Deus e resolver as batalhas dEle.

Esse homicídio levou o jovem príncipe a fugir para o deserto a fim de salvar sua vida. Foi lá que sua educação se tornou completa. Moisés teve que desaprender muitas das lições que foram ensinadas na elite da Universidade do Egito. Foi naquele intervalo de 40 anos, longe do poder, que ele aprendeu a mansidão como pastor de ovelhas.

Foi essa mansidão que o qualificou para se tornar o primeiro líder da nova nação de Deus, Israel. Foi essa mansidão que fez de Moisés o representante de Cristo para o povo de Deus (ver Deut. 18:18).

O novo Moisés estava longe de ser fraco ou vacilante, mas ele foi manso. Em grande parte havia perdido seu orgulho e ira descontrolada, mas não foi fraco. Ao contrário, foi um líder poderoso e destemido sob a orientação divina. Mas sua força, poder e autoridade foram agora temperados pela mansidão. Porque havia sido transformado, ele foi escolhido para liderar o povo de Deus.

A Bíblia está repleta de heróis mansos. Tome como exemplo Davi em seu relacionamento com Saul. Davi sabia que devia ser rei, no entanto, como ele sofreu sob o tratamento injusto e cruel de Saul! Ele exemplificou a mansidão num grau extraordinário.

E no Novo Testamento temos o exemplo de Paulo, que foi convertido a Jesus enquanto estava numa missão para perseguir os cristãos. Paulo também se educou no deserto, entre sua função como líder do judaísmo e como líder do cristianismo. Ele se tornou um exemplo de mansidão para com aqueles que o maltrataram, tanto dentro como fora da igreja. Na base de sua força estava a mansidão gentil que não fora da igreja. Na base de sua força estava a mansidão gentil que não fazia parte do seu eu natural.

E há você e eu. Também precisamos ser transformados; também precisamos aprender as lições de mansidão, para que possamos ser usados por Deus.
(Texto de George R.Knight)
Outras publicações: http://www.cpb.com.br/

Você pode caminhar com Jesus Cristo hoje, e durante todos os dias, pois como nosso companheiro eterno Ele caminha conosco, ele está sempre com todos nós, embora somente poucos o percebam.

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis