Translate

sábado, 30 de abril de 2011

Maravilhoso Jesus - Mateus 7:6


O Sagrado e o profano


Não dêem o que é sagrado aos cães, nem atirem suas pérolas aos porcos; caso contrário, estes as pisarão e, aqueles, voltando-se contra vocês, os despedaçarão. Mateus 7:6, NVI


Em minha opinião, o maior problema com a indústria do entretenimento, em relação aos valores cristãos, é a sua persistente recusa de reconhecer o sagrado. Nas produções do cinema e da televisão, os personagens usam os nomes de Deus e de Cristo sem pensar – na forma de exclamações ou juramentos. Eles tratam o que é mais sagrado como algo comum, cotidiano.


Por um curto período, certa vez, eu me encontrei em um ambiente de trabalho onde os colegas usavam linguagem obscena. Eles amaldiçoavam e juravam, usavam o nome do Senhor de forma profana. Eu não gostava daquela situação, mas não podia fazer nada, pois era uma escolha deles.


No entanto, quando deixamos a televisão ligada em um programa específico, fazemos uma escolha em relação ao que vemos e ouvimos. Não creio que possamos continuamente ouvir as pessoas usando o nome de Deus ou de Cristo em piadas ou juramentos sem sermos afetados. O que nos faz estremecer ao presenciarmos pela primeira vez gradualmente se torna aceitável. Antes que o percebamos, nos conformamos com os padrões de Hollywood.


Alexander Pope disse muito bem:


"O vício é um monstro de semblante tão assustador

Que para ser odiado, precisa apenas ser visto,

No entanto, visto muitas vezes, nos familiarizamos com a sua cara,

A princípio resistimos, depois sentimos dó, então abraçamos "

Um Ensaio sobre o Homem (An Essay on Man).


No livro de Levítico, lemos acerca de Nadabe e Abiú, filhos do sumo sacerdote Arão. Os Israelitas tinham recém construído o santuário seguindo cuidadosamente as especificações estabelecidas pelo Senhor, e Nadabe e Abiú, juntamente com seu pai e irmãos, tinham sido consagrados para oferecer sacrifícios. Mas Nadabe e Abiú, aparentemente, assumiram suas sagradas responsabilidades de maneira leviana. Com seus sentidos embotados pelo álcool, adentraram o santuário com fogo não autorizado.


"Então saiu fogo da presença do Senhor e os consumiu. Morreram perante o Senhor." (Levítico 10:2, NVI). E o Senhor, através de Moisés, instruiu a Aarão e a seus demais filhos: "Vocês têm que fazer separação entre o santo e o profano, entre o puro e o impuro" (versículo 10).


Este é um conselho importante para os seguidores de Cristo, ainda hoje.


ORAÇÃO


Ó Mestre santo, dá-me a graça hoje de mudar de canal ou desligar o aparelho que veicula algum programa impróprio para que eu não desonre o teu nome.


Autor: William G. Johnsson

sexta-feira, 29 de abril de 2011


Que Pai!

Qual de vocês, se seu filho pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou se pedir peixe, lhe dará uma cobra? Mateus 7:9, 10, NVI

"Pai" foi a designação favorita de Jesus para Deus. E que Pai! No Sermão da Montanha encontramos uma tríplice descrição do nosso Pai celestial.

Deus é o amante celestial, disse Jesus. Ele envia o sol e a chuva sobre justos e injustos. Seu amor não conhece fronteiras, não têm favoritos. Porque Deus éamor, Ele ama e continua amando, e sempre amará (Mateus 5:44-48).

Deus é o provedor celestial, Jesus disse. Ele cuida do pardal e do corvo. Ele cuida das flores silvestres, trazendo de volta o milagre da ressurreição a cada primavera. Então, por que ficar ansioso com o que você vai comer e beber, ou com o que você vai vestir? Por que se preocupar com o dia de amanhã? Se Deus cuida dos pássaros e das flores, quanto mais providenciará o que você necessita (Mateus 6:25-34).

E Deus é o doador celestial, de acordo com Jesus. Ele gosta de dar boas coisas a Seus filhos. Observe como os pais terrenos gostam de comprar presentes de aniversário, de Natal e para outras ocasiões especiais. Veja como se empenham para que seus filhos tenham uma alimentação adequada, para que não lhes falte o necessário a fim de crescerem fortes, saudáveis e felizes. Da mesma maneira, nosso Pai celestial cuidará de nós, ao Lhe apresentarmos as nossas petições. Não precisamos mendigar e implorar, não precisamos tocar um sino como ocorre num templo pagão, não precisamos tentar manipulá-lo. Basta pedir, e isso é tudo, pois Ele tem prazer em presentear.

Toda religião e toda teologia começa com um conceito de Deus. Jesus nos deu uma noção de Deus como Pai celestial, que transforma toda a nossa maneira de viver. E o que Jesus ensinou, viveu – porque era Deus feito carne.

Que Deus! Que conceito libertador! Que religião transformadora! O Deus que está do nosso lado, o Deus que está a nosso favor, o Deus que está conosco, o Deus que morreu por nós! Agora temos razão para viver, agora temos graça suficiente para o dia de hoje!

ORAÇÃO

Pai nosso, que estás no céu e também dentro de nós através do Teu Espírito, aceita a minha gratidão por aquilo que Tu és. Um Deus amoroso, provedor e doador. Que a Tua bondade seja a razão do meu sorriso no dia de hoje. Amém.

Autor: William G. Johnsson

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Maravilhoso Jesus - Mateus 5:48


Maravilhoso Jesus

A busca pela perfeição

Portanto, sejam perfeitos como perfeito é o Pai celestial de vocês. Mateus 5:48, NVI

Ah, a perfeição! Vivemos em um mundo onde tudo é imperfeito, onde nossas conquistas não alcançam nossos sonhos, onde o ideal é uma estrela brilhante que tentamos agarrar, mas que sempre escapa ao nosso alcance. Estranhas criaturas, nós, seres humanos – conseguimos visualizar a perfeição, mas não conseguimos alcançá-la!

E aqui está Jesus, no clímax do seu ensinamento sobre a "justiça superior", em Mateus 5, nos dizendo para sermos perfeitos! Como devemos entender suas palavras?

Primeiro, observemos o contexto. Nos versículos 44-47 Jesus tinha acabado de pronunciar a sexta e última ilustração da série "Vocês ouviram o que foi dito... Mas eu lhes digo" explicando como o cristão deve viver. Esses versos superam todos os demais: devemos amar até mesmo nossos inimigos! Lembrem-se, diz o mestre, que o seu Pai Celestial ama a todas as pessoas sem discriminação – Ele envia a chuva e o sol tanto sobre os bons como sobre os maus – e assim vocês também devem proceder. "Portanto, sejam perfeitos como perfeito é o Pai celestial de vocês."

Em segundo lugar, a perfeição que Jesus descreve aqui diz respeito aos nossos relacionamentos com os outros. Ele não está defendendo a vida de um eremita religioso, que se isola do mundo para se dedicar a uma vida de oração e jejum. Não, a perfeição será mostrada pelo modo como tratamos os outros, pelos sentimentos que nutrimos para com eles. E não somente em relação aos nossos amigos, mas até mesmo em relação aqueles que nos odeiam, nos chamam de nomes feios, e nos acusam falsamente.

Em terceiro lugar, Jesus ergueu tão alto o alvo que nunca poderemos esperar atingir a perfeição em nossa própria força. A abordagem utilizada pelos fariseus de tentar seguir uma lista de deveres não consegue alcançar este padrão – podemos conseguir disciplinar nossos atos (difícil) e até mesmo nossas palavras (mais difícil), mas quem consegue forçar a si mesmo a amar alguém que o maltrata? Este tipo de perfeição só pode vir de Deus, que é perfeito e ama a seus inimigos. Essa perfeição precisa ser uma dávida, não uma conquista.

ORAÇÃO

Ó Mestre, que amou os seus inimigos e que agora nos convida para a perfeição, transforma esse coração duro e orgulhoso em um coração semelhante ao Seu. Em meio às preocupações e lutas deste dia, esteja comigo, dando-me paz, amor, e a sensação da Sua constante presença ao meu lado.

Autor: William G. Johnsson

quarta-feira, 27 de abril de 2011

28-04 -2011 Maravilhoso Jesus - Mateus 5:44

MEDITAÇÃO DIÁRIA 28-04-011

O cristão não tem inimigos

Amai os vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei o bem aos que vos odeiam e orai pelos que de modo ultrajante vos usam e perseguem. Mateus 5:44 (King James Version)

Um homem que estava em pé na fila para registrar-se em um hotel surpreendeu-se com a cortesia da recepcionista. Ela atendia a uma pessoa bastante desagradável – rude, exigente, aviltante. Mas, a cada reclamação, respondia com: "Sim, senhor"; "Sinto muito, senhor"; "Vamos providenciar, senhor." O homem que esperava logo atrás na fila notou que enquanto a recepcionista falava ela rabiscava algumas palavras num bloco de notas em sua escrivaninha.

Por fim, a pessoa desagradável se retirou, e o próprio observador se apresentou diante da amável recepcionista. Ela sorriu docemente e providenciou o que ele necessitava. Conforme ela o atendia, o hóspede descobriu o que estava escrito naquele bloco de notas. Estava cheio de palavrões! Enquanto externamente ela havia sido tão cortês, por dentro estava muito ressentida!

Só Jesus pode mudar nosso coração. Somente Seu Espírito pode erguer-nos acima das aparências e da submissão e fazer-nos amar nossos inimigos.

Jesus não tinha inimigos - embora os líderes religiosos o odiassem, Ele os amava. Quando eles o pregaram na cruz, Ele orou: "Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem" (Lucas 23:34).

Corrie Ten Boom, aquela maravilhosa mulher holandesa cujo livro O Refúgio Secreto relata como ela e sua irmã esconderam Judeus dos Nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, mais tarde descreveu um dos testes mais difíceis de sua vida. Após a guerra, quando estava falando em uma reunião cristã na Alemanha Ocidental, ela reconheceu um dos guardas do campo de concentração em que sua irmã perdera a vida. Quando esse ex-guarda estendeu a mão para cumprimentá-la, Corrie Ten Boom congelou. Ela não tinha condições de retribuir aquele aperto de mão. Mas, então, em silêncio, ela clamou ao Senhor – e o Senhor operou um milagre. Ele tirou o ódio, tirou a amargura, Ele colocou nela o amor e a aceitação. Corrie Ten Boom estendeu a mão e cumprimentou aquele homem – não mais como um inimigo, mas como um irmão!

O cristão não tem inimigos. As pessoas podem nos odiar, mas o Espírito de Jesus faz com que os amemos.

ORAÇÃO

Senhor, quando uma pessoa me desprezar, me amaldiçoar, me prejudicar ou perseguir, livra-me do ódio e do ressentimento. Espírito Santo, ensina-me a amar como Jesus amou.

Autor: William G. Johnsson

Remido Fui Cânticos Vocal
Quando penso em minhas faltas e
Fracassos, e quantas vezes a meu Deus decepcionei.
Eu me sinto incapaz e envergonhado,
Não mereço ter jamais o Seu perdão.
Mas Jesus deixou Seu trono lá no céu,
morreu na cruz e assim me libertou.

Remido fui pelo sangue de Cristo,
Remido fui por Seu imenso amor.
Um escravo fui nas garras do pecado.
Jesus me libertou, remido fui.

Quando olho para o meu interior,
nada vejo para oferecer.
Um vaso sou quebrado em pedaços,
Mas Jesus me diz: "Meu filho, vinde a mim".
As marcas tão amargas pode apagar,
me aceita assim do jeito que eu sou.

Remido fui pelo sangue de Cristo,
Remido fui por Seu imenso amor.
Um escravo fui nas garras do pecado.
Mas livre agora sou, remido fui.

http://www.vagalume.com.br/canticos-vocal/remido-fui.html#ixzz1Kim4AcdM

Remido Fui Cânticos Vocal
Quando penso em minhas faltas e
Fracassos, e quantas vezes a meu Deus decepcionei.
Eu me sinto incapaz e envergonhado,
Não mereço ter jamais o Seu perdão.
Mas Jesus deixou Seu trono lá no céu,
morreu na cruz e assim me libertou.

Remido fui pelo sangue de Cristo,
Remido fui por Seu imenso amor.
Um escravo fui nas garras do pecado.
Jesus me libertou, remido fui.

Quando olho para o meu interior,
nada vejo para oferecer.
Um vaso sou quebrado em pedaços,
Mas Jesus me diz: "Meu filho, vinde a mim".
As marcas tão amargas pode apagar,
me aceita assim do jeito que eu sou.

Remido fui pelo sangue de Cristo,
Remido fui por Seu imenso amor.
Um escravo fui nas garras do pecado.
Mas livre agora sou, remido fui.


http://www.vagalume.com.br/canticos-vocal/remido-fui.html#ixzz1Kim4AcdM
Remido Fui Cânticos Vocal
Quando penso em minhas faltas e
Fracassos, e quantas vezes a meu Deus decepcionei.
Eu me sinto incapaz e envergonhado,
Não mereço ter jamais o Seu perdão.
Mas Jesus deixou Seu trono lá no céu,
morreu na cruz e assim me libertou.

Remido fui pelo sangue de Cristo,
Remido fui por Seu imenso amor.
Um escravo fui nas garras do pecado.
Jesus me libertou, remido fui.

Quando olho para o meu interior,
nada vejo para oferecer.
Um vaso sou quebrado em pedaços,
Mas Jesus me diz: "Meu filho, vinde a mim".
As marcas tão amargas pode apagar,
me aceita assim do jeito que eu sou.

Remido fui pelo sangue de Cristo,
Remido fui por Seu imenso amor.
Um escravo fui nas garras do pecado.
Mas livre agora sou, remido fui.


http://www.vagalume.com.br/canticos-vocal/remido-fui.html#ixzz1Kim4AcdM
Remido Fui Cânticos Vocal
Quando penso em minhas faltas e
Fracassos, e quantas vezes a meu Deus decepcionei.
Eu me sinto incapaz e envergonhado,
Não mereço ter jamais o Seu perdão.
Mas Jesus deixou Seu trono lá no céu,
morreu na cruz e assim me libertou.

Remido fui pelo sangue de Cristo,
Remido fui por Seu imenso amor.
Um escravo fui nas garras do pecado.
Jesus me libertou, remido fui.

Quando olho para o meu interior,
nada vejo para oferecer.
Um vaso sou quebrado em pedaços,
Mas Jesus me diz: "Meu filho, vinde a mim".
As marcas tão amargas pode apagar,
me aceita assim do jeito que eu sou.

Remido fui pelo sangue de Cristo,
Remido fui por Seu imenso amor.
Um escravo fui nas garras do pecado.
Mas livre agora sou, remido fui.


http://www.vagalume.com.br/canticos-vocal/remido-fui.html#ixzz1Kim4AcdM

terça-feira, 26 de abril de 2011

Maravilhoso Jesus - Mateus 7:1


Apontando o dedo

Não julguem, para que vocês não sejam julgados. Mateus 7:1, NVI

Toda vez que apontamos o dedo para alguém, será que entendemos que quatro dedos estão apontando para nós mesmos?

Você já reparou que normalmente somos mais exigentes com os outros do que conosco mesmos? Com a gente é diferente – o que não suportamos no outro, quando se trata a nosso respeito, desculpamos, racionalizamos, abrimos uma exceção. Com freqüência as falhas que mais criticamos em outros são aquelas contra as quais também lutamos.

Talvez procuremos encobrir nossos próprios defeitos – até de nós mesmos – ao apontar o dedo acusador para alguém.

Um internato Adventista teve certa vez um problema desmoralizante – alguém no dormitório das moças era uma ladra. Uma das monitoras tinha certeza de quem havia cometido o furto – certa estudante que não era rica e se vestia de modo simples. Mas a preceptora das meninas não podia agir apenas com base em uma suspeita, apesar das acusações da monitora. Como os roubos continuaram, finalmente a monitora chegou à preceptora com um plano. "Vamos montar uma armadilha,” disse ela. "Eu vou deixar um dinheiro sobre a minha penteadeira, com um sinal identificador, de modo que quando a pessoa o levar poderemos identificá-la. E eu sei quem será a menina!"

Então, elas fizeram a armadilha. A monitora e a preceptora anotaram o número de série do dinheiro, e a monitora deixou a nota sobre a sua penteadeira. O dinheiro ficou lá o dia todo, e também no dia seguinte, mas ao terceiro dia desapareceu. A monitora trouxe a notícia correndo para a preceptora: "O dinheiro desapareceu. A ladra atacou. Agora você conseguirá pegá-la!" Assim, a preceptora chamou o diretor e, juntos, começaram uma busca nos quartos das meninas. E eles encontraram o dinheiro que havia sumido – na bolsa da garota do vestido simples!

O caso estava fechado; o mistério havia sido resolvido. Exceto por um detalhe, a ladra se recusava a confessar a falta. Eles a questionaram por horas, até tarde da noite, mas ainda assim ela afirmava ser inocente. No dia seguinte, eles a enviaram de volta para casa – como uma ladra.

Alguns meses depois, a monitora foi até o professor de Bíblia e disse: "Alguma coisa está me incomodando. Você se lembra quando tivemos o problema de roubo no dormitório? Eu estava tão certa de que a “fulana” era a ladra que, quando nada aconteceu com o dinheiro por dois dias, eu o peguei e coloquei em sua bolsa."

As coisas nem sempre são o que parecem. Disse o apóstolo, "não julguem nada antes da hora devida; esperem até que o Senhor venha. Ele trará à luz o que está oculto nas trevas e manifestará as intenções dos corações. Nessa ocasião, cada um receberá de Deus a sua aprovação" (I Coríntios 4:5, NVI).

ORAÇÃO

Deus da justiça. Coloca em meu coração o desejo de ser firme como uma rocha em termos de princípios. Até que se prove o contrário, que eu pense o bem a respeito dos que estão ao meu redor.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Maravilhoso Jesus-Mateus 5:6


Brilhante!

Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos. Mateus 5:6, NVI

Você já ficou incomodado com o pequeno número de pessoas de influencia da sociedade que aceitam a Jesus como seu Salvador e Senhor? Você já se perguntou por que proporcionalmente poucas pessoas de intelecto privilegiado – os prêmios Nobeis, os gigantes da ciência – são cristãos praticantes?

Quando jovem, essas perguntas me incomodaram algumas vezes. Mas um dia me deparei com a seguinte afirmação que me ajudou bastante, "Não chame de brilhante a nenhum homem que não foi sábio o suficiente para escolher a Jesus Cristo – a luz e a vida do mundo. A excelência de um homem é determinada por possuir ele as virtudes de Cristo "(Ellen White - Conselhos para Escritores e Editores, p. 175).

Eu cresci na Austrália, onde o sistema britânico de educação é seguido. "Brilhante" foi uma palavra que ouvi muitas vezes na escola pública que frequentei – uma solução "brilhante" a um problema de matemática, um desempenho "brilhante" num exame. Nós nos assentávamos em carteiras previamente determinadas de acordo com o nosso desempenho acadêmico. O aluno mais fraco ficava debaixo do nariz da professora e o aluno mais "brilhante" ficava na parte de trás da sala, no fundão. Os professores trabalhavam árduamente a fim de capacitar-nos para os exames aplicados pelo Estado.

Mas a análise penetrante de Ellen White eleva a escala do brilhantismo. Os verdadeiramente "brilhantes" não são aqueles com um QI de gênio, não são aqueles que ganham troféus por sua excelência acadêmica, não são aqueles admirados por suas descobertas e realizações. A medida agora é Jesus Cristo – o mais humilde e o melhor dos homens. Somente temos a verdadeira grandeza na proporção em que possuimos o Seu caráter.

Se amamos a Jesus, nunca estaremos satisfeitos com a nossa condição ou crescimento espiritual. Estaremos permanentemente famintos e sedentos, sempre procurando por sua graça, a fim de sermos mais semelhantes à Ele. Quão aquém estamos do ideal! Quantas vezes o desapontamos! Quão superficial é a nossa profissão de fé!

Mas dia a dia Ele está nos transformando. Conforme O contemplamos, procurando ser mais semelhantes à Ele, Ele nos molda conforme o padrão divino, formando a Sua imagem dentro de nós (2 Coríntios. 3:18). Já somos filhos de Deus (1 João 5:1), mas o melhor ainda está por vir!

ORAÇÃO

Querido professor Espírito Santo, faz de mim uma pessoa brilhante! Quero tornar-me mais e mais semelhante a Jesus até o dia em que o verei face a face.

Autor: William G. Johnsson

domingo, 24 de abril de 2011

Maravilhoso Jesus-Mateus 5:4


Cristãos cabisbaixos

Bem-aventurados os que choram, pois serão consolados. Mateus 5:4 NVI

Está Jesus defendendo que devemos sair por aí cabisbaixos, com aparencia de tristeza? Deveriam os filhos do reino dos céus serem conhecidos por sua seriedade?

Alguns textos da Escritura parecem sugerir isso. "É melhor ir a uma casa onde há luto do que a uma casa em festa", aconselhou o sábio (Eclesiastes 7:2). Ele concluiu que “a risada dos tolos é como os estalos de espinhos no fogo - não quer dizer nada” (verso 6). E não foi o próprio Jesus um homem de dores, familiarizado com o sofrimento?

Mas outras passagens bíblicas ensinam diferente. O sábio também disse: "O coração alegre é bom remédio" (Pv 17:22). Jesus falou de uma alegria que ninguém poderá tirar de nós, que a tristeza dos discípulos seria transformada em alegria (João 16:20-22.). E em algumas ocasiões Ele fez declarações humorísticas que devem ter produzido sorrisos em seus ouvintes – quando falou, por exemplo, de pessoas que coavam um mosquito, mas engoliam um camelo (Mt. 23:24).

No mundo, o riso é artigo que vende. Escritores, comediantes e cartunistas ganham a vida com o humor. As pessoas procuram esquecer as suas mágoas, rindo. E ao fazê-lo muitas vezes bloqueiam os convites de Deus à alma.

Durante o século XII, um cortesão, Rahere, entretia a família real da Inglaterra. A companhia de Rahere era muito agradável – numa conversa inteligente ele conseguia intercalar gracejos. Mas, então, aconteceu uma tragédia, o principe herdeiro morreu num naufrágio. Rahere começou a pensar em coisas mais sérias – partiu para uma peregrinação religiosa. Ao longo do caminho, adoeceu e começou a contemplar o legado de sua vida. Voltando à Londres, sua cidade natal, ele construiu uma igreja – a Igreja de São Bartolomeu – e um hospital. Ambos existem até hoje.

Frequentemente, o único momento em que Deus consegue nos alcançar é quando nosso coração está partido. Quando deixamos de lado nossa auto-suficiência. Quando pranteamos por nossos pecados, quando o Espírito Santo convence nossos corações, estamos mais dispostos a dar a Deus uma chance. E quando o fazemos, encontramos o Seu conforto.

ORAÇÃO

Senhor. Quando o pranto chegar e as lágrimas rolarem pelo meu rosto, ajuda-me a perceber a Tua presença comigo, dando-me consolo e sabedoria.

Autor: William G. Johnsson

O Nome Cristo - Arautos do Rei

O Nome de Cristo

Arautos do Rei

Eu não encontrei um outro nome igual a esse,
Um nome que inspira devoção e o mais puro amor,
O nome que Deus nos enviou como um presente,
E nós recusamos a aceitar como o Senhor,

Esse nome nos quer curar, não preciso pedir
Esse nome nos quer salvar e nos vai redimir
Através deste nome de luz, recebemos virtudes da cruz
Esse nome bendito é Cristo Jesus

Cristo, Cristo, esse nome nos traz o Dom da paz
Cristo, Cristo, quem invocar esse nome, perdão alcançará

Você pode fingir que não precisa desse nome,
Ou pode fugir pra não querer desse nome escutar,
Mas não vai conseguir fazer com que ele te abandone,
Esteja onde estiver o seu amor vai lhe encontrar,

Esse nome vai lhe envolver, sem você perceber
Esse nome já lhe escolheu, para um novo viver
Muito além deste céu tão azul, há um lugar onde tudo reluz,
E o centro da gloria é Cristo Jesus,

Cristo, Cristo, esse nome nos traz o Dom da paz
Cristo, Cristo, quem invocar esse nome, perdão alcançará
Cristo, Cristo, esse nome nos traz o Dom da paz
Cristo, Cristo, quem invocar esse nome, perdão alcançará
Quem invocar esse nome, perdão alcançará

sábado, 23 de abril de 2011

Maravilhoso Jesus-Mateus 5:7


Os Misericordiosos

Bem-aventurados os misericordiosos, pois obterão misericórdia. Mateus 5:7, NVI

Quando eu estiver diante do tribunal de Deus, espero que meu caso seja decidido com base na misericórdia, e não apenas pela justiça. Se a justiça for a única medida, não tenho esperança de ser aprovado. Minha esperança está na maravilhosa graça de Deus, manifestada no dom supremo de Seu Filho Jesus Cristo, como sacrifício pelos meus pecados e pelos pecados do mundo.

Ter uma percepção da misericórdia de Deus nos transforma. Torna-nos semelhante a Ele. Torna-nos misericordiosos.

A primeira metade da parábola fala sobre um servo que deve ao rei uma enorme quantia – 10.000 talentos. Isso seria equivalente a milhões de reais nos dias de hoje, mas Jesus não estava tentando especificar um valor. Ele combinou o maior número na língua grega, com a maior unidade de dinheiro no sistema de contábil da época. Se Jesus estivesse contando essa história hoje Ele nos diria para considerarmos a maior quantia de dinheiro que pudéssemos pensar: um milhão de reais? 10 milhões? 100 milhões? Seja qual for o número, use-o na história.

A parábola de Jesus que melhor ensina essa verdade, encontra-se em Mateus 18:23-35. A história tem duas partes, a primeira, difícil de acreditar, a segunda, fácil de acontecer.

Agora vem a parte difícil de acreditar. Como o servo não tem condições de pagar (quem teria?), o rei simplesmente perdoa essa enorme dívida. Instantaneamente. Não por obrigação. Simplesmente por causa da necessidade de seu servo.

Então vem a parte fácil de acontecer. Este servo a quem o Rei perdoou a enorme divida vai e oprime um conservo que lhe devia uma quantia irrisória. O primeiro servo havia sido tratado com grande misericórdia, mas não agiu da mesma maneira.

Assim, ele perde o grande presente. Sua enorme dívida retorna para ele. Suas ações mostraram que ele não merece estar na presença do misericordioso rei, porque não tinha sido transformado pela generosidade do rei.

Jesus enfatizou exatamente esse ponto na Oração do Pai Nosso: "Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores" (Mateus 6:12, NVI).


Sim, eu conto com a misericórdia quando comparecer perante Deus. Mas Deus vai me perguntar se tenho sido misericordioso. O pecado que tem contaminado muitas pessoas "boas", membros de igreja, é a falta de compaixão.

ORAÇÃO

Oh Salvador misericordioso, assim como tens tido compaixão para comigo, a partir de hoje, faz-me compassivo para com outras pessoas.

Autor: William G. Johnsson

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis